Rip Curl WSL Finals, bate recorde de audiência digital ao vivo na história da WSL.

Publicado por AdrenaNews 0

O Rip Curl WSL Finals, realizado em Lower Trestles, San Clemente na Califórnia, estabeleceu um novo recorde de audiência digital ao vivo na história da World Surf League.

Line Up de Lower Trestles em ação. Foto: Pat Nolan – WSL

O evento fechou o World Surf League Championship Tour 2021, com Gabriel Medina e Carissa Moore sendo coroados como campeões mundiais nas decisões dos títulos masculino e feminino contra Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb, respectivamente. A primeira edição do Rip Curl WSL Finals gerou mais de 6,8 milhões de visualizações de vídeo ao vivo. Foi o dia com maior número de fãs assistindo a transmissão ao vivo, ultrapassando o recorde registrado na final brasileira entre Ítalo Ferreira e Gabriel Medina no Billabong Pipe Masters de 2019.

Gabriel Medina em ação. Foto: Pat Nolan – WSL

Antes do evento, o conteúdo do Rip Curl WSL Finals já havia gerado 11,3 milhões de visualizações de vídeos, atingindo mais fãs do que qualquer outra competição na história da WSL. Além do pré-evento e do público digital ao vivo, o evento também pode quebrar o recorde de visualizações de Video On Demand e também apresentou uma grande audiência nas redes de televisão linear. O Rip Curl WSL Finals foi transmitido ao vivo por canais parceiros da WSL em todo o mundo, como a ESPN no Brasil. A Nielsen Sports está trabalhando para agregar todos os números de visualizações lineares da transmissão ao vivo pelas TVs.

Carissa Moore em ação. Foto: Tony Heff – WSL

“O surfe que vimos no CT deste ano foi espetacular e culminou com o nosso momento mais importante da temporada, a batalha pelos títulos mundiais no inédito Rip Curl WSL Finals”, disse o CEO da World Surf League, Erik Logan. “Ver os dez melhores surfistas do ano se enfrentando em ondas incríveis e com os títulos mundiais feminino e masculino sendo decididos no mesmo dia e no mesmo lugar, pela primeira vez, foi realmente muito especial. Este novo formato cativou nosso público e aumentou nossa audiência como nunca visto antes.”

Carissa Moore, Erik Logan e Gabriel Medina. Foto: Pat Nolan – WSL

Com este novo formato para decidir os títulos mundiais, o evento histórico marcou o encerramento de uma temporada incrível, em um ano que também ficará marcado pela estreia do surfe como modalidade olímpica em Tóquio. Como parte da estratégia da WSL para impulsionar o crescimento do esporte, em 2021 os eventos do CT também foram transmitidos pelo YouTube, pela primeira vez, gerando novos espectadores e o novo recorde de audiência. A transmissão ao vivo do Rip Curl WSL Finals no YouTube ultrapassou a média dos eventos do CT 2021 e atingiu a maior audiência na plataforma da WSL, dobrando os números do recorde anterior, da final de 2019 em Pipeline.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System.

A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Mais informações sobre o surfe mundial no www.worldsurfleague.com e notícias em português no www.wsllatinamerica.com 

Reportagem: Mércia Suzuki – Casa do Bom Conteúdo

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72