WSL anuncia o Australian Grand Slam of Surfing 2020

Publicado por AdrenaNews 843 views0

A World Surf League anunciou o retorno do surf profissional ao vivo para setembro e outubro, através dos eventos especiais do “Australian Grand Slam of Surfing 2020”.

Line Up da Ilha de South Stradbroke. Foto: Shield – WSL

Serão dois eventos no estilo de “missão de ataque” somente com transmissões ao vivo, e ocorrerão durante um período de espera de dois meses e coroarão os melhores surfistas nas melhores ondas possíveis.

O Grand Slam Australiano, reacende o surf profissional em 2020, com os principais concorrentes do WSL Championship Tour Australiano, competindo no Boost Mobile Pro Gold Coast 2020 na Ilha South Stradbroke (Queensland) e no Margaret River Pro 2020 na Austrália Ocidental. Com cada evento precisando apenas de dois dias para ser finalizado e com um período de espera de dois meses, os diretores de eventos da WSL, poderão identificar as melhores condições para cada local, garantindo o melhor surf nas melhores ondas possíveis.

Line Up de Main Break, Margaret River em ação. Foto: Ed Sloane – WSL

Há muita coisa em jogo ao longo da série, com os vencedores da série masculina e feminina recebendo US $ 20.000 cada, que irão para uma instituição de caridade de sua escolha. Ambos os eventos serão transmitidos ao vivo pelas plataformas da WSL e em nossos parceiros de transmissão, a 7 Network e a Fox Sports.

Stephanie Gilmore, sete vezes campeã mundial da WSL, está ansiosa para entrar vestir uma camiseta de competição, pela primeira vez em 2020. “Foi uma pausa longa e inesperada para todos com tantas duvidas neste ano”, disse Gilmore.

Stephanie Gilmore em ação. Foto: Kelly Cestari – WSL

“É ótimo finalmente ter alguns eventos para voltar ao ritmo competitivo. Eu tenho visto muitas ondas impressionantes das meninas australianas, tanto onde surfo, quanto nas mídias sociais, por isso será muito bom nos encontrarmos e desafiarmos mais uma vez, especialmente em Straddie e Margaret River, acho que ambos são ótimos locais. A realização desses eventos é uma tarefa mais difícil do que nunca, especialmente para um esporte tão global, por isso é encorajador ver o quanto a WSL está trabalhando em suas áreas regionais para colocar as coisas de volta nos trilhos para seus surfistas e fãs “.

A série será com os 24 melhores surfistas da Austrália (12 homens e 12 mulheres) enfrentarem suas respectivas divisões com 11 competidores masculinos do CT e 8 mulheres competidoras do CT em standby a cada parada, alguns procurando competir pela primeira vez em 2020. As vagas restantes serão alocadas aos surfistas australianos não qualificados com boas classificações em 2019 ou surfistas wild-cards selecionados.

Depois de participar do evento Newcastle Surfest Qualifying Series no início deste ano, o atual número 11 do mundo, Julian Wilson , está ansioso para se testar novamente contra os melhores surfistas em dois de seus locais favoritos na Austrália.

Julian Wilson em ação. Foto: Kelly Cestari – WSL

“Qual surfista que não sonha em surfar um daqueles dias perfeitos em South Straddie ??? “, disse Wilson. “Ter uma janela para escolher dois dias é o ideal, isso vai ser divertido. Sempre que temos um evento da WSL em um local onde todos queremos ir para uma viagem de surf de qualquer maneira, é algo gratificante. A região de South Straddie, tem muito a oferecer em termos de variedades de ondas grandes ou pequenas e sempre teremos uma boa oportunidade de nós apresentarmos com boas performances ”.

O Grand Slam australiano de surf fará parte da WSL Countdown, que será uma série de eventos regionais de pré-temporada nos EUA, França e Portugal e, é claro, na Austrália, utilizando competidores do CT de cada uma dessas regiões. Esses eventos ajudarão a preparar os competidores para a tão esperada temporada de 2021 e sua estreia olímpica em 2021.

“O Grand Slam Australiano, será um grande passo para recuperar o surf profissional de todos em 2020, para a alegria de nossos fãs, surfistas e de todos os nossos parceiros”, disse o gerente geral da WSL Ásia Pacífico, Andrew Stark. “A situação extremamente desafiadora que todos enfrentamos em 2020, exige flexibilidade e agilidade e acreditamos que desenvolvemos as melhores opções para todas as partes interessadas. Agradecemos sinceramente aos nossos parceiros por tornar  uma realidade 0 Grand Slam deste ano. ”

Continuando seu forte apoio ao surf profissional, está a Boost Mobile, patrocinador “Naming Rights” para o evento de Gold Coast em South Stradbroke Island. “A Boost Mobile se orgulha de continuar nossa parceria com a World Surf League”, disse Jason Haynes, gerente geral da Boost Mobile. “Nestes tempos difíceis, o Grand Slam Australiano é uma maneira inovadora de trazer de volta o surf aos seus fãs. Não apenas na Austrália, mas em todo o mundo, e o Boost incentiva e apoia a oportunidade de fazer parte dessa inovação.”

Cada evento verá o relógio voltar no tempo, com uma série de disputas especiais com alguns dos nomes mais icônicos do surf australiano. O Boost Mobile Pro Gold Coast, terá o tricampeão mundial Mick Fanning desafiando o amigo Bede Durbidge. Já o campeão mundial de 2012 Joel Parkinson enfretará no desafio Dean ‘Dingo’ Morrison.

Mick Fanning em ação. Foto: Kelly Cestari – WSL

A World Surf League trabalhará em estreita colaboração com o North End Boardriders, Club local da Costa Dourada, que chama South de Straddie de sua casa e foi premiada com os locais Chris Bennetts e Sayalea Muramatsu, como Wild-cards no evento principal no Boost Mobile Pro em Gold Coast.

A super consistente  Ilha de South Stradbroke, diante de outros locais na Gold Coast, foi escolhida como o local mais adequado para oferecer este evento especial por se tratar de um evento sem público com apenas a transmissão ao vivo, para se encaixar no atual protocolo para os COVID-19 decididos em uma reunião pública com as autoridades locais dos orgãos de políticas de saúde e segurança da região.

“Eventos como o Grand Slam australiano de surf terão um papel importante na recuperação econômica do estado”, disse a ministra do Turismo de Queensland, Kate Jones. “Como os moradores de Queensland, fizeram um ótimo trabalho de combate ao COVID-19, agora podemos receber turistas de volta ao nosso estado. Minjerribah – ou South Straddie – é um dos lugares mais bonitos do mundo para se visitar e esse evento proporcionará ampla exposição, oferecendo aos visitantes outra razão para reservar uma viagem. Somente o governo de Palaszczuk tem um plano para reconstruir nossa economia e criar empregos locais. Eventos como este que apoiam empresas locais e os empregos locais são cruciais para essa estratégia. ”

“O surf está no nosso DNA. É maravilhoso que, apesar do COVID-19, ainda possamos sediar um evento com alguns dos maiores nomes do surf ”, disse o prefeito da Costa Dourada, Tom Tate. “South Straddie é o local perfeito para qualquer evento realizado aqui e vai impulsionar a economia local. Essa inovação da WSL para realizar o evento como esse é exatamente o tipo de pensamento que precisamos para nos levar a esses novos tempos. ”

Para o Margaret River Pro, a lenda do surf australiano Taj Burrow aceitou um convite de wild-card no sorteio masculino, e Jake Paterson e Dave Macaulay vão competir na bateria das lendas vivas do surf australiano.

Taj Burrow em ação. Foto: Divulgação – WSL

“O Margaret River é um dos principais destinos de viagem da Austrália, e este evento caso se confirme será uma excelente oportunidade para comercializar a região sudoeste do oeste da Austrália para o mundo”, disse Brodie Carr, diretora administrativa da Tourism Western Australia. “Os surfistas são naturalmente grandes viajantes que estão constantemente buscando novas ondas e novas aventuras e a Austrália Ocidental oferece esta oportunidade”, disse Carr. “Existem inúmeras ondas surfáveis, vinícolas e outras experiências prontas para serem descobertas.”

O Australian Grand Slam of Surfing 2020, será transmitido para todo o país, entre 1 de setembro e 31 de outubro e será transmitido ao vivo em todos os canais da WSL, incluindo worldsurfleague.com e na página da WSL no Facebook, Channel 7 (7Plus) e Fox Sports Australia (Kayo). Para mais informações sobre isso e a WSL Countdown Series, visite www.worldsurfleague.com ou faça o download do aplicativo gratuito da WSL.

O Grand Slam australiano de surf não poderia acontecer sem o apoio da Boost Mobile, Bonsoy, Harvey Norman, Turismo e Eventos Queensland, Cidade de Gold Coast, Turismo da Austrália Ocidental, Seven Network e Fox Sports Australia.

* O evento Margaret River Pro 2020 , somente será realizado quando o governo local declarar que é seguro abrir as fronteiras do Estado. A WSL continuará trabalhando de forma incansável com o Governo Local e com todas as partes interessadas, para a realização do evento em Margaret. *

SOBRE A WSL – A World Surf League (WSL), criada em 1976, é a principal plataforma do surf e dos surfistas no mundo inteiro. A WSL está dedicada a mudar o mundo através do poder inspirador do surf, criando eventos, experiências e narrativas autênticas para inspirar a comunidade global a viver um lifestyle com dedicação, originalidade e entusiasmo. A World Surf League é uma organização global e sua sede principal é em Santa Monica, Estados Unidos, com escritórios regionais para a América do Norte, América Latina, Europa, África, Ásia, Australasia e Hawaii. A WSL tem uma profunda apreciação pela rica herança do surf, promovendo progressão, inovação e performance nos níveis mais altos do esporte. A WSL é composta por Circuitos e Eventos, celebrando os melhores surfistas do mundo em todas as modalidades, realizando anualmente mais de 180 campeonatos globais para coroar os campeões mundiais em todas as divisões; pela WSL WaveCO, onde a inovação encontra experiências inéditas; e pela WSL Studios, que oferece as melhores narrativas através das competições, lifestyle e conservação.

Para mais informações, visite WorldSurfLeague.com

Reportagem: World Surf League

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72