mag72

Taiwan Open of Surfing – Lucas Vicente é o Brasil no Mundial Pro Junior em Jinzun Harbour

Publicado por AdrenaNews 28 views0

O Taiwan Open of Surfing promoveu as primeiras eliminatórias da disputa pelo título masculino no Mundial Pro Junior da World Surf League na quinta-feira, com dois sul-americanos sendo eliminados na repescagem. Agora o único representante no masculino é Lucas Vicente.

Lucas Vicente em ação. Foto: Matt Dunbar – WSL

O peruano campeão sul-americano de 2019, Raul Ríos, foi o primeiro a cair e o paulista Fernando Junior também perdeu em 17.o lugar duas baterias depois. Com as derrotas, só restou Lucas Vicente para tentar o título, que no ano passado foi conquistado pelo também catarinense Mateus Herdy. O florianopolitano vai disputar o penúltimo duelo das oitavas de final com o japonês Arashi Murata.

Raul Ríos em ação. Foto: Tim Hain – WSL

Lucas Vicente estreou com vitória no Taiwan Open of Surfing e nem competiu na quinta-feira, pois foram realizadas as oito baterias da repescagem e mais quatro que formaram metade dos confrontos das quartas de final. O primeiro será 100% francês, entre Justin Becret e o taitiano Kauli Vaast. No outro, o norte-americano Kade Matson enfrenta Tane Bowden, da Nova Zelândia. Essa batalha deve prosseguir na sexta-feira e Lucas Vicente vai competir no terceiro confronto do dia, disputando a sétima vaga para as quartas de final.

A quinta-feira foi mais um dia de boas ondas em Jinzun Harbour e com vento favorável para voar nos aéreos, que arrancaram as maiores notas. O primeiro peruano a ser campeão sul-americano Pro Junior na história da WSL Latin America, Raul Ríos, entrou no terceiro duelo do dia e não conseguiu mostrar o surfe das vitórias nas duas últimas etapas do circuito regional.

O sul-africano Luke Slijpen pegou as melhores ondas que entraram na bateria, para fazer a melhor apresentação da quinta-feira em Taitung, na Ilha Taiwan. Ele foi o recordista do dia, somando notas 8,43 e 8,23 em duas ondas seguidas, para vencer por uma larga vantagem de 16,66 a 9,80 pontos do peruano. Raul Ríos terminou em 17.o lugar no ranking mundial Pro Junior da World Surf League e recebeu US$ 1.000 pela participação no evento.

O paulista Fernando Junior entrou no mar duas baterias depois e também não conseguiu aproveitar a segunda chance de classificação para as oitavas de final do Taiwan Open of Surfing. O John John, como é conhecido o surfista do Instituto Medina na Praia de Maresias, em São Sebastião, conseguiu nota 5,83 em sua melhor onda, mas já era tarde. O australiano Xavier Huxtable tinha completado um belo aéreo antes e a nota 8,10 que recebeu, fez a diferença para ele conquistar a vitória por 13,60 a 10,16 pontos.

Fernando Junior em ação. Foto: Matt Dunbar – WSL

ÚLTIMAS ESPERANÇAS – A catarinense Tainá Hinckel, que neste ano conquistou seu segundo título sul-americano Pro Junior, já tinha terminado em último lugar no Taiwan Open of Surfing na quarta-feira. A também bicampeã sul-americana de 2017 e 2018, Sol Aguirre, é a esperança para trazer um inédito título mundial feminino para o continente esse ano. As meninas não competiram na quinta-feira e a peruana também terá uma adversária do Japão pela frente, mas nas quartas de final já, Sara Wakita.

O oponente do catarinense Lucas Vicente nas oitavas de final é Arashi Murata, que despachou o sul-africano Luke Thompson por 10,60 a 6,43 pontos, na repescagem disputada na quinta-feira em Jinzun Harbour. O vice-campeão sul-americano de 2019, estreou na terça-feira derrotando o campeão da WSL Latin America, Raul Ríos, além do havaiano Robert Grilho. Com a vitória, avançou direto para as oitavas de final e nem competiu na quinta-feira.

O Taiwan Open of Surfing tem prazo até domingo para ser encerrado e na segunda-feira começa a decisão dos títulos mundiais de Longboard da World Surf League nas mesmas ondas de Jinzun Harbour, com a carioca Chloé Calmon liderando a corrida na busca pelo primeiro troféu de campeã mundial para o Brasil. Acompanhe a transmissão ao vivo do evento pelo www.worldsurfleague.com ou pelo aplicativo da World Surf League.

PRÓXIMAS BATERIAS DO TAIWAN OPEN OF SURFING

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 1.500 de prêmio:

Até a 4.a bateria na quinta-feira:

1.a: Justin Becret (FRA) 14.50 x 11.07 Cole Alves (HAV)
2.a: Kauli Vaast (FRA) 12.96 x 12.74 Dakoda Walters (AUS)
3.a: Kade Matson (EUA) 8.50 x 7.63 Luke Slijpen (AFR)
4.a: Tane Bowden (NZL) 14.67 x 13.53 Crosby Colapinto (EUA)

Ficaram para abrir a sexta-feira:

5.a: Joh Azuchi (JPN) x Xavier Huxtable (AUS)
6.a: Alan Cleland (MEX) x Eli Beukes (AFR)
7.a: Lucas Vicente (BRA) x Arashi Murata (JPN)
8.a: Jett Schilling (EUA) x Ketut Agus (IDN)

SEGUNDA FASE – Derrota=17.o lugar com US$ 1.000 de prêmio:

1.a: Joh Azuchi (JPN) 12.83 x 7.27 Cheng Shen Fu (TPE)
2.a: Tane Bowden (NZL) 11.86 x 6.67 Tiago Carrique (FRA)
3.a: Luke Slijpen (AFR) 16.66 x 9.80 Raul Ríos (PER)
4.a: Eli Beukes (AFR) 14.44 x 7.04 Monnojo Yahagi (JPN)
5.a: Xavier Huxtable (AUS) 13.60 x 10.16 Fernando Junior (BRA)
6.a: Arashi Murata (JPN) 10.60 x 6.43 Luke Thompson (AFR)
7.a: Dakoda Walters (AUS) 12.46 x 7.54 Robert Grilho (HAV)
8.a: Cole Alves (HAV) 11.30 x 9.37 Sage Tutterow (HAV)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 2.000:

1.a: Kirra Pinkerton (EUA) x Amuro Tsuzuki (JPN)
2.a: Savanna Stone (HAV) x Gabriela Bryan (HAV)
3.a: Alyssa Spencer (EUA) x Caitlin Summers (EUA)
4.a: Sol Aguirre (PER) x Sara Wakita (JPN)

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América Latina, Havaí, Europa e Japão. A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial. Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis da WSL. A World Surf League é pioneira em streaming online para uma enorme legião de fãs apaixonados e interessados em ver as grandes estrelas, como Kelly Slater, Stephanie Gilmore, John John Florence e muitos brasileiros, como Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Italo Ferreira, Silvana Lima, Tatiana Weston-Webb, competindo no campo de jogo mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes no mundo. Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

Reportagem: João Carvalho – WSL Latin America

Edição: Edson Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72