Surf no Jogos Olímpicos – Contagem regressiva com os ajustes finais – Assistam aos vídeos!

Publicado por AdrenaNews 0

Contagem regressiva para a grande estreia do surf nos Jogos Olímpicos com os ajustes finais, que seguem firmes na Praia de Tsurigasaki Beach, em Chiba, pico localizado a 60 quilômetros de Tóquio, capital japonesa.

Praia de Tsurigasaki. Foto: Divulgação COB

A equipe brazuca, hospedada em uma pousada a dez minutos do local das competições, já que a Vila Olímpica, fica há mais de uma hora de distância das ondas de Tsurigasaki. Além de ficarem perto do local de competição, os surfistas terão apoio de técnicos.

Praia de Tsurigasaki. Foto: Divulgação COB

Além da parte técnica os atletas contam com psicólogos, fisioterapeutas, médicos e nutricionista, que cuidará para os surfistas terem uma alimentação equilibrada dentro dos padrões da gastronomia brasileira. Gabriel Medina, Italo Ferreira, Silvana Lima e Tatiana Weston Webb, continuam se preparando junto com os integrantes da Delegação Brasileira.

Gabriel Medina e Andy King. Foto: Júlio César Guimarães – COB

Horário completo das baterias do surfe nas ondas de Tsurigasaki, na estreia dos Brazucas nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Lembrando que os horários destacados na tabela correspondem ao horário local, 12h à frente do horário oficial de Brasília.

Domingo 25/07:

Às 7h (no Brasil, Sábado dia 24/07 às 19h): Estreia de Italo Ferreira nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
Às 9h40 (no Brasil, Sábado dia 24/07 às 21h40): Estreia de Gabriel Medina nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
Às 11h40 (no Brasil, Sábado dia 24/07 às 23h40): Estreia de Silvana Lima nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020
Às 12h20 (no Brasil, Domingo dia 25/07 às 00h20): Estreia de Tatiana Weston-Webb nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Formato:

No primeiro round, teremos cinco baterias com 04 atletas. Os 02 melhores de cada bateria, avançam direto para as oitavas de final. No segundo round, teremos duas baterias de repescagem com 5 surfistas cada uma com os terceiros e quartos colocados das disputas do primeiro round. Os 03 melhores de cada bateria, seguem no evento e completam a chave com os 16 finalistas em baterias homem a homem.

As oitavas de final, quartas de final, semifinal e final, serão disputadas em baterias com dois surfistas. Os derrotados na semifinal, voltam para a água, para disputar a medalha de bronze.

Primeiro Round Masculino:

1- Italo Ferreira (BRA), Leonardo Fioravanti (ITA), Hiroto Ohhara (JAP) , Leandro Usuna (ARG)
2- Kanoa Igarashi (JAP), Jeremy Flores (FRA), Miguel Tudela (PER) , Frederico Morais (POR)
3- Kolohe Andino (USA), Julian Wilson (AUS), Lucca Mesinas (PER) , Billy Stairmand (NZL)
4- John John Florence (USA), Owen Wright (AUS), Manuel Selman (CHI) , Ramzi Boukhiam (MAR)
5- Gabriel Medina (BRA), Michel Bourez (FRA), Leon Glatzer (ALE) , Rio Waida (IND)

Primeiro Round Feminino:

1- Carissa Moore (EUA), Teresa Bonvalot (POR), Daniella Rosas (PER) , Dominic Barona (EQU)
2- Sally Fitzgibbons (AUS), Brisa Hennessy (CRI), Mahina Maeda (JAP) , Bianca Buitendag (AFR)
3- Stephanie Gilmore (AUS), Silvana Lima (BRA), Pauline Ado (FRA), Anat Lelior (ISR)
4- Tatiana Weston-Webb (BRA), Johanne Defay (FRA), Amuro Tsuzuki (JAP), Sofía Mulanovich (PER)
5- Caroline Marks (EUA), Yolanda Sequeira (POR), Leilani McGonagle (CRI) e Ella Williams (NZL)

ONDE ASSISTIR:

As Olimpíadas de Tóquio serão transmitidas no Brasil pela Globo, na TV aberta, e por SporTV e BandSports entre os canais por assinatura.

Veja o que cada emissora prepara para a cobertura olímpica:

Globo: Com exclusividade na TV aberta, a Globo prepara uma cobertura especial para os Jogos. A emissora terá cerca de 12 horas de programação exclusiva ao evento. A faixa de horário de exibição será das 22 horas até as 11 horas do dia seguinte. Por causa da pandemia, a emissora diminuiu o número de profissionais que viajarão ao Japão para a cobertura olímpica. Serão 50 pessoas

SporTV: A SporTV vai oferecer quatro canais simultâneos de exibição das modalidades olímpicas e mais 45 sinais livres nos aplicativos da Globo e da GloboPlay. O canal também reforçou a equipe de comentaristas. Além do seu time tradicional, contará com alguns ex-atletas como o ex-boxeador Popó, a ex-jogadora de basquete Janeth Arcain, Serginho, do vôlei, além dos ex-nadadores Joanna Maranhão e Thiago Pereira. A transmissão olímpica da SporTV também contará com programas especiais criados para a cobertura da competição, como o “Ohayo Tóquio”, que abrirá os dias no canal e será comandado por Marcelo Barreto e o técnico de vôlei Bernardinho.

BandSports: Único canal com direito de transmissão fora do Grupo Globo, a BandSports também terá uma cobertura especial em Tóquio. O canal fechado do Grupo Bandeirantes ficará 24 horas ao vivo com conteúdo focado nos Jogos Olímpicos. Elia Júnior, Glenda Kozlowski e Álvaro José participarão diretamente de Tóquio. Além disso, o canal terá um programa especial, o “Pódio BandSports”, com a participação de medalhistas olímpicos comentando as disputas e a participação dos atletas brasileiros. Entre os comentaristas estarão o ex-judoca Henrique Guimarães, os ex-jogadores de vôlei Fofão e Marcelo Negrão, além das gêmeas Bia e Branca, que se destacaram no nado artístico.

Canal Olímpico do Brasil: O Canal Olímpico do Brasil, lançado em dezembro de 2020 em uma parceria entre o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e a TV NSports, o canal tem como objetivo ampliar o alcance do esporte olímpico no país, fortalecendo sua imagem e permitindo a captação de novas receitas para as Confederações. O canal trará entre transmissões ao vivo, programas, reportagens e quadros especiais dedicados as modalidades olímpicas.

Além de democratizar o acesso ao melhor do esporte olímpico nacional, o Canal Olímpico do Brasil possibilita que os fãs acompanhem os atletas brasileiros nas principais competições dos Jogos de Tóquio e também em seu dia a dia. O Canal é multiplataforma, oferecendo acesso por desktop, mobile, smart TV e web app.

ASSISTAM AOS VÍDEOS NOS PLAYERS ABAIXO:

UOL Esporte: Em vídeos postados nos stories do Instagram, o bicampeão mundial mostrou como será a base brasileira na praia de Tsurigasaki, onde serão realizadas as provas olímpicas do esporte, a 64 km de Tóquio.

Time Brasil: Primeira semana nas bases do Time Brasil no Japão:

Reportagem: Edson “Adrena” Andrade (Fontes: COB, CBSurf, UOL Esportes, Tóquio 2020)

Edição: Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72