X Games 2022 – Brazucas conquistam cinco medalhas na Califórnia.

Publicado por AdrenaNews 0

Nesta semana foram realizadas em San Diego, na Califórnia, Estados Unidos, mais uma edição do X Games. Os brazucas conquistaram cinco medalhas para o skate brasileiro.

Gui Khury em ação. Foto: Divulgação – X Games

A quarta-feira passada começou com a modalidade vertical, com o skate brasileiro conquistando a prata com Gui Khury, ainda teve Rony Gomes na oitava posição. O pódio foi fechado pelos norte-americanos Jimmy Wilkins (ouro) e Mitchie Brusco (bronze). No Best Trick (melhor manobra) do Vertical, o ouro ficou com o norte-americano Elliot Sloan, na sequência, dobradinha do skate brasileiro com mais uma prata de Gui Khury e bronze para Rony Gomes.

Rony Gomes em ação. Foto: Divulgação – X Games

No Mega Park, o dia terminou com bronze para Italo Penarrubia, Gui Khury foi o quarto e Rony terminou na quinta posição. A medalha de ouro da prova ficou com o francês Edouard Damestoy e a prata com o americano, Elliot Sloan.

Italo Penarrubia em ação. Foto: Divulgação – X Games

Agora, Gui Khury, da Seleção Brasileira Júnior de Park, soma cinco medalhas de X Games (1 ouro, 3 pratas e 1 bronze). Rony Gomes tem quatro medalhas (2 pratas e 2 bronzes) e Italo Penarrubia tem duas (1 ouro e 1 bronze).

Gui Khury em ação. Foto: Divulgação – X Games

No sábado (23), antes das disputas do Street masculino, Leticia Bufoni recebeu homenagem pela entrada no Guiness Book como a mulher com mais medalhas de ouro no Street nos X Games (5) e também a mulher com mais medalhas entre todas as modalidades na história das edições de verão dos X Games (12).

Leticia Bufoni. Foto: Divulgação – X Games

Pelo street masculino, vitória do australiano Shane O’Neill com os brasileiros, Kelvin Hoefler (2 ouros, 1 prata e 2 bronzes) terminando em quarto lugar e Carlos Ribeiro em décimo lugar. O paraskatista Felipe Nunes, na prova de melhor manobra do Street masculino terminou em quinto lugar, seguido por Kelvin, na sexta posição. Carlos Ribeiro fechou as disputas com o nono lugar, na vitória do americano Jamie Foy, com a segunda colocação ficando com o também americano, Nyjah Huston e o terceiro com Dashaw Jordan.

A britânica Sky Brown foi a campeã no park feminino com as japonesas, Sakura Yosozumi e Cocona Hiraki na segunda e terceira colocações respectivamente. Nesta modalidade não tivemomos participações de brasileiras.

No domingo, Rayssa Leal (1 ouro) e Pâmela Rosa (2 ouros, 3 pratas e 1 bronze), ambas da Seleção Brasileira, e Leticia Bufoni (6 ouros, 3 pratas e 3 bronzes) estavam nas disputas do street feminino, O trio brasileiro ficou de fora do pódio do skate street feminino. Momiji Nishiya, de 14 anos, campeã olímpica, garantiu o primeiro título da carreira na competição. Chloe Covell, australiana de 12 anos, surpreendeu e ficou com a prata. Yumeka Oda, de 15, foi a terceira colocada.

Rayssa Leal terminou a disputa na quarta posição, desbancada por Chloe Covell, australiana de 12 anos e grande novidade da temporada no skate street feminino, que mostrou mais uma vez que está na elite da modalidade, acertando uma ótima última volta para garantir a prata e tirar Leal do pódio. Letícia Bufoni ficou com a 8ª colocação e Pâmela Rosa com a 9ª. Letícia era a atual campeã e entrou no livro dos recordes neste sábado por bater o recorde de medalhas na competição entre as mulheres (12) e por ser a skatista que mais venceu no skate street feminino, com cinco vitórias.

O encerramento da participação brasileira foi com Luiz Francisco, da Seleção Brasileira de Skate. Ele disputou as finais do Park neste domingo, A primeira medalha de Luizinho no evento valeu como presente de aniversário, com a conquista da medalha de bronze. O brazuca fez uma ótima primeira volta, que o colocou na segunda posição da disputa logo de cara. Kieran Wooley foi quem venceu o ouro com uma terceira volta espetacular, colocando o brasileiro em terceiro. Gavin Bottger, dos Estados Unidos, terminou com a prata. Luizinho foi o único brasileiro na decisão, isso porquê Raphae Ueda sofreu uma queda forte nos treinos para a final e acabou ficando fora da disputa.

Luiz Francisco em ação. Foto: Divulgação – X Games

Reportagem: Rafael Miramoto – CBSk

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas