Surf City El Salvador ISA World Surfing Games – Sally, Joan e Equipe Francesa, faturam os ouros em La Bocana – Assistam ao Vídeo.

Publicado por AdrenaNews 104 views0

Joan Duru, Sally Fitzgibbons e Equipe Francesa, faturam os ouros pelo Surf City El Salvador ISA World Surfing Games, neste Domingo nas ondas de La Bocana – Assistam ao Vídeo.

Sally Fitzgibbons em ação. Foto: Ben Reed – ISA

Chegou ao fim neste domingo, nas ondas de La Bocana, El Salvador, o último evento qualificatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio. O histórico Surf City El Salvador ISA World Surfing Games 2021 reuniu mais de 250 atletas, de 51 nações, durante nove dias de altas ondas no país da América Central.

Leon Glatzer em ação. Foto: Ben Reed – ISA

Enquanto o francês Joan Duru e a australiana Sally Fitzgibbons comemoraram os títulos individuais, a França foi a grande campeã por equipes. Além de distribuir medalhas de ouro nas categorias masculina, feminina e por seleções, o ISA World Surfing Games teve como grande atrativo a definição dos últimos atletas classificados às Olimpíadas do Japão. O maior evento esportivo do Planeta estava marcado para 2020, mas precisou ser adiado para este ano devido à pandemia de Covid-19.

Comemoração Francesa. Foto: Pablo Franco – ISA

No total, foram 12 atletas que carimbaram vaga em Tóquio com a realização do Mundial da ISA em El Salvador. A lista olímpica de 40 nomes, 20 no masculino e 20 no feminino, foi fechada apenas neste domingo com o japonês Hiroto Ohhara, quarto lugar no ISA Games, garantindo a última vaga ainda em aberto.

Hiroto Ohhara em ação. Foto: Ben Reed – ISA

Agora, o próximo compromisso destes atletas é no “Festival Olímpico de Surfe”, que será realizado em Shidashita, a 60 quilômetros de Tóquio, a partir de 25 de julho. Serão no máximo dois representantes por país em cada gênero e o Time Brasil contará com Italo Ferreira, Gabriel Medina, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima na aguardada estreia do surfe como modalidade olímpica.

Gabriel Medina em ação. Foto: Ben Reed – ISA

Mas outros países também terão os seus times completos no Japão e prometem chegar forte em busca da inédita medalha de ouro. Casos dos Estados Unidos, França, Austrália, Peru e o próprio Japão, país-sede dos Jogos. Nações com menos tradição no esporte, como Israel, Marrocos, Alemanha, Equador e Argentina, também terão representantes nas ondas de Shidashita e prometem abrilhantar ainda mais a disputa.

Comemoração Japonesa. Foto: Ben Reed – ISA

Aperitivo para o Japão:

Disputado entre os dias 29 de maio e 6 de junho em El Salvador, o ISA World Surfing Games serviu como aperitivo para aqueles que aguardam a estreia do esporte em um palco olímpico. Realizada nos palanques de El Sunzal e La Bocana, a disputa reuniu a nata da modalidade e distribuiu medalhas de ouro nas categorias masculina, feminina e por equipes.

Yolanda Hopkins em ação. Foto: Ben Reed – ISA

No feminino, a australiana Sally Fitzgibbons – que já havia garantido o seu lugar em Tóquio através do ranking do Championship Tour da WSL de 2019 – levou a melhor na grande final deste domingo sobre as portuguesas Yolanda Hopkins (2ª) e Teresa Bonvalot (3ª), além da peruana Daniella Rosas (4ª).

Teresa Bonvalot em ação. Foto: Ben Reed – ISA

Em ondas de 1 metro, Sally sobrou na finalíssima ao arrancar 7.60 e 6.50 dos juízes logo em suas duas primeiras ondas. Também garantida nos Jogos, Yolanda Hopkins terminou com a prata e precisando de nota 9.23 para virar o placar. Bronze em El Salvador, Teresa Bonvalot também carimbou o seu passaporte para o Japão, assim como Daniella Rosas a atual campeã Pan-Americana.

Daniella Rosas em ação. Foto: Ben Reed – ISA

No masculino, a final foi uma disputa particular entre França e Japão. Joan Duru e Jeremy Flores defenderam a bandeira do país europeu na bateria decisiva do evento, enquanto Kanoa Igarashi e Hiroto Ohhara provaram mais uma vez que o Japão é uma nova potência do esporte e poderá muito bem deixar as medalhas em casa durante os Jogos Olímpicos.

Joan Duru em ação. Foto: Ben Reed – ISA

Mesmo de fora das Jogos, já que as vagas da França ficaram com Michel Bourez e Jeremy Flores (também pelo ranking do Championship Tour de 2019), Joan Duru roubou a cena de backside nas direitas de La Bocana e conquistou o cobiçado título de campeão mundial do ISA Games, ajudando também o seu país a faturar a medalha de ouro por equipes.

Jeremy Flores em ação. Foto: Ben Reed – ISA

O atleta somou 7.67 e 7.27 nas suas melhores ondas, descartando ainda uma nota 7.13. Com 7.07 e 6.67 no somatório, Kanoa Igarashi, ficou com a medalha de prata. Jeremy Flores saiu com notas 7.27, 5.67 e a medalha de bronze. Hiroto Ohhara terminou em quarto, mas teve motivos de sobra para comemorar, já que ficou com a última vaga ainda em aberto para os Jogos Olímpicos.

Kanoa Igarashi em ação. Foto: Ben Reed – ISA

Cronograma olímpico:

O dia 25 de julho de 2021 será uma data histórica para o surfe. O cronograma para a estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos já está definido e o evento terá como sede as ondas de Shidashita, em Chiba, a cerca de 60 quilômetros de Tóquio.

O surfe terá quatro dias seguidos de disputas. Em caso de falta de ondas nesse período, a programação prevê mais quatro dias de backup, de 29 a 1º de agosto. O “Festival Olímpico de Surfe”, como o Comitê Organizador denomina a modalidade, terá 40 atletas, sendo 20 no masculino e 20 no feminino, com no máximo dois representantes por país em cada gênero.

El Salvador ISA World Surfing Games 2021:

Resultados:

Masculino:

1- Joan Duru (FRA)
2- Kanoa Igarashi (JAP)
3- Jeremy Flores (FRA)
4- Hiroto Ohhara (JAP)

Feminino:

1- Sally Fitzgibbons (AUS)
2- Yolanda Sequeira (POR)
3- Teresa Bonvalot (POR)
4- Daniella Rosas (PER)

Equipes:

1- França
2- Japão
3- Portugal
4- Peru

Atletas classificados aos Jogos Olímpicos de Tóquio:

Masculino:

Brasil: Italo Ferreira e Gabriel Medina
EUA: John John Florence e Kolohe Andino
França: Jeremy Flores e Michel Bourez
Austrália: Owen Wright e Julian Wilson
Peru: Lucca Mesinas e Miguel Tudela
Japão: Kanoa Igarashi e Hiroto Ohhara
Nova Zelândia: Billy Stairmand
África do Sul: Jordy Smith
Marrocos: Ramzi Boukhiam
Indonésia: Rio Waida
Alemanha: Leon Glatzer
Portugal: Frederico Morais
Chile: Manuel Selman
Argentina: Leandro Usuna

Feminino:

Brasil: Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima
EUA: Carissa Moore e Caroline Marks
Austrália: Stephanie Gilmore e Sally Fitzgibbons
França: Johanne Defay e Pauline Ado
Peru: Daniella Rosas e Sofia Mulanovich
Portugal: Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot
Costa Rica: Leilani McGonagle e Brisa Hennessy
Japão: Amuro Tsuzuki e Mahina Maeda
Israel: Anat Lelior
Equador: Dominic Barona
Nova Zelândia: Ella Williams
África do Sul: Bianca Buitendag

Programação do Festival Olímpico de Surfe:

Domingo, 25 de julho:

Round 1 da categoria masculina
Round 1 da categoria feminina
Round 2 da categoria masculina
Round 2 da categoria feminina

Segunda-feira, 26 de julho:

Round 3 da categoria feminina
Round 3 da categoria masculina

Terça-feira, 27 de julho:

Quartas de final da categoria masculina
Quartas de final da categoria feminina
Semifinal da categoria masculina
Semifinal da categoria feminina

Quarta-feira, 28 de julho:

Bateria da medalha de bronze feminina
Bateria da medalha de bronze masculina
Bateria da medalha de ouro feminina
Bateria da medalha de ouro masculina
Cerimônia de entrega de medalhas feminina
Cerimônia de entrega de medalhas masculina

ASSISTAM AOS VÍDEOS NOS PLAYERS ABAIXO:

Gold for France, Duru, Fitzgibbons at Surf City El Salvador ISA World Surfing Games:

Reportagem: Imprensa CBSurf

Edição: Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72