Michelob Ultra Pure Gold Rumble at the Ranch 2020 – Deu Brasil nas finais da volta das competições da WSL – Vejam o Vídeo

Publicado por AdrenaNews 327 views0

O Brasil continua dominando o surf mundial. No retorno das disputas da World Surf League (WSL) após a quarentena do coronavírus, Filipe Toledo foi o dono da festa neste domingo (9) no ‘Michelob Ultra Pure Gold Rumble at the Ranch 2020’. o evento especial em duplas na piscina de ondas criada pelo ícone Kelly Slater.

Filipe Toledo em ação. Foto: Kenny Morris – WSL

O evento especial em duplas na piscina de ondas criada pelo ícone Kelly Slater foi dominado por Toledo que fez parceria com a havaiana Coco Ho e na final superando a dupla que teve outra brasileira, Tatiana Weston-Webb, que também fez bonito na competição com a maior nota feminina, junto com o japonês Kanoa Igarashi.

Kelly Slater em ação. Foto: Kenny Morris – WSL

O outro brasileiro na disputa, Adriano de Souza surfou muito bem na competição chegando até as semis. Porém terminou em terceiro lugar junto com a americana Caroline Marks, sendo superado pela dupla Tatiana Weston-Webb junto com o japonês Kanoa Igarashi.

Adriano de Souza em ação. Foto: Kenny Morris – WSL

No sábado, no “aquecimento” para o evento principal Filipe já havia mostrado seu favoritismo com o primeiro lugar no individual e comemorado no domingo também em duplas garantindo a vitória com a maior nota, um 9,67, para somarem 16,24 (com o 6,57 da havaiana) contra 14,63 pela dupla Tatiana Weston-Webb junto com o japonês Kanoa Igarashi.

Tatiana Weston-Webb em ação. Foto: Kenny Morris – WSL

No total, foram 16 atletas competindo em duplas mistas. Entre eles, o próprio Slater que foi superado por Filipe na semifinal. Cada atleta surfava duas ondas, uma para direita e uma para a esquerda, somando a sua maior nota em cada fase. Para participarem, um grande esquema de segurança foi criado pela WSL, com testes do Covid-19 e isolamento antes das disputas.

Filipe Toledo e Coco Ho com seus troféus. Foto: Kenny Morris – WSL

“Estou amarradão. Foram dois dias irados. A gente teve a competição individual sábado e consegui levar essa e domingo foi em duplas, eu estava com a Coco, que quebrou também. A gente fez a final contra o Kanoa e a Tati, que também estavam surfando muito. Estou feliz de sair com a vitória. Primeiro campeonato depois de seis meses. Esse troféu vai para casa”, vibrou Filipe, quarto melhor do Mundo no ranking CT em 2019.

Na primeira fase do evento, Filipe foi o primeiro a surfar na piscina e logo em sua primeira onda, uma direita, caiu no início, tirando apenas 1.17, mas depois se recuperou com um 7,67, para Filipe e Coco Ho somarem 14.07 contra 11,34 dos americanos Kolohe Andino e Alyssa Spencer.

Coco Ho em ação. Foto: Kenny Morris – WSL

Na semifinal, Filipinho subiu o nível com um 8,93 e o placar foi de 15,96 sobre os 10.33 de Slater e Sage Erickson. Do outro lado, Kanoa e Tati também vinham surfando muito bem, com direito a notas muito boas, como o 9 do japonês e o 7,93 da brasileira, a maior entre as mulheres.

Na finalíssima, Coco garantiu um 6,57 na direita e um 4,5 na esquerda, enquanto que Tati fez 7,43 e 7,07, mas Filipe não sentiu a pressão e fez uma onda quase perfeita, com direito a dois aéreos, um deles muito alto, assegurando a melhor nota dos juízes mais uma vez no Surf Ranch (assim como ocorreu na estreia do local) na direita e depois um 5.17 na esquerda. Faltava só Kanoa na onda, precisando de um 8,81, mas errou nas duas apresentações, com 1.33 e um 7.20.

“Agora é voltar para casa, curtir a família, meus filhos. Eu amo ser pai. Amo meus filhos, amo o carinho que recebo e amo dar carinho e amo minha esposa”, declarou Filipe, falando em relação ao Dia dos Pais. “Sobre as competições ainda é meio incerto o futuro, até quando sair uma vacina ou quando esse vírus acabar, mas assim que voltar, estarei com todo o gás, o medo de perder não passa pela cabeça, só a sede de vitória de poder ir lá fazer o melhor, de colocar a lycra e competir, que é o que eu amo fazer”, completou.

VEJAM OS VÍDEOS ABAIXO:

View this post on Instagram

O Brasil continua dominando o surf mundial. No retorno das disputas da World Surf League (WSL) após a quarentena do coronavírus, Filipe Toledo foi o dono da festa neste domingo (9) no ‘Michelob Ultra Pure Gold Rumble at the Ranch’, o evento especial na piscina de ondas criada pelo ícone Kelly Slater. Ele fez dupla com a havaiana Coco Ho e na final superando a dupla que teve outra brasileira, Tatiana Weston-Webb, que também fez bonito na competição com a maior nota feminina, junto com o japonês Kanoa Igarashi. O outro brasileiro na disputa, Adriano de Souza ficou em terceiro lugar com a americana Caroline Marks, sendo superado pela dupla Tati e Kanoa. No sábado, no “aquecimento” para o evento principal, Filipe já havia comemorado o primeiro lugar individual em duplas garantiu a vitória com a maior nota, um 9,67, para somarem 16,24 (com o 6,57 da havaiana) contra 14,63 de Tati e Kanoa. Entrevista de Filipe logo após a vitória. Agradecimentos a Ananda Marçal pelo apoio. PARABÉNS FILIPE, TATI E ADRIANO. #brazilianstorm #brasilcampeao #filipecampeao #filipetoledo

A post shared by FMA Notícias (@fmanoticias) on

The Rumble at the Ranch – FINALS HIGHLIGHTS | Toledo & Coco VS Kanoa & Tati:

Resultados:

Final:

1: Coco Ho e Filipe Toledo (16.24)
2: Tatiana Weston-Webb e Kanoa Igarashi (14.63)

Semi-finais:

SF 1: Coco Ho e Filipe Toledo (15.96) versus Sage Erickson e Kelly Slater (10.33)
SF 2: Tatiana Weston-Webb e Kanoa Igarashi (16.50) versus Caroline Marks e Adriano de Souza (16.17)

Quartas de Finais:

QF 1: Coco Ho e Filipe Toledo (14.07) versus Alyssa Spencer e Kolohe Andino (11.34)
QF 2: Sage Erickson e Kelly Slater (14.32) versus Carissa Moore e Seth Moniz (13.70)
QF 3: Caroline Marks e Adriano de Souza (15.60) versus Kirra Pinkerton e Conner Coffin (10.20)
QF 4: Tatiana Weston-Webb e Kanoa Igarashi (16.03) versus Lakey Peterson e Griffin Colapinto (15.87)

O Michelob ULTRA Pure Gold Rumble at the Ranch 2020 foi realizado com o apoio das marcas Michelob ULTRA Pure Gold, Red Bull, Havaianas, Shiseido, Hydro Flask, CLIF, Jeep e José Cuervo.

Mais informações sobre eventos regionais – incluindo o CS, QS, Big Wave, Longboard, Pro Junior – serão disponibilizadas nas páginas de eventos regionais no WorldSurfLeague.com.

Para mais informações, visite o worldsurfleague.com/2021

Sobre o Kelly Slater Wave Company – O Kelly Slater Wave Company (KSWC), uma divisão da World Surf League (WSL), é uma empresa inovadora em tecnologia e experiência em ondas. O KSWC é a primeira empresa a desenvolver uma fórmula que combina ciência, engenharia e design de ponta, para criar a maior onda artificial de high performance existente e foi desenvolvido pelo onze vezes campeão mundial, Kelly Slater.

SOBRE A WSL – A World Surf League (WSL), criada em 1976, é a principal plataforma do surf e dos surfistas no mundo inteiro. A WSL está dedicada a mudar o mundo através do poder inspirador do surf, criando eventos, experiências e narrativas autênticas para inspirar a comunidade global a viver um lifestyle com dedicação, originalidade e entusiasmo. A World Surf League é uma organização global e sua sede principal é em Santa Monica, Estados Unidos, com escritórios regionais para a América do Norte, América Latina, Europa, África, Ásia, Australasia e Hawaii. A WSL tem uma profunda apreciação pela rica herança do surf, promovendo progressão, inovação e performance nos níveis mais altos do esporte. A WSL é composta por Circuitos e Eventos, celebrando os melhores surfistas do mundo em todas as modalidades, realizando anualmente mais de 180 campeonatos globais para coroar os campeões mundiais em todas as divisões; pela WSL WaveCO, onde a inovação encontra experiências inéditas; e pela WSL Studios, que oferece as melhores narrativas através das competições, lifestyle e conservação.

Reportagem:  Fábio Maradei – FMA e World Surf League (WSL)

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72