QS 10000 Abanca Galicia Surf Classic Pro 2019 – Silvana Lima termina em quinto na Vitória de Amuro Tsuzuki.

Publicado por AdrenaNews 0

A japonesa Amuro Tsuzuki derrotou todas as favoritas para faturar o título do QS 10000 Abanca Galicia Surf Classic Pro nesta quarta-feira na Playa Pantin, em La Coruña, na Espanha. Ela começou o dia ganhando da cearense Silvana Lima, depois passou pelas semifinais para superar outra top da elite mundial na decisão, Bronte Macaulay. A australiana assumiu a liderança no ranking do WSL Qualifying Series e a campeã entrou na lista das seis que se classificam para o World Surf League Championship Tour. Ainda na quarta-feira, tiveram mais seis baterias da segunda fase do QS 10000 masculino e seis sul-americanos avançaram, aumentando para quinze o número dos que já estão entre os 48 melhores.

Silvana Lima em ação. Foto: Laurent Masurel / WSL via Getty Images

O Abanca Galicia Surf Classic Pro foi iniciado no domingo com o QS 10000 feminino e os homens começaram a estrear na segunda-feira, quando também foram definidas as quartas de final das meninas. A gaúcha Tatiana Weston-Webb foi barrada nas oitavas pela australiana Macy Callaghan, mas a cearense Silvana Lima passou por Sara Wakita, porém foi derrotada pela também japonesa Amuro Tsuzuki nas quartas de final, que abriram a quarta-feira de boas ondas na Playa Pantin. Na grande final, ela começou bem com nota 5,67 e dominou toda a bateria, até confirmar a vitória somando um 6,50 no placar de 12,17 a 8,44 pontos da nova líder do ranking, a australiana Bronte Macaulay.

Amuro Tsuzuki em ação. Foto: Laurent Masurel / WSL via Getty Images

“Isso tudo está parecendo um sonho e, no momento, eu realmente não consigo acreditar que venci”, disse Amuro Tsuzuki. “Eu treinei bastante e trabalhei duro para chegar aqui e agora tudo parece muito incrível de acreditar. A maioria das pessoas no Japão nem considera o surfe como um esporte. Espero que essa minha vitória aqui hoje, faça eles mudarem essa ideia e que, talvez, aumente o interesse das pessoas em investir no surfe em nosso país”.

Com os pontos do segundo QS 10000 feminino da história do WSL Qualifying Series, Amuro Tsuzuki saltou da 56.a para a oitava posição no ranking. Ela está entre as seis indicadas para a elite das top-17 da World Surf League, porque três surfistas que estão à sua frente, vão garantindo suas vagas entre as top-10 do CT, a brasileira Tatiana Weston-Webb em quarto no QS, a americana Caroline Marks em quinto e a costa-ricense Brisa Hennessy em sexto. Quem também entrou no G-6 na Espanha foi a australiana Keely Andrew, nono lugar em Pantin.

Amuro Tsuzuki no topo do pódio do QS 10000 da Espanha. Foto: Laurent Masurel / WSL via Getty Images

Entre as sul-americanas que estão fora da zona de classificação para o CT 2020, Silvana Lima passou a ser mais bem colocada. A cearense só tem três resultados dos cinco computados, pois estava recuperando-se da cirurgia que teve que fazer nos dois joelhos em 2018. Com o quinto lugar no Abanca Galicia Surf Classic Pro, Silvana alcançou o 31.o lugar no ranking e a próxima é a bicampeã sul-americana, Dominic Barona, em 56.o. A equatoriana só passou uma bateria na Espanha e ficou em 37.o lugar. Da América do Sul, quem também competiu em Pantin foi a argentina Josefina Ané, que perdeu na estreia em 55.o lugar.

TOP-6 DO WSL QUALIFYING SERIES – após 30 etapas:

01: Bronte Macaulay (AUS) – 20.950 pontos

02: Sage Erickson (EUA) – 19.600

03: Isabella Nichols (AUS) – 19.580

04: Tatiana Weston-Webb (BRA) – 18.400 é top-10 do CT

05: Caroline Marks (EUA) – 14.000 é top-10 do CT

06: Brisa Hennessy (CRI) – 13.500 é top-10 do CT

07: Alyssa Spencer (EUA) – 13.280

08: Amuro Tsuzuki (JPN) – 12.950

09: Keely Andrew (AUS) – 12.650

09: Chelsea Tuach (BRB) – 12.650

Sul-americanas até 100:

31: Silvana Lima (BRA) – 6.950 pontos

56: Dominic Barona (EQU) – 3.795

67: Josefina Ané (ARG) – 3.137

74: Melanie Giunta (PER) – 2.645

76: Tainá Hinckel (BRA) – 2.485

77: Anne dos Santos (BRA) – 2.465

102: Sol Aguirre (PER) – 1.745

QS 10000 ABANCA GALÍCIA SURF CLASSIC PRO NA ESPANHA:

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO QS 10000 FEMININO:

Campeã: Amuro Tsuzuki (JPN) por 12,17 pontos (6,50+5,67) – US$ 30.000 e 10.000 pontos

Vice-campeã: Bronte Macaulay (AUS) com 8,44 pontos (5,17+3,27) – US$ 15.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 6.500 pontos e US$ 10.000:

1.a: Bronte Macaulay (AUS) 15.33 x 14.63 Macy Callaghan (AUS)

2.a: Amuro Tsuzuki (JPN) 14.10 x 9.27 Chelsea Tuach (BRB)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 5.200 pontos e US$ 5.000:

1.a: Bronte Macaulay (AUS) 15.50 x 11.67 Philippa Anderson (AUS)

2.a: Macy Callaghan (AUS) 17.57 x 10.14 Isabella Nichols (AUS)

3.a: Chelsea Tuach (BRB) 12.50 x 9.03 Sage Erickson (EUA)

4.a: Amuro Tsuzuki (JPN) 16.50 x 13.43 Silvana Lima (BRA)

RESULTADOS DAS SUL-AMERICANAS NAS OUTRAS FASES:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 3.700 pontos e US$ 3.550:

4.a: Macy Callaghan (AUS) 12.33 x 10.54 Tatiana Weston-Webb (BRA)

8.a: Silvana Lima (BRA) 14.30 x 12.67 Sara Wakita (JPN)

TERCEIRA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final e 3.a=17.o lugar com 2.200 pontos e US$ 2.500:

4.a: 1-Tatiana Weston-Webb (BRA)=12.33, 2-Keely Andrew (AUS)=10.30, 3-Samantha Sibley (EUA)=9.57

7.a: 1-Johanne Defay (FRA)=15.33, 2-Silvana Lima (BRA)=12.93, 3-Tia Blanco (PRI)=10.30

SEGUNDA FASE – 3.a=25.o lugar (US$ 1.800 e 1.100 pts) e 4.a=37.o lugar (US$ 1.450 e 1.000 pts):

6.a: 1-Tatiana Weston-Webb (BRA), 2-Cannelle Bulard (FRA), 3-India Robinson (AUS), 4-Isabel Gundin (ESP)

7.a: 1-Brisa Hennessy (CRI), 2-Chelsea Tuach (BRB), 3-Ariane Ochoa (ESP), 4-Dominic Barona (EQU)

10: 1-Silvana Lima (BRA), 2-Sara Wakita (JPN), 3-Gabriela Bryan (HAV), 4-Minori Kawai (JPN)

PRIMEIRA FASE – 3.a=49.o lugar (US$ 900 e 600 pts) e 4.a=55.o lugar (US$ 750 e 587 pts):

2.a: 1-Leticia Canales Bilbao (ESP), 2-Philippa Anderson (AUS), 3-Camilla Kemp (PRT), 4-Josefina Ané (ARG)

4.a: 1-Maud Le Car (FRA), 2-Dominic Barona (EQU), 3-Zoe McDougall (HAV), 4-Claire Bevilacqua (ITA)

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem promovendo os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 230 eventos globais masculinos e femininos no ano para definir os campeões mundiais do World Surf League Championship Tour, Big Wave Tour, Redbull Airborne, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, além do WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, enquanto incentiva a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis da WSL. A World Surf League é pioneira em streaming online para uma enorme legião de fãs apaixonados e interessados em ver as grandes estrelas, como Kelly Slater, Stephanie Gilmore, John John Florence e muitos brasileiro, como Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Italo Ferreira, Silvana Lima, Tatiana Weston-Webb, competindo no campo de jogo mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

Reportagem: João Carvalho – WSL South America

Edição: Edson Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72