QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira – Brazucas tentam manter hegemonia em Portugal

Publicado por AdrenaNews 0

O Brasil já venceu as três etapas com status máximo QS 10000 deste ano e tenta manter essa hegemonia no EDP Billabong Pro Ericeira, que começou na terça-feira na Praia Ribeira D´Ilhas, em Ericeira, Portugal. Mesmo com algumas baixas importantes, onze brasileiros seguem na disputa do título após os três primeiros dias do último QS 10000 antes das finais do WSL Qualifying Series na Tríplice Coroa Havaiana. O confirmado no CT 2020, Miguel Pupo, já está na rodada dos 24 surfistas que vão disputar vagas para as oitavas de final. Outros dez brasileiros e o peruano Miguel Tudela, ainda podem se classificar nas sete baterias da terceira fase que ficaram para abrir a sexta-feira, às 7h30 em Portugal, 3h30 da madrugada no Brasil.

Miguel Pupo em ação. Foto: Masurel – WSL

Pupo foi o vencedor da etapa mais recente do QS 10000 em Pantín na Espanha e garantiu seu retorno ao grupo dos top-34, que disputa o título mundial no World Surf League Championship Tour, no último domingo lá mesmo em Portugal, com o terceiro lugar no QS 6000 Azores Airlines Pro. As outras duas foram conquistadas pelo também paulista Deivid Silva em Ballito, na África do Sul, e pelo catarinense Yago Dora, campeão do tradicional Vans US Open of Surfing em Huntington Beach, na Califórnia.

Agora, Miguel Pupo pode até assumir a liderança do ranking em Ericeira, pois o número 1 e também já garantido no CT 2020 entre os dez indicados pelo QS, Jadson André, não passou da sua estreia em Ribeira D´Ilhas. Outros três titulares da “seleção brasileira” na divisão de elite da World Surf League, também perderam de cara no QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira, Deivid Silva, Michael Rodrigues e Jessé Mendes. O potiguar Italo Ferreira ainda passou em segundo na dobradinha verde-amarela com o carioca Lucas Silveira na quarta-feira, porém foi eliminado na terceira fase, na bateria que fechou a quinta-feira em Portugal.

Italo Ferreira em ação. Foto: Masurel – WSL

QUINTA-FEIRA – O terceiro dia até iniciou bem para o Brasil, com o saquaremense João Chianca e o paulista Thiago Camarão conquistando uma classificação dupla contra dois concorrentes diretos por vagas no G-10 do QS, o havaiano Barron Mamiya e o australiano Jack Robinson. O confronto seguinte fechou a segunda fase e o catarinense Willian Cardoso avançou em segundo, mas o uruguaio Marco Giorgi ficou em último.

João Chianca em ação. Foto: Masurel – WSL

Já a rodada dos 48 melhores não começou bem para os brasileiros. O capixaba Krystian Kymerson e o paulista Flavio Nakagima foram barrados pelos australianos Jacob Willcox e Morgan Cibilic. Depois, Miguel Pupo ganhou o confronto seguinte com três norte-americanos e o quinto do ranking, Jake Marshall, passou com ele. Pupo agora vai encarar dois australianos na segunda disputa por vagas nas oitavas de final, Jacob Willcox e Ethan Ewing. Mais duas baterias fecharam a quinta-feira, com o peruano Lucca Mesinas e a estrela do CT, Italo Ferreira, saindo da briga pelo título do QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira.

PRÓXIMAS BATERIAS – A sexta bateria ficou para abrir a sexta-feira às 7h30 na Praia Ribeira D´Ilhas, 3h30 da madrugada no Brasil, com Lucas Silveira e o irmão mais jovem de Miguel Pupo, Samuel, enfrentando o americano Patrick Gudauskas e o sul-africano Dylan Lightfoot. Depois, tem Peterson Crisanto na segunda do dia, Ian Gouveia na terceira e Alejo Muniz na quarta. Na quinta, serão três sul-americanos disputando duas vagas, Yago Dora, Alex Ribeiro e o peruano Miguel Tudela. Na seguinte, Willian Cardoso compete junto com Thiago Camarão e o jovem João Chianca fecha a terceira fase contra três surfistas de outros países.

Samuel Pupo em ação. Foto: Masurel – WSL

O QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira está sendo transmitido ao vivo da Praia Ribeira D´Ilhas pelo www.worldsurfleague.com e o fuso de Portugal é de 4 horas a mais de Brasília. A primeira chamada da sexta-feira é as 7h30 em Ericeira, 3h30 da madrugada no Brasil.

QS 10000 EDP BILLABONG PRO ERICEIRA EM PORTUGAL:

QUARTA FASE – baterias já formadas com os resultados da quinta-feira:

——–1.o e 2.o=Oitavas de Final e 3.o=17.o lugar com 2.200 pontos e US$ 2.500:

1.a: Jake Marshall (EUA), Cooper Chapman (AUS), Morgan Cibilic (AUS)
2.a: Miguel Pupo (BRA), Ethan Ewing (AUS), Jacob Willcox (AUS)
3.a: Joan Duru (FRA), Ian Crane (EUA), 2.o da 6.a bateria da Terceira Fase
4.a: Nat Young (EUA), Matthew McGillivray (AFR), 1.o da 6.a bateria
5.a: 1.o da 7.a bateria da Terceira Fase e 2.os da 8.a e 9.a baterias
6.a: 1.os da 8.a e 9.a baterias e 2.o da 7.a bateria da Terceira Fase
7.a: 1.os da 10.a e 11.a baterias e 2.o da 12.a bateria
8.a: 1.o da 12.a bateria e 2.os da 10.a e 11.a baterias

BATERIAS DOS SUL-AMERICANOS NAS PRIMEIRAS FASES:

TERCEIRA FASE – 3.o=25.o lugar (US$ 1.800 e 1.100 pts) e 4.o=37.o lugar (US$ 1.450 e 1.000 pts):

Resultados da quinta-feira:

2.a: 1-Jacob Willcox (AUS), 2-Morgan Cibilic (AUS), 3-Krystian Kymerson (BRA), 4-Flavio Nakagima (BRA)
3.a: 1-Miguel Pupo (BRA), 2-Jake Marshall (EUA), 3-Tanner Gudauskas (EUA), 4-Cole Houshmand (EUA)
4.a: 1-Joan Duru (FRA), 2-Nat Young (EUA), 3-Gatien Delahaye (FRA), 4-Lucca Mesinas (PER)
5.a: 1-Ian Crane (EUA), 2-Matthew McGillivray (AFR), 3-Italo Ferreira (BRA), 4-Carlos Munoz (CRI)

Ficaram para abrir a sexta-feira:

6.a: Samuel Pupo (BRA), Lucas Silveira (BRA), Patrick Gudauskas (EUA), Dylan Lightfoot (AFR)
7.a: Peterson Crisanto (BRA), Frederico Morais (PRT), Keanu Asing (HAV), Chris Zaffis (AUS)
8.a: Connor O´Leary (AUS), Ian Gouveia (BRA), Stu Kennedy (AUS), Sheldon Simkus (AUS)
9.a: Evan Geiselman (EUA), Alejo Muniz (BRA), Beyrick De Vries (AFR), Luke Gordon (EUA)
10: Yago Dora (BRA), Alex Ribeiro (BRA), Jorgann Couzinet (FRA), Miguel Tudela (PER)
11: Willian Cardoso (BRA), Thiago Camarão (BRA), Joshua Moniz (HAV), Adin Masencamp (AFR)
12: Hiroto Ohhara (JPN), João Chianca (BRA), Charly Quivront (FRA), Caleb Tancred (AUS)

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 900 e 600 pts) e 4.o=73.o lugar (US$ 750 e 550 pts):

Resultados da terça-feira:

1.a: 1-Ethan Ewing (AUS), 2-Flavio Nakagima (BRA), 3-Kalani Ball (HAV), 4-Wade Carmichael (AUS)
2.a: 1-Matt Banting (AUS), 2-Jacob Willcox (AUS), 3-Joaquin del Castillo (PER), 4-Reo Inaba (JPN)
4.a: 1-Krystian Kymerson (BRA), 2-Cooper Chapman (AUS), 3-Vasco Ribeiro (PRT), 4-Michael Rodrigues (BRA)
5.a: 1-Tanner Gudauskas (EUA), 2-Joan Duru (FRA), 3-Marcos Correa (BRA), 4-Cam Richards (EUA)
6.a: 1-Miguel Pupo (BRA), 2-Gatien Delahaye (FRA), 3-Aritz Aranburu (ESP0, 4-Tomas Fernandes (PRT)

Resultados da quarta-feira:

8.a: 1-Lucca Mesinas (PER), 2-Cole Houshmand (EUA), 3-Deivid Silva (BRA), 4-Tomas Hermes (BRA)
9.a: 1-Matthew McGillivray (AFR), 2-Samuel Pupo (BRA), 3-Ezekiel Lau (HAV), 4-Caio Ibelli (BRA)
10: 1-Ian Crane (EUA), 2-Dylan Lightfoot (AFR), 3-Luel Felipe (BRA), 4-Jessé Mendes (BRA)
12: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Italo Ferreira (BRA), 3-Michael Dunphy (EUA), 4-Tanner Hendrickson (HAV)
13: 1-Chris Zaffis (AUS), 2-Stu Kennedy (AUS), 3-Kanoa Igarashi (JPN), 4-Alonso Correa (PER)
15: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Keanu Asing (HAV), 3-Ian Gentil (HAV), 4-Jadson André (BRA)
16: 1-Sheldon Simkus (ua), 2-Peterson Crisanto (BRA), 3-Timothee Bisso (FRA), 4-Billy Stairmand (NZL)
17: 1-Beyrick De Vries (AFR), 2-Yago Dora (BRA), 3-Imaikalani Devault (HAV), 4-Nolan Rapoza (EUA)
18: 1-Alejo Muniz (BRA), 2-Alex Ribeiro (BRA), 3-Charles Martin (FRA), 4-Mateus Herdy (BRA)
20: 1-Miguel Tudela (PER), 2-Luke Gordon (EUA), 3-Matheus Navarro (BRA), 4-Griffin Colapinto (EUA)

Resultados da quinta-feira:

23: 1-João Chianca (BRA), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Barron Mamiya (HAV), 4-Jack Robinson (AUS)
24: 1-Charly Quivront (FRA), 2-Willian Cardoso (BRA), 3-Reef Heazlewood (AUS), 4-Marco Giorgi (URU)

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar (US$ 500 e 200 pts) e 4.o=105.o lugar (US$ 500 e 190 pts):

Resultados da terça-feira:

2.a: 1-Cooper Chapman (AUS), 2-Tanner Gudauskas (EUA), 3-Marco Fernandez (BRA), 4-Michael February (AFR)
3.a: 1-Lucca Mesinas (PER), 2-Samuel Pupo (BRA), 3-Bino Lopes (BRA), 4-O´Neill Massin (TAH)
7.a: 1-Matheus Navarro (BRA), 2-Joshua Moniz (HAV), 3-Thomas Debierre (FRA), 4-Ruben Vitoria (ESP)
8.a: 1-Caleb Tancred (AUS), 2-Marco Giorgi (URU), 3-Matt Wilkinson (AUS), 4-Justin Becret (FRA)

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES – após 44 etapas:

01: Jadson André (BRA) – 22.500 pontos
02: Miguel Pupo (BRA) – 20.350
03: Alex Ribeiro (BRA) – 18.930
04: Jorgann Couzinet (FRA) – 17.310
05: Jake Marshall (EUA) – 16.850
06: Matt Banting (AUS) – 16.750
06: Deivid Silva (BRA) – 16.650 é top-22 do CT
08: Yago Dora (BRA) – 15.960
09: Barron Mamiya (HAV) – 14.500
10: Frederico Morais (PRT) – 14.400
11: Liam O´Brien (AUS) – 14.350

Próximos sul-americanos até 100:

21: Jessé Mendes (BRA) – 10.850 pontos
25: Ian Gouveia (BRA) – 10.160
26: Luel Felipe (BRA) – 10.030
30: Krystian Kymerson (BRA) – 9.380
38: Wiggolly Dantas (BRA) – 7.760
39: Miguel Tudela (PER) – 7.740
39: Samuel Pupo (BRA) – 7.740
42: Tomas Hermes (BRA) – 7.550
45: Adriano de Souza (BRA) – 7.400
46: Alonso Correa (PER) – 7.290
48: Weslley Dantas (BRA) – 6.840
49: Lucas Silveira (BRA) – 6.800
52: Flavio Nakagima (BRA) – 6.600
56: Marcos Correa (BRA) – 6.380
62: Caio Ibelli (BRA) – 5.820
69: Mateus Herdy (BRA) – 5.550
73: Peterson Crisanto (BRA) – 5.450
74: João Chianca (BRA) – 5.405
77: Marco Fernandez (BRA) – 5.150
82: Thiago Camarão (BRA) – 4.950
83: Joaquin del Castillo (PER) – 4.810
84: Matheus Navarro (BRA) – 4.750
88: Leandro Usuna (ARG) – 4.580
91: Marco Giorgi (URU) – 4.400
98: Bino Lopes (BRA) – 4.040
101: Gabriel Medina (BRA) – 3.910

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão. A WSL vem promovendo os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 230 eventos globais masculinos e femininos no ano para definir os campeões mundiais do World Surf League Championship Tour, Big Wave Tour, Redbull Airborne, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, além do WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, enquanto incentiva a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial. Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis da WSL. A World Surf League é pioneira em streaming online para uma enorme legião de fãs apaixonados e interessados em ver as grandes estrelas, como Kelly Slater, Stephanie Gilmore, John John Florence e muitos brasileiro, como Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Italo Ferreira, Silvana Lima, Tatiana Weston-Webb, competindo no campo de jogo mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes no mundo. Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

Reportagem: João Carvalho – WSL Latin America

Edição: Edson Andrade

 

Tenha lindas artes exclusivas
mag72