Quiksilver Roxy Pro G-Land – Mudanças nas baterias do 1º round – Assistam ao Vídeo!

Publicado por AdrenaNews 0

A WSL divulgou mudanças nas baterias do 1º round do Quiksilver/Roxy Pro G-Land, que pode iniciar na noite de sexta-feira no Brasil, manhã de sábado em G-Land. Acessem ao link abaixo com o vídeo de 1997.

Line-up de G-Land. Foto: Peter ‘Joli’ Wilson

TRANSMISSÃO AO VIVO: O fuso horário são de 10 horas a mais do Brasil, então se a sexta etapa do WSL Championship Tour, poderá começar as 8h00 do sábado nas esquerdas tubulares de G-Land, 22h00 de sexta-feira no horário de Brasília. Com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com, pelo WSL app, pelo YouTube da WSL e pelo Globoplay e a partir das quartas de final pelo canal SporTV canal SporTV.

TOPS MARAVILHADOS: Todos os tops estão maravilhados com as esquerdas espetaculares de Grajagan Bay (G-Land), surfando tubos perfeitos no lugar que sediou uma etapa do CT pela última vez em 1997, 25 anos atrás. Ou seja, de todos os participantes do Quiksilver Roxy Pro G-Land, o único que competiu lá foi Kelly Slater. A onda é apontada como uma das melhores esquerdas do mundo. Localizada na ponta da península de East Java, G-Land é cercada por uma mata exuberante e praias de areia branca. A melhor combinação para as ondas ficarem perfeitas nos quase 1,5 km de recife, é com swell de sudoeste a sul e ventos leves de sudeste.

ASSISTAM AO VÍDEO, CLICANDO NO PLAYER ABAIXO:

Quiksilver Pro G-Land 1997:

PREVISÕES: Os Tops da WSL, já estão treinando nas altas ondas de G-Land, em Banyuwangi na ilha de Java, na Indonésia. O prazo do Quiksilver Roxy Pro G-Land, começa dia 28 de maio e vai até 06 de junho na Indonésia. As previsões indicam ondulação de sul/sudoeste com ondas com um bom tamanho no pico de Money Trees, a sessão mais constante de G-Land, que proporciona ao surfista opções de tubos e manobras de borda, antes de se conectar com a melhor sessão tubolar de Speedies. Caso as previsões se confirmem o inicio das disputas, devem ocorrer logo nos primeiros dias do prazo.

Line-up de G-Land. Foto: Peter ‘Joli’ Wilson

FORMATO: O evento em G-Land será o primeiro após o trágico corte do meio do ano do World Surf League Championship Tour 2022, reduzindo o número de 24 competidores no masculino, e 12 no feminino. Na primeira fase, o vencedor de cada bateria se classifica para as oitavas de final no masculino e para as quartas de final no feminino. Os segundos e terceiros lugares no primeiro round disputarão uma repescagem no segundo round.

Line-up de G-Land. Foto: Peter ‘Joli’ Wilson

BATERIAS DOS BRAZUCAS: Pelo feminino a brazuca Tatiana Weston-Webb terá como adversárias a australiana Tyler Wright e americana Lakey Peterson. Assim como Gabriel Medina, a australiana Sally Fitzgibbons, que saiu da elite no corte do meio da temporada, ganhou um convite da World Surf League para competir nas cinco últimas etapas. Ela está na terceira das quatro baterias, com a pentacampeã mundial Carissa Moore e outra havaiana, Gabriela Bryan.

O tricampeão mundial Gabriel Medina e Yago Dora vão reforçar a seleção brasileira na primeira etapa do World Surf League (WSL) Championship Tour, após o corte da elite no meio da temporada. Medina já estava confirmado para o restante do ano com um convite da WSL e Yago foi chamado para substituir o havaiano Seth Moniz, que se contundiu treinando em G-Land. A seleção brasileira então terá nove surfistas competindo no Quiksilver/Roxy Pro G-Land.

No masculino, Jadson André é o primeiro brazuca a competir contra o australiano, Ethan Ewing e o sul-africano Jordy Smith na primeira bateria. Yago Dora terá o havaiano, John John Florence e o americano Kolohe Andino na terceira bateria. O líder do ranking, Filipe Toledo estreia na quarta bateria, contra o convidado pela WSL, o americano Nat Young e o indonésio Rio Waida, o convidado local.

Na quinta bateria os brazucas, Italo Ferreira e Caio Ibelli enfrentam o americano Jake Marshall. Na sétima Miguel Pupo terá como adversário o havaino Barron Mamiya e o australiano, Connor O´Leary. O tricampeão mundial Gabriel Medina, escalado na oitava bateria, enfrenta seu compatriota Samuel Pupo e o australiano Callum Robson. Apesar do status de convidado, por não ter pontuado nas etapas anteriores, Medina entra como cabeça de chave número 8, no evento da Indonésia e no evento em El Salvador.

PRIMEIRA FASE DO QUIKSILVER PRO G-LAND:
——-1.o=Oitavas de Final / 2.o e 3.o=Segunda Fase ou Repescagem

1.a: Ethan Ewing (AUS), Jordy Smith (AFR), Jadson André (BRA)
2.a: Jack Robinson (AUS), Kelly Slater (EUA), Jackson Baker (AUS)
3.a: John John Florence (HAV), Kolohe Andino (EUA), Yago Dora (BRA)
4.a: Filipe Toledo (BRA), Nat Young (EUA), Rio Waida (IDN)
5.a: Italo Ferreira (BRA), Caio Ibelli (BRA), Jake Marshall (EUA)
6.a: Kanoa Igarashi (JPN), Griffin Colapinto (EUA), Matthew McGillivray (AFR)
7.a: Barron Mamiya (HAV), Miguel Pupo (BRA), Connor O´Leary (AUS)
8.a: Gabriel Medina (BRA), Callum Robson (AUS), Samuel Pupo (BRA)

PRIMEIRA FASE DO ROXY PRO G-LAND:
——-1.a=Quartas de Final / 2.a e 3.a=Segunda Fase ou Repescagem

1.a: Isabella Nichols (AUS), Courtney Conlogue (EUA), Stephanie Gilmore (AUS)
2.a: Brisa Hennessy (CRI), Johanne Defay (FRA), Bronte Macaulay (AUS)
3.a: Carissa Moore (HAV), Gabriela Bryan (HAV), Sally Fitzgibbons (AUS)
4.a: Tyler Wright (AUS), Lakey Peterson (EUA), Tatiana Weston-Webb (BRA)

TOP-22 DO WSL CHAMPIONSHIP TOUR – Após 5 etapas:

1.o- Filipe Toledo (BRA) – 24.440 pontos
2.o- John John Florence (HAV) – 23.375
3.o- Jack Robinson (AUS) – 22.160
4.o- Ethan Ewing (AUS) – 19.585
5.o- Italo Ferreira (BRA) – 18.895
6.o- Kanoa Igarashi (JPN) – 18.620
7.o- Barron Mamiya (HAV) – 17.970
8.o- Callum Robson (AUS) – 17.760
9.o- Miguel Pupo (BRA) – 17.470
10.o- Griffin Colapinto (EUA) – 17.405
11.o- Caio Ibelli (BRA) – 16.820
12.o- Jordy Smith (AFR) – 16.130
13.o- Kelly Slater (EUA) – 15.980
14.o- Kolohe Andino (EUA) – 14.705
14.o- Nat Young (EUA) – 14.705
16.o- Seth Moniz (HAV) – 14.140
17.o- Samuel Pupo (BRA) – 12.715
18.o- Connor O´Leary (AUS) – 11.290
19.o- Matthew McGillivray (AFR) – 11.000
20.o- Jake Marshall (EUA) – 10.725
21.o- Jackson Baker (AUS) – 9.300
22.o- Jadson André (BRA) – 9.300

TOP-10 DO WSL CHAMPIONSHIP TOUR 2022 – Após 5 etapas:

1.a- Brisa Hennessy (CRI) – 25.575 pontos
2.a- Carissa Moore (HAV) – 24.295
3.a- Tyler Wright (AUS) – 23.440
4.a- Isabella Nichols (AUS) – 19.965
5.a- Courtney Conlogue (EUA) – 19.525
6.a- Lakey Peterson (EUA) – 19.105
6.a- Gabriela Bryan (HAV) – 19.105
8.a- Johanne Defay (FRA) – 18.980
9.a- Stephanie Gilmore (AUS) – 18.185
10.a- Tatiana Weston-Webb (BRA) – 17.830

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System. A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Mais informações sobre o surfe mundial no www.worldsurfleague.com e notícias em português no www.wsllatinamerica.com 

Reportagem: Edson “Adrena” Andrade – Fonte: World Surf League (WSL)

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas