Oi Rio Pro apresentado por Corona – Sábado de Day Off, mas com muitas ativações em Saquarema.

Publicado por AdrenaNews 0

As previsões se confirmaram e o sábado do Oi Rio Pro Apresentado por Corona, 8ª Etapa do WSL Championship Tour 2022, será de folga para os competidores, mas com muitas ativações dos patrocinadores em Saquarema.

Vista aérea, Saquarema, Rio de Janeiro. Foto: Thiago Diz – World Surf League

TRANSMISSÃO AO VIVO: Oi Rio Pro apresentado pela Corona em Saquarema, terá a primeira chamada deste domingo às 7h15. O evento está sendo transmitido ao vivo pelo WorldSurfLeague.com, pelo WSL app, pelo YouTube da WSL, Globoplay e SporTV.

Para os fãs do Brasil, a transmissão pelo YouTube é interrompida quando começarem as quartas de final e continuam apenas pelo canal SporTV e WorldSurfLeague.com

O dia amanheceu com pequenas ondas e ventos onshore na Praia de Itaúna, Saquarema. A próxima chamada será domingo, às 7h15, para um possível início às 7h35. “Vamos estar de folga hoje”, disse Jessi Miley-Dyer, vice-presidente sênior de da WSL. “As ondas diminuíram um pouco, mas o mais importante é que ficará um vento maral o dia todo. Amanhã há potencial para retornarmos, mas ainda haverá esse vento maral, que prejudica a formação das ondas, então vamos amanhã analisar e levar em consideração estas condições.”

Saquarema, Rio de Janeiro. Foto: Thiago Diz – World Surf League

PREVISÕES: Segundo as previsões, está chegando um novo swell com ondas de dois metros no fim da tarde deste sábado, porém com fortes ventos prejudicando a formação das ondas. Para o domingo as condições serão as mesmas de sábado. Na segunda e terça-feira, as previsões, são melhores com ondas de bom tamanho, porém com ventos moderados a fracos.

Vista aérea, Saquarema, Rio de Janeiro. Foto: Thiago Diz – World Surf League

ATIVAÇÕES: Mesmo o evento Day-off, todos os patrocinadores estão fazendo ativações diárias para o público na Praia de Itaúna. A Havaianas montou uma loja surfável, uma piscina de bolinhas que replica o balanço do mar e pranchas no formato sandálias Havaianas. A marca mergulha fundo na sua proposta, oferecendo a todos a possibilidade de experimentar a sensação de surfar, mesmo que fora do mar. A 213 Sports é a responsável pelo stand interativo e pelo registro de conteúdos instantâneos em formato de GIFs, que serão disponibilizados para os participantes compartilharem no TikTok ou Instagram.

Armando Gonçalves em ação. Foto: Maryna Gonçalves

Patrocinadora do surfe e do skate, modalidades que estrearam nos Jogos Olímpicos de Tokyo, o Banco do Brasil, levará uma pista de skate mecânica com sistema que imita as ondas do mar, fazendo uma extensão da praia para o asfalto e conectando os dois esportes.

Estande Banco do Brasil. Foto: Adonay Gonçalves

A cenografia conta histórias por meio de painéis do artista Tom Veiga, sobre skate e surfe, e haverá empréstimo de skates infantis e de tamanho padrão, assim como capacetes, cotoveleiras e joelheiras. O público poderá acompanhar as baterias de uma miniarquibancada com almofadas. Na área Vip, será alocado uma vending machine com brindes para os clientes do banco e brindes genéricos para público. O espaço contará com um DJ nos intervalos das baterias e para os dias off.

Armando Gonçalves em ação. Foto: Maryna Gonçalves

O corredor do “Sponsor Village” com stands e lojas de todos os patrocinadores, também vêm atraindo grande atenção do público. No final, tem a “Beach Gourmet” oferecendo refeições e lanches com pratos temáticos dos outros países que sediam etapas do Championship Tour – Austrália, Estados Unidos, Havaí, Indonésia, Taiti e Portugal. A “Beach Gourmet” funciona todos os dias, com o evento estando “ON” ou “OFF”.

Beach Gourmet. Foto: Adonay Gonçalves

OITAVAS DE FINAL: O Brasil ficou com oito surfistas nas oitavas de final do Oi Rio Pro apresentado por Corona. Na primeira bateria, Mateus Herdy vai reeditar a semifinal da etapa do México no ano passado que ele perdeu para o australiano Jack Robinson. Depois, vêm dois duelos 100% brasileiros, do nota 10 Caio Ibelli com Samuel Pupo e do campeão olímpico, Italo Ferreira, com Michael Rodrigues. Na quarta bateria, Miguel Pupo enfrenta o californiano Nat Young.

Caio Ibelli em ação. Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

Na quinta bateria teremos, Filipe Toledo com a lycra amarela de número 1 da WSL, contra o peruano Miguel Tudela. Filipe, somente perdeu uma bateria em Saquarema, em 2017, com três títulos de campeão nos 5 anos de história do Oi Rio Pro. Ele ganhou a primeira edição no Postinho da Barra da Tijuca e foi bicampeão nas duas últimas em Saquarema, em 2018 e 2019. Depois do líder do ranking, o último brasileiro a competir será Yago Dora, disputando a penúltima vaga para as quartas de final com o australiano Ethan Ewing.

Filipe Toledo em ação. Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

FEMININO: A primeira semifinal será entre a vice-líder do ranking, Johanne Defay, e Gabriela Bryan. Carissa Moore e Tatiana Weston-Webb, vão disputar a segunda vaga para a grande final do Oi Rio Pro apresentado por Corona em Saquarema.

Tatiana Weston-Webb junto a torcida brazuca em Saquarema. Foto: Thiago Diz – World Surf League

OI RIO PRO APRESENTADO POR CORONA EM SAQUAREMA:

BATERIAS DA PRÓXIMA CHAMADA:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 13.500 e 3.320 pontos:

1.a: Jack Robinson (AUS) x Mateus Herdy (BRA)
2.a: Caio Ibelli (BRA) x Samuel Pupo (BRA)
3.a: Italo Ferreira (BRA) x Michael Rodrigues (BRA)
4.a: Miguel Pupo (BRA) x Nat Young (EUA)
5.a: Filipe Toledo (BRA) x Miguel Tudela (PER)
6.a: Connor O`Leary (AUS) x Matthew McGillivray (AFR)
7.a: Ethan Ewing (AUS) x Yago Dora (BRA)
8.a: Callum Robson (AUS) x Jackson Baker (AUS)

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 40.000 e 6.085 pontos:

1.a: Johanne Defay (FRA) x Gabriela Bryan (HAV)
2.a: Carissa Moore (HAV) x Tatiana Weston-Webb (BRA)

RESULTADOS DA SEXTA-FEIRA NA PRAIA DE ITAÚNA:

SEGUNDA FASE – 9.o lugar com 2.610 pontos e US$ 13.500:

1.a: Carissa Moore (HAV) 8,50 x 8,33 Sol Aguirre (PER)
2.a: Isabella Nichols (AUS) 11,16 x 10,70 Stephanie Gilmore (AUS)
3.a: Johanne Defay (FRA) 8,90 x 7,10 Courtney Conlogue (EUA)
4.a: Lakey Peterson (EUA) 11,33 x 5,80 Brisa Hennessy (CRI)

SEGUNDA FASE – 17.o lugar com 1.330 pontos e US$ 12.125:

1.a: Miguel Tudela (PER) 14,30 x 12,60 Griffin Colapinto (EUA)
2.a: Caio Ibelli (BRA) 14,43 x 8,83 Jadson André (BRA)
3.a: Mateus Herdy (BRA) 16,00 x 12,90 Kanoa Igarashi (JPN)
4.a: Nat Young (EUA) 12,00 x 10,17 Jordy Smith (AFR)
5.a: Ethan Ewing (AUS) 13,67 x 13,57 João Chianca (BRA)
6.a: Samuel Pupo (BRA) 11,00 x 6,27 Kolohe Andino (EUA)
7.a: Callum Robson (AUS) 15,57 x 10,37 Gabriel Medina (BRA)
8.a: Matthew McGillivray (AFR) 11,40 x 10,53 Jake Marshall (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 20.000 e 4.745 pontos:

1.a: Johanne Defay (FRA) 9,43 x 8,10 Sally Fitzgibbons (AUS)
2.a: Gabriela Bryan (HAV) 8,94 x 8,33 Lakey Peterson (EUA)
3.a: Carissa Moore (HAV) 12,47 x 10,50 Caroline Marks (EUA)
4.a: Tatiana Weston-Webb (BRA) 11,40 x 4,50 Isabella Nichols (AUS)

Covid-19: A saúde e segurança dos atletas, staff e da comunidade local, são de extrema importância para a World Surf League, que trabalha em estreita colaboração com as autoridades de saúde locais, para implementar um robusto protocolo de segurança para todos, em relação ao Covid-19.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o www.worldsurfleague.com A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System. A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Mais informações sobre o surfe mundial no www.worldsurfleague.com e notícias em português no www.wsllatinamerica.com

O Oi Rio Pro Apresentado pela Corona tem os patrocínios da Oi, Corona, Havaianas, Oakley, Hydro Flask, Expedia, Banco do Brasil, BB Asset Management, Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Rio de Janeiro, Prefeitura de Saquarema, Enel, TikTok, 51 Ice, Localiza, Oakberry, Australian Gold, Pura Vida, NewOn (Grupo Prevent Senior), UniCesumar, BFGoodrich e EY.

Reportagem: João Carvalho – World Surf League (WSL)

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas