Skate Brazuca supera expectativas conquistando 03 medalhas em sua estreia nos Jogos Olímpicos.

Publicado por AdrenaNews 0

Skate Brazuca, superou as expectativas conquistando 03 medalhas em sua estreia nos Jogos Olímpicos. No ultimo dia de disputas no Ariake Parque, foi a vez da modalidade park, somar mais uma medalha de prata com Pedro Barros, para o Brasil.

Pedro Barros em ação. Foto: Divulgação – World Skate Skateboarding

A modalidade estreante nos Jogos Olímpicos rendeu a terceira medalha para o Skate Brasileiro no último dia de disputas em Tóquio. Em uma competição de altíssimo nível técnico, Pedro Barros deu show no Centro de Esportes Urbanos de Ariake e ficou com o segundo lugar na decisão no park, conquistando a prata. Na grande final o Brasil ainda teve as presenças de Luiz Francisco que terminou em quarto e com Pedro Quintas em oitavo lugar.

Luiz Francisco em ação. Foto: Divulgação – World Skate Skateboarding

“A gente se esforça, a vida é assim… Temos que nos dedicar se queremos alguma coisa, nada vem fácil. Eu tive vivências maravilhosas a minha vida inteira, viajei muito, ando de skate diariamente, me divirto, vivo essa essência. Estou aqui como atleta olímpico, mas também como skateboarder, vivendo como um ser humano e colecionando experiências maravilhosas para a minha vida”, afirmou Pedro Barros de 26 anos

Sob um sol forte de 34º graus, que de certa forma prejudicou um pouco a performance de alguns atletas, o show não ficou restrito a Pedro Barros e ao time brazuca, onde australianos, americanos e skatistas de outras nações, proporcionaram um espetáculo de nível altamente técnico. O ouro ficou com o australiano Keegan Palmer e o bronze com o norte-americano Cory Juneau.

Pedro Barros, Keegan Palmer e Cory Juneau. Foto: Bryce Kanights – World Skate Skateboarding

Pelas eliminatórias o time brazuca deu um show ocupando as primeiras posições com Luiz Francisco em primeiro e os Pedros, Quintas e Barros em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Na grande final logo na primeira volta o norte-americano Cory Juneau, que conquistou a ultima vaga das eliminatórias, foi o primeiro a se apresentar e conseguiu uma ótima volta conquistando, 82.15. Na sequencia, o australiano Keegan Palmer com uma excelente volta, conseguiu uma pontuação fantástica de 94.04, assumindo a primeira colocação.

Pedro Barros na sua primeira volta com com uma variação de manobras fortes, recebeu uma ótima nota (86.14), assumindo a segunda colocação. O segundo brasileiro a se apresentar na final, Pedro Quintas, caiu logo no início de sua volta. Já Luiz Francisco, líder das classificatórias, foi bem na sua exibição e teve 80.14, ocupando a quarta colocação.

Na segunda volta o norte-americano Cory Juneau com uma nota 84.13, melhorou sua pontuação. Já o líder Palmer caiu em sua segunda chance assim como Pedro Barros que errou uma manobra e interrompeu uma ótima volta, faltando 12 segundos do término, somando 73.50.

Cory Juneau em ação. Foto: Divulgação – World Skate Skateboarding

Pedro Quintas em sua segunda tentativa vinha realizando uma boa volta até cair novamente e alcançar apenas 35.54. Já o australiano, Kieran Woolley, que caiu em sua primeira volta se recuperou anotando 82.04 e pulando para o quarto lugar. Luiz Francisco fechou a segunda sessão conseguindo, 80.62 assumindo o quinto lugar.

Pedro Quintas em ação. Foto: Divulgação – World Skate Skateboarding

Na terceira e ultima volta para cada atleta. Juneau abriu com uma queda e sem chances de melhorar sua nota, restou secar seus adversários. O francês Matheron encerrou sem conseguir completar sua volta mais uma vez e o porto-riquenho, Steven Piniero somou 74.53 conseguindo sua melhor pontuação. O líder Keegan Palmer, em sua ultima chance não desperdiçou, conquistando em outra bela apresentação, melhorando ainda mais sua pontuação para 95.83, colocando ainda mais pressão, em seus adversários.

Keegan Palmer em ação. Foto: Divulgação – World Skate Skateboarding

Na busca em superar o australiano, Barros, arriscou com manobras com alto grau de dificuldade, porém voltou a cair faltando 15 segundos para o termino de apresentação. Na sequencia Pedro Quintas em sua ultima chance voltou a cair, assim como o australiano, Kieran Woolley. Luizinho Francisco, foi para o tudo ou nada. Ele conseguiu sua melhor volta na final, mas conseguiu 83.14, não suficiente para ingressar no pódio.

Kieran Woolley em ação. Foto: Divulgação – World Skate Skateboarding

Classificação final do skate park masculino:

1) Keegan Palmer (AUS) – 95.83
2) Pedro Barros (BRA) – 86.14
3) Cory Juneau (EUA) – 84.13
4) Luiz Francisco (BRA) – 83.14
5) Kieran Woolley (AUS) – 82.04
6) Steven Piniero (PUR) – 75.17
7) Vincent Matheron (FRA) – 42.33
8) Pedro Quintas (BRA) – 38.47

Entre Park e Street, o skate brasileiro confirmou o limite de 12 vagas por país nas Olimpíadas. O feito foi alcançado somente por Brasil e Estados Unidos.

Street Skate:

No Street, Kelvin Hoefler e Rayssa Leal conquistaram a prata. Kelvin entrou para a história como o primeiro skatista brasileiro a conquistar uma medalha olímpica e, além disso, inaugurou o quadro de medalhas do Brasil nos Jogos de Tóquio. Rayssa, aos 13 anos, se tornou a brasileira mais jovem a conquistar uma medalha em Olimpíadas.

Rayssa Leal e Kelvin Hoefler. Foto: Julio Detefon – CBSk

Comissão técnica da Seleção Brasileira de Skate:

A comissão técnica da Seleção Brasileira de Skate é formada por Eduardo Musa (Presidente da Confederação Brasileira de Skate – CBSk), Tatiana Lobo (Chefe de Equipe da Seleção Brasileira Olímpica), pelos consultores técnicos Edgard Pereira Vovô (Park) e Rogério Mancha (Street), pelo auxiliar técnico Miguel Catarina (Park), por Julio Detefon (observador técnico), pelos fisioterapeutas Alison Paz (Park) e Carlos Barreto (Street), pelo médico Maurício Zenaide, pela psicóloga Juliane Fechio e pela nutricionista Carolina Ragugnetti.

Fotos: Jaime Owens e Bryce Kanights – World Skate Skateboarding

Reportagem: Edson “Adrena” Andrade / Rafael Miramoto – CBSk

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72