The Surf Clube SCCP apresenta Hang Loose Surf Attack 2020 – Sophia Medina no feminino e Vini Palma na sub-10, são campeões estaduais.

Publicado por AdrenaNews 159 views0

O início não poderia ser melhor, com alto nível técnico e com títulos logo no primeiro dia de disputas pelo The Surf Clube SCCP apresenta Hang Loose Surf Attack 2020.

Estrutura montada na Praia de Itamambuca. Foto: Daniel Smorigo

Nesta segunda-feira na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, logo no primeiro dia, já teve dois vencedores definidos. Sophia Medina, de São Sebastião, garantiu o bicampeonato paulista feminino sub16, com uma atuação muito forte.

Sophia Medina em ação. Foto: Daniel Smorigo

Já entre os caçulas da petit, para surfistas dos 10 anos para baixo, o primeiro lugar ficou com Vini Palma, de Praia Grande, também com uma performance acima da média.

Vini Palma em ação. Foto: Daniel Smorigo

O campeonato, realizado num esforço conjunto da Federação Paulista de Surf com a Hang Loose, patrocinadora há 26 anos, está reunindo mais de 200 surfistas, inclusive de outros oito estados, e segue até quarta-feira, com duas finais por dia.

Kiany Hyakutake em ação. Foto: Daniel Smorigo

Atletas, pais, técnicos e comissão técnica estão respeitando os protocolos de segurança, devido à pandemia do Coronavírus. O evento, inclusive, está sendo realizado em dias de semana para evitar aglomerações, na praia.

Michel Demétrio em ação. Foto: Daniel Smorigo

O dia começou com a categoria estreante (sub12) e o paranaense Anuar Chiah mostrou porque é o atual campeão, somando incríveis 18 pontos nas duas melhores ondas, com direito à maior nota, um 9,25. Já na petit, muitos atletas novos surgindo e o melhor, muitas meninas competindo. Carol Bastides, de Guarujá, teve uma das melhores médias da categoria e chegou até as quartas-de-final.

Anuar Chiah em ação. Foto: Daniel Smorigo

Outro destaque foi Nelson Nagata, que fez a sua estreia em disputas, com apenas 5 anos de idade. Competindo “em casa”, o filho da ex-surfista e hoje organizadora de campeonatos, Natali Paola, e do filmmaker Erick Nagata é sobrinho dos surfistas Wiggolly Dantas (ex-CT), Wesley Dantas (campeão mundial júnior) e Suelen Naraísa (bicampeã brasileira profissional), que acompanharam de perto a jovem promessa.

Calebe Simões em ação. Foto: Daniel Smorigo

Na final, Vini, com um surf de borda, abriu com um 7,5, repetiu a nota e depois ampliou a vantagem com um 7,65, para garantir sua primeira vitória no Hang Loose Surf Attack e seu primeiro título importante. Calebe Simões, de Ubatuba, foi o segundo, com o paraibano Arthur Vilar em terceiro e o catarinense Michel Demétrio em quarto.

Arthur Vilar em ação. Foto: Daniel Smorigo

“Estou muito feliz e esse título é para o meu pai, que faz aniversário na quarta-feira. Eu sempre falava que um dia queria ser campeão paulista e consegui. Sempre treinava pensando isso, com foco”, vibrou o surfista de nove anos, fã dos campeões mundiais, o australiano Mick Fanning e os brasileiros Italo Ferreira e Gabriel Medina.

Pódio Masculino Sub-10. Foto: Daniel Smorigo

BICAMPEÃ – Entre as meninas, Sophia Medina veio de uma grande apresentação na etapa do CBSurf Pro Tour, também em Ubatuba, fazendo final entre as profissionais, mesmo com apenas 15 anos de idade. Mostrou sua superioridade desde a bateria de estreia, com a maior média, 15,15 pontos.

Pódio Feminino Sub-16. Foto: Daniel Smorigo

Na decisão, garantiu a vitória com suas duas primeiras ondas, um 6,25 e um 7,25, “abusando” dos snaps, para garantir o bicampeonato (também foi campeã da estreia da categoria em 2018). Sua companheira de treino, xará e campeã do ano passado, Sophia Gonçalves, ficou em segundo, com Kemily Sampaio, mais uma promessa de Praia Grande, em terceiro, e a catarinense Kiany Hyakutake em quarto.

Sophia Gonçalves em ação. Foto: Daniel Smorigo

“Estou muito feliz, venho treinando bastante. Esse foi um ano difícil, sem muitas competições, mas continuei minha preparação e deu certo agora nas competições do final do ano. Agora é foco para o próximo”, falou Sophia, que na quinta-feira, na mesma praia, defende a liderança do CBSurf Júnior Tour na sub16, tentando o bicampeonato brasileiro da categoria.

Kemily Sampaio em ação. Foto: Daniel Smorigo

O The Surf Clube SCCP apresenta Hang Loose Surf Attack segue nesta terça-feira, a partir das 8 horas e terá mais duas finais, da sub12, prevista para 10h45, e da iniciante (até 14 anos), às 13h35. Na quarta-feira, o campeonato recomeça no mesmo horário com finais da mirim (limite de 16 anos) e da júnior (no máximo 18 anos).

RESULTADOS OFICIAIS:

CATEGORIA FEMININA SUB16:

1 Sophia Medina – São Sebastião – bicampeã paulista
2 Sophia Gonçalves – São Sebastião
3 Kemily Sampaio – Praia Grande
4 Kiany Hyakutake – SC
5 Luara Mandelli – PR
5 Giovana Donato – São Sebastião
7 Pamela Mell – SC
7 Maria Eduarda Andrade – BA

CATEGORIA SUB10:

1 Vini Palma – Praia Grande – campeão paulista
2 Calebe Simões – Ubatuba
3 Arthur Vilar – PB
4 Michel Demétrio – SC
5 Keone Rennó – Ubatuba
5 Anderson Júnior – Guarujá
7 Cauã Medeiros – SC
7 Cristopher Lopes – PR

Todas as baterias têm transmissão ao vivo pela internet, no link: http://www.fpsurf.com.br/eventos/20/hla/hla01/aovivo3.php.

O The Surf Club SCCP apresenta Hang Loose Surf Attack 2020 tem os patrocínios de Sthill, Departamento de Esportes Radicais do Corinthians e Rhyno Foam. Apoios: Overboard, Surf Trip, Super Tubes e Kyw. Colaboração da Secretaria de Esportes, da Prefeitura Municipal de Ubatuba. Divulgacão: Waves e FMA Notícias. Organização: Federação Paulista de Surf e Associação Ubatuba de Surf (AUS).

Reportagem: Fabio Maradei – FMA

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72