Prefeitura de Florianópolis apresenta o LayBack Pro – Evento terá a 2ª edição em abril na Praia Mole

Publicado por AdrenaNews 0

Em abril a Praia mole, será palco da 2ª edição do LayBack Pro apresentado pela Prefeitura de Florianópolis. Em novembro de 2021, a LayBack e a Agência Esporte & Arte realizaram uma etapa do World Surf League Qualifying Series que não acontecia há 6 anos em Florianópolis e desde 2010 na Praia Mole.

Vista aérea da Praia Mole. Foto: James Thisted / LayBack Pro

Em novembro de 2021, a LayBack e a Agência Esporte & Arte realizaram uma etapa do World Surf League Qualifying Series que não acontecia há 6 anos em Florianópolis e desde 2010 na Praia Mole. O público catarinense estava desejando esse retorno e lotou a praia todos os dias, a competição rolou com boas ondas e teve grande repercussão na mídia. Eduardo Motta chega em Floripa para defender o título do LayBack Pro, ocupando o terceiro lugar no ranking que vai indicar dez surfistas para o WSL Challenger Series. Já Laura Raupp está na quarta e última posição no grupo das apenas quatro mulheres que se classificam, atrás ainda das peruanas Daniella Rosas e Arena Rodriguez Vargas.

Laura Raupp e Eduardo Motta. Foto: Marcio David / LayBack Pro

O evento foi um sucesso e já será reeditado cinco meses depois, nos dias 06 a 10 de abril novamente na Praia Mole de Floripa. O LayBack Pro abriu a temporada 2021/2022 da WSL Latin America em novembro e agora vai fechar os rankings regionais masculino e feminino, definindo as classificações para disputar vagas para o CT nas etapas do Challenger Series 2022.

“Nós, da AEA (Agência Esporte & Arte), ficamos muito felizes em conseguir retomar os eventos da World Surf League à Florianópolis, meca do surfe nacional, em parceria com a LayBack e com a Prefeitura Municipal de Florianópolis”, destacou Bill Tassinari, diretor executivo da Agência Esporte & Arte. “O campeonato do ano passado foi um sucesso total e agora, com esta segunda edição, o LayBack Pro abriu e vai fechar a classificação para os Challenger Series. Acredito ser um feito inédito e muito importante para o surfe nacional, um evento computar duas vezes num mesmo ranking”.

A nova geração do surfe brasileiro brilhou na estreia do LayBack Pro em 2021. A catarinense Laura Raupp de apenas 15 anos de idade e o paulista Eduardo Motta de 19 anos, largaram na frente na corrida pelas vagas regionais para o WSL Challenger Series 2022. Eles conquistaram suas primeiras vitórias no Circuito Mundial, derrotando a peruana Melanie Giunta, 25 anos, e o cearense Michael Rodrigues, 27 anos, que mora em Florianópolis e já fez parte da elite mundial da World Surf League.

Laura Raupp em ação. Foto: Marcio David / LayBack Pro

Depois da Praia Mole, aconteceu outra etapa da WSL Latin America na semana seguinte e os rankings passaram a ser liderados pelos vencedores em Saquarema, o catarinense Yago Dora e a paulista Sophia Medina.

Eduardo Motta em ação. Foto: Marcio David / LayBack Pro

Assim como em 2021, grandes nomes do surfe brasileiro, alguns que já fizeram parte da elite mundial da World Surf League, como o campeão mundial Adriano de Souza, Michael Rodrigues, Alejo Muniz, Willian Cardoso, Peterson Crisanto, Jessé Mendes, Ian Gouveia, Wiggolly Dantas, já confirmaram participação no LayBack Pro 2022. Assim como todos os envolvidos e as concorrentes pelas vagas para o Challenger Series. As inscrições ainda seguem abertas até a véspera do início do evento.

Michael Rodrigues em ação. Foto: Marcio David / LayBack Pro

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System. A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

A Prefeitura de Florianópolis apresenta o LayBack Pro 2022, uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) com a Agência Esporte & Arte (AEA) como co-realizadora e a licenciada pela WSL Latin America para promover uma etapa masculina e feminina do WSL Qualifying Series. O evento deste ano é patrocinado pela Metha Energia, com apoio da BOLD, SIBON Charters, Goedert Group, Hotel Selina, The Search House, além da Fundação Municipal de Esportes e da Prefeitura Municipal de Florianópolis, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, Associação de Surf da Praia Mole (ASPM), com transmissão ao vivo produzida pela FIRMA.

Mais informações sobre o surfe mundial no www.worldsurfleague.com e notícias em português no www.wsllatinamerica.com 

Reportagem: João Carvalho – World Surf League

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas