Oi STU Open – Vai começar a festa do skate brasileiro e mundial no Rio.

Publicado por AdrenaNews 0

Os melhores skatistas das modalidades de Park e Street do mundo estarão reunidos na Praça Duó, na Barra da Tijuca, de 11 a 17 de novembro para o Oi STU Open, maior evento de skate e cultura urbana da América Latina. entrada gratuita.

Pamela Rosa em ação. Foto: Pablo Vaz – Oi

O Brasil se destaca nas duas modalidades e estará na briga por valiosos pontos para a classificação olímpica. O evento, que terá mais de 200 skatistas, promete uma prévia do que poderá ser visto em Tóquio em 2020. E ainda, com entrada gratuita.

Uma das maiores apostas é a atual campeã mundial do Street feminino, Pamela Rosa. A paulista vem de um ano incrível e promete um grande campeonato. Rayssa Leal, que acaba de se sagrar campeã brasileira, ocupa o segundo lugar no ranking olímpico. Letícia Bufoni, que dispensa apresentações, ocupa o quarto lugar na classificação geral. Além delas, o Brasil ainda tem Kelvin Hoefler, atleta da modalidade Street, ocupando o quarto lugar no ranking olímpico.

Kelvin Hoefler em ação. Foto: Pablo Vaz – Oi

No Park masculino, os brasileiros Luiz Francisco, Pedro Barros e Pedro Quintas estão, hoje, entre os cinco melhores na modalidade. Porém, antes de pensar nas medalhas que a modalidade estreante em Jogo Olímpicos pode render ao Brasil, os atletas precisam se classificar.

Pedro Barros em ação. Foto: Pablo Vaz – Oi

“ É sempre bom competir no Brasil. O apoio de todos é muito importante e é bom demais sentir toda a vibe da rapaziada, vai ser uma competição irada. Minha expectativa para o Open é fazer a final e buscar mais um pódio para a somatória de pontos”, disse Luizinho.

No feminino, as japonesas ocupam as primeiras posições no ranking, mas as brasileiras prometem brigar pelos valiosos pontos. Yndiara Asp, recém recuperada de uma lesão no púbis, volta à pista no Rio e está animada para a disputa. “Voltei a andar essa semana, fiquei um tempo sem andar, focando na recuperação da minha lesão. Foi um momento muito bom, apesar ter ficado de fora de alguns eventos, foi essencial para eu recarregar minhas energias para o que vem por aí. Digo que tirei dois meses de férias do skate pra cuidar de mim, fortalecer meu corpo e mente. Agora estou de volta, mais preparada e animada!”, afirma Yndiara Asp.

Yndiara Asp em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

O Oi STU Open, que abre a segunda e última janela da corrida olímpica, valerá como uma etapa do Pro Tour no Park, distribuindo valiosos 60 mil pontos para o primeiro colocado, e 40 mil pontos para o campeão na modalidade Street, que vale como um evento Five Stars, ambos homologados pela entidade máxima do skate no mundo, a World Skate.

Muito além do skate:

O Oi STU Open está ainda maior, se consolidando como um grande festival de cultura urbana. A edição de 2019 terá muitos shows, exposições de arte, talks, moda e gastronomia. O palco STU Music receberá DJs e bandas como DJ Tamenpi, Nomade Orquestra, A Filial, Flora Matos, Black Alien e muito mais, animando os finais de tarde e noites na Praça Duó. Na STU Gallery, uma exposição do artista Bruno Big, que assina a identidade visual da etapa, apresentará sua linha marcante e espontânea na galeria de arte. Já na STU Store, o público poderá encontrar produtos oficiais da plataforma, além de uma linha exclusiva de Big com bonés, camisas, moleskines e shapes.

Duó em ação. Foto: Pablo Vaz – Oi

Na STU Street Fair, marcas urbanas vão levar o estilo das ruas para dentro do festival. Na Oi House, oficinas e workshops completam a programação, que terá, ainda, um complexo gastronômico com muitas opções de food trucks e cervejas artesanais no STU Hangout. Tudo bem a cara do festival, que segue deixando legados tangíveis e intangíveis para a cidade. As obras de restauração das pistas da Praça Duó já estão a todo vapor. Em breve cariocas e skatistas de todo o mundo poderão usufruir da praça, que já é um point do skate mundial.

Sobre a World Skate:

A World Skate, fundada em 1924 na Suíça, promove o desenvolvimento global do skate e dos esportes de patinação. Providenciando uma plataforma moderna para o gerenciamento de todas as modalidades, a entidade apoia a autonomia e promove a autenticidade em sua governança. Atualmente, a World Skate reconhece 124 Federações Nacionais. Para maiores informações, por favor visite o site: www.worldskate.org

Sobre a Confederação Brasileira de Skate (CBSk):

Criada para encarar os desafios futuros do skate a partir do Século XXI, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) é responsável pela regulamentação e gestão do esporte no Brasil. Fundada em 6 de março de 1999, a entidade comemora 20 anos de crescimento e amadurecimento, ajudando e unindo gerações, com muito esforço e orgulho, através das 4 rodinhas.

Pedro Quintas em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

Sobre a Plataforma STU:

A plataforma STU celebra a essência do skate, promovendo as principais competições de Street e Park da América Latina e do mundo, com os maiores nomes da atualidade, estimulando o desenvolvimento de cenas nacionais da cultura urbana, e gerando um impacto socioeconômico positivo e transformador por todo o Brasil, através de ações de inclusão social e construção e reformas de pistas de skate.

A plataforma, que teve início de maneira grandiosa em 2017, explodiu em 2018 com a consolidação do circuito brasileiro de skate e a formação da Seleção Brasileira de 2019, válido como ranking da CBSk. Um marco na história do esporte, potencializando esse novo momento rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Muito mais que esporte, o STU acredita que o skate é rua, é música, é arte e estilo de vida. O skate junta, conecta e impulsiona as pessoas. O conceito da plataforma STU é de valorização das mais diversas manifestações urbanas regionais, para garantir ainda mais visibilidade à cena da cultura local, encontrada nas cidades por onde os eventos passam.

Nesse ano, a plataforma ficou ainda mais consistente com a chancela dos eventos também pela World Skate, trazendo ainda mais protagonismo para o Brasil, com competições importantes e de alta pontuação para a corrida olímpica.

A OI E O ESPORTE:

A Oi acredita no potencial de transformação do esporte e patrocina grandes eventos esportivos como o Oi STU Open, Oi Rio Pro, Oi Pro Júnior – voltado para a categoria de base do surfe. Além de apoiar atletas de diferentes modalidades, como os skatistas Pedro Barros e Leticia Bufoni, e os surfistas Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima, Adriano de Souza, Tatiana Weston-Webb, Davizinho e Tainá Hinckel, a companhia acelerou, em parceria com o Instituto Ekloos e apoio do Oi Futuro, 5 projetos de surfe na Região dos Lagos, que são voltados para a população local. Também patrocina a equipe de judô Oi Sogipa, no Rio Grande do Sul.

A companhia também valoriza a cultura Geek e o eSports, apoiando eventos como a Game XP, CCXP, o Prêmio eSports e o projeto Afrogames, uma escola de games voltada para crianças de comunidades, em Vigário Geral (RJ), além de investir e incentivar plataformas digitais como o Final Level.

Apresentado pela Oi, que assina o naming rights do evento, o Oi STU OPEN é viabilizado pela Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Conta com o apoio da Vans e TNT Energy Drink, parceria do Canal OFF e Grupo Coruja, além do apoio institucional da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Rioeventos e da Riotur. O Oi STU OPEN é homologado pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk), Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e World Skate. A idealização e realização são da Rio de Negócios.

Reportagem: Camila Coimbra – Média Guide

Edição: Edson Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72