Quiksilver/Roxy Pro G-Land – Mais um dia de folga em Grajagan Bay – Assistam ao vídeo!

Publicado por AdrenaNews 0

Após diversas chamadas o Quiksilver/Roxy Pro G-Land, acabou sendo cancelado mais uma vez nesta segunda-feira, por causa dos fortes ventos, que prejudicavam a formação das ondas em Grajagan Bay. Acessem ao link abaixo com o vídeo do “We Are One Ocean”.

Estrutura montada em G-Land, Banyuwangi, Indonésia. Foto: Ed Sloane – World Surf League

TRANSMISSÃO AO VIVO: A primeira chamada para as repescagens foi marcada para as 06h30 de terça-feira na Indonésia, 20h30 desta segunda-feira aqui no Brasil. O fuso horário são de 10 horas a mais do Brasil, O evento está sendo transmitido ao vivo pelo WorldSurfLeague.com, pelo WSL app, pelo YouTube da WSL

“Nós ficamos insistindo mais uma vez, porque o swell continua com ondas consistentes”, disse Jessy Miley-Dier, vice-presidente de circuitos e competições da WSL. “Ficamos esperando que os ventos virassem de onshore para offshore, mas eles não mudaram e tivemos que adiar a competição mais uma vez. Continuaremos monitorando todos os dias e voltaremos amanhã (terça-feira) e esperamos que os ventos estejam favoráveis para a continuação do evento”.

Os surfistas que não conseguiram vencer suas primeiras baterias em G-Land no sábado, ficaram mais um dia na expectativa se a competição iria rolar ou não. Principalmente quem está nas primeiras baterias da repescagem. A do Roxy Pro G-Land será iniciada pela bicampeã mundial Tyler Wright e a também australiana Bronte Macaulay. Já a do Quiksilver Pro G-Land, vai começar com dois brasileiros disputando o primeiro duelo eliminatório na Indonésia.

Bronte Macaulay em ação. Foto: Matt Dunbar – World Surf League

O vice-campeão mundial, Filipe Toledo, que está competindo com a lycra amarela da World Surf League, vai defender a liderança do ranking contra Yago Dora, convocado na última hora para substituir o havaiano Seth Moniz, que se contundiu treinando em G-Land na véspera do início do evento. Os dois já se enfrentaram seis vezes em baterias do CT e Filipe ganhou todas.

Yago Dora em ação. Foto: Matt Dunbar – World Surf League

Na segunda repescagem, entra Caio Ibelli com Matthew McGillivray e o brasileiro derrotou o sul-africano na única bateria que disputaram, na primeira fase da etapa de Narrabeen Beach, em Sidney, no ano passado. Depois, tem Jadson André fazendo seu primeiro confronto com o havaiano Barron Mamiya na quinta bateria. Na disputa seguinte, o novato na seleção brasileira deste ano, Samuel Pupo, enfrenta Kelly Slater. Samuca ganhou a sua única bateria contra o onze vezes campeão mundial, na primeira fase do MEO Pro Portugal em Supertubos.

REPESCAGEM DO QUIKSILVER/ROXY PRO G-LAND:

SEGUNDA FASE MASCULINA – 17.o lugar com US$ 12.125 e 1.330 pontos:

1.a: Filipe Toledo (BRA) x Yago Dora (BRA)
2.a: Caio Ibelli (BRA) x Matthew McGillivray (AFR)
3.a: Kanoa Igarashi (JPN) x Jackson Baker (AUS)
4.a: Jordy Smith (AFR) x Connor O´Leary (AUS)
5.a: Barron Mamiya (HAV) x Jadson André (BRA)
6.a: Kelly Slater (EUA) x Samuel Pupo (BRA)
7.a: Callum Robson (AUS) x Jake Marshall (EUA)
8.a: Kolohe Andino (EUA) x Nat Young (EUA)

SEGUNDA FASE FEMININA – 9.o lugar com US$ 13.500 e 2.610 pontos:

1.a: Tyler Wright (AUS) x Bronte Macaulay (AUS)
2.a: Courtney Conlogue (EUA) x Johanne Defay (FRA)
3.a: Isabella Nichols (AUS) x Sally Fitzgibbons (AUS)
4.a: Lakey Peterson (EUA) x Gabriela Bryan (HAV

TRANSMISSÃO AO VIVO: A primeira chamada para as repescagens foi marcada para as para as 06h30 de terça-feira na Indonésia, 20h30 desta segunda-feira aqui no Brasil. O fuso horário são de 10 horas a mais do Brasil, O evento está sendo transmitido ao vivo pelo WorldSurfLeague.com, pelo WSL app, pelo YouTube da WSL O Quiksilver/Roxy Pro G-Land começou no sábado e tem prazo até 6 de junho para ser encerrado na Indonésia. Para os fãs do Brasil, a transmissão pelo YouTube é interrompida quando começarem as quartas de final e continua apenas pelo canal SporTV e WorldSurfLeague.com.

COVID-19: A saúde e segurança dos atletas, staff e da comunidade local, são de extrema importância para a World Surf League, que trabalha em estreita colaboração com as autoridades de saúde locais, para implementar um robusto protocolo de segurança para todos, em relação ao Covid-19.

Quiksilver/Roxy Pro G-Land faz parceria com organizações locais para a proteção do oceano:

A World Surf League está unindo forças com a Quiksilver, Roxy, Corona e Shiseido, fazendo parcerias com organizações locais para a proteção e conservação do oceano, como parte da sua iniciativa “We Are One Ocean” no Quiksilver/Roxy Pro G-Land.

ASSISTAM AO VÍDEO, CLICANDO NO PLAYER ABAIXO:

World Surf League entrega petição We Are One Ocean às Nações Unidas:

A Quiksilver a Roxy estão se unindo à SeaTrees, para tentar reverter os efeitos das mudanças climáticas, restaurando os ecossistemas de recifes de corais danificados em Bali. Assista as ações da surfista Caroline Marks e de Rajo Barrel no sea-trees.org. A Quiksilver também está apoiando a Sungai Watch, doando para a organização, parte das vendas de mercadorias desta etapa de G-Land, para ajudar na limpeza da poluição plástica na Indonésia. Visite o Quiksilver.com para colaborar também, comprando produtos da coleção G-Land.

A Corona também está apoiando, juntamente com a Sungai Watch, projetos para a redução da poluição plástica na Indonésia, concentrando-se na limpeza dos seus rios, pois mais de 80% destes plásticos seguem para os oceanos. Todos podem fazer doações para a Sungai Watch prosseguir neste importante trabalho de limpeza dos rios, através do www.sungai.watch.

A WSL e a Shiseido firmaram também uma parceria com a Surf Conservation Partnership, para proteger e restaurar o litoral de G-Land, como forma de retribuição à comunidade local. Saiba mais sobre os esforços de sustentabilidade no Quiksilver/Roxy Pro G-Land e em todos os eventos do do CT no WeAreOneOcean.org.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System. A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Mais informações sobre o surfe mundial no www.worldsurfleague.com e notícias em português no www.wsllatinamerica.com 

Reportagem: João Carvalho – World Surf League (WSL)

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas