World Street Skateboarding Rome 2022 – Domínio japonês no feminino e Nyjah Huston vence no masculino.

Publicado por AdrenaNews 0

O domingo no World Street Skateboarding Rome 2022, marcou as disputas das finais do evento que deu início à corrida classificatória para Paris 2024, com domínio japonês no feminino e Nyjah Huston vencendo no masculino.

Supremacia japonesa em Roma. Foto: Norma “La Piro” Ibarra

A final feminina foi dominada pelas japonesas conquistando as quatro primeiras colocações com Rayssa Leal impedindo das cinco japonesas que participaram da grande final nas cinco primeiras colocações.Funa Nakayama venceu a final feminina à frente da campeã olímpica Nishiya Momiji no pódio 100% japonês, a medalhista de bronze de Tóquio 2020, fez uma exibição imponente em Roma para sair a frente do ranking na primeira eliminatória para Paris 2024. O pódio feminino, ficou com as japonesas: Funa Nakayama (1ª – 264.13), Momiji Nishiya (2ª – 255.64) e Yumeka Oda (3ª – 254.91).

Rayssa Leal em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

A medalhista de bronze de Tóquio 2020 fez a manobra de maior pontuação (91,92) na final, para garantir seu lugar no topo da tabela com uma pontuação intocável de 264,13. “Estou tão feliz”, disse Nakayama ao após sua vitória. “Eu tentei o meu melhor e dei tudo de mim.” A jovem de 17 anos era a atleta a ser derrotada, se classificando nas eliminatórias e semifinal em primeiro lugar. E depois de não conseguir acertar suas duas primeiras manobras nas cinco possíveis, aumentou a pressão. “Eu tinha feito a primeira manobra, ontem com uma tentativa, então pensei que poderia fazer de novo, mas falhei. E na segunda tentativa, foi doloroso errar. Naquele momento, pensei que não conseguiria. Agora me sinto aliviada, porque fiz isso”. Acrescentou ela com um sorriso.

Funa Nakayama em ação. Foto: Norma “La Piro” Ibarra

No fim das cinco tentativas a atleta Toyama conquistou a vitória em Roma à frente da campeão olímpico Nishiya Momiji, a jovem de 14 anos terminou em segundo lugar (255,64), com Oda Yumeka em terceiro (254,91) e Akama Rizu em quarto (245,62). Foi uma noite difícil para o Brasil com a medalhista de prata de Tóquio, Rayssa Leal (247,69) em quinto lugar e Pamela Rosa (205,80) em oitavo.

Pamela Rosa em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

Chloe Covell da Austrália terminou sua impressionante corrida em Roma em sétimo lugar com um total de 230,59. A jovem de 12 anos começou liderando, mas não conseguiu aumentar e trocar as suas notas, no entanto, ela mostrou ser uma promessa neste fim de semana com sua com suas manobras de “switch” e é uma atleta que passa a ser observada nas próximas competições.

Chloe Covell em ação. Foto: Norma “La Piro” Ibarra

No masculino o americano Nyjah Huston venceu o francês, Aurelien Giraud enquanto o favorito, Horigome Yuto terminou em oitavo. O número 1 do mundo Huston foi ameaçado até o fim pelo francês, mas o americano fez tudo para vencer a primeira qualificação olímpica para Paris 2024. O atleta de 27 anos somou 279,43 e se defendeu do inspirado Aurelien Giraud, que teve de se contentar com o segundo lugar (275,96).

Nyjah Huston em ação. Foto: Norma “La Piro” Ibarra

Os dois skatistas foram de igual para igual à medida que a competição progrediu com o americano aproveitando sua posição de qualificação superior na semifinal de ontem para garantir que ele pudesse superar o francês a cada tentativa. “Foi uma boa batalha com Aurelien”, disse Huston depois de garantir sua vitória, na ultima tentativa de ambos “Ele definitivamente está me pressionando em tentar manobras mais difíceis.”

Quando Giraud em sua quinta tentativa, levou o público a sombra do Coliseu à prender a respiração, mas os seus 91,83 ficaram aquém do que era necessário para superar o total de Huston. Para seu descontentamento, o americano então silenciou qualquer dúvida residual, quando ele fez sua manobra final marcando 93,32, a pontuação mais alta da noite.

“Fiquei tão empolgado que consegui fazer esse última manobra porque sempre tentei fazer ela em uma competição, tenho praticado muito e acabei acertando”, acrescentou Huston.

O português Gustavo Ribeiro, que terminou em primeiro nas semis de sábado, fechou o pódio romano em terceiro (261,40), enquanto o campeão olímpico Horigome Yuto terminou em oitavo lugar. O japonês de 23 anos teve a segunda pontuação mais baixa na seção de corridas antes de conseguir apenas uma manobra em cinco, deixando-o com uma pontuação de 169,39. O argentino Mauro Iglesias terminou sua impressionante corrida em Roma em quinto lugar, atrás do compatriota Matias Dell Olio, enquanto o francês Vincent Milou e o canadense Ryan Decenzo ficaram em sexto e sétimo, respectivamente.

Brasil em Roma: Ao longo das disputas que tiveram início na última quarta-feira (29), um total de 17 skatistas representaram o Brasil. No masculino, Gabryel Aguilar (11º – semifinais), Kelvin Hoefler (14º – semifinais), João Lucas Alves (17º – quartas de final), Filipe Mota (19º – quartas de final), Carlos Ribeiro (30º – quartas de final), Wacson Mass (31º – classificatórias), Giovanni Vianna (42º – classificatórias), Eduardo Neves (43º – classificatórias), Felipe Gustavo (47º – classificatórias), Ivan Monteiro (82º – classificatórias) e Wilton Souza (128º – classificatórias).

Gabryel Aguilar em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

No feminino, o skate brasileiro foi representado no dia final por Rayssa Leal (5ª – 247.69) e Pâmela Rosa (8ª – 205.80). Além de Rayssa Leal e Pâmela Rosa, Gabriela Mazetto (14ª – semifinais), Carla Karolina (32ª – classificatórias), Kemily Suiara (35ª – classificatórias) e Marina Gabriela (38ª – classificatórias) representaram o skate nacional.

Gabriela Mazetto em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

Todos os atletas contaram com o suporte da comissão técnica da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), representada pelo presidente Eduardo Musa, pela gerente de Seleções Tatiana Lobo, pelo observador técnico Julio Detefon, pelo fisioterapeuta Carlos Barreto e pela psicóloga Juliane Fechio.

Na semifinal e na final, a nota de cada skatista foi composta pela somatória de três notas: a volta (45 segundos) de maior pontuação e as duas manobras de maior nota. Cada skatista tem direito de realizar duas voltas e cinco tentativas de manobra nessas duas fases da competição. Os medalhistas olímpicos e o top 5 do ranking mundial entraram direto nas quartas de final.

Resultados final feminina:

Nakayama Funa (JPN) 264.13
Nishiya Momiji (JPN) 255,64
Oda Yumeka (JPN) 254,91
Akama Rizu (JPN) 254,62
Rayssa Leal (BRA) 247,69
Yoshizawa Coco (JPN) 242,51
Chloe Covell (AUS) 230,59
Pamela Rosa (BRA) 205,80

Resultados final masculina:

Nyjah Huston (EUA) 279,43
Aurelien Giraud (FRA) 275,96
Gustavo Ribeiro (POR) 261,40
Matias Dell Olio (ARG) 255,40
Mauro Iglesias (ARG) 255,40
Vincent Milou (FRA) 247,39
Ryan Decenzo (CAN) 238,26
Horigome Yuto (JPN) 169,39

Agora, a corrida olímpica terá sequência no Brasil, com os mundiais de Park e Street. As competições serão realizadas em sequência na Praça Duó, no Rio de Janeiro. Entre os dias 2 e 9 de outubro será a vez do RIO World Skate Park World Championships 2022. E de 9 a 16 de outubro entra em cena o RIO World Skate Street World Championships 2022.

Reportagem: Chloe Merrel – Olympics.com / Rafael Miramoto – CBSk

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas