Maya Gabeira estabelece novo recorde mundial e vence o cbdMD XXL Biggest Wave Award – Vejam os Vídeos

Publicado por AdrenaNews 0

A World Surf League (WSL) anunciou que Maya Gabeira, foi a vencedora do prêmio cbdMD XXL Biggest Wave 2020, estabelecendo um novo recorde mundial para a maior onda já surfada por uma mulher.

Maya Gabeira em ação. Foto: Damien Poullenot – WSL

Como parte do Red Bull Big Wave Awards (BWA), o BWA validou a onda de Gabeira como nova conquista no GUINNESS WORLD RECORDS® para o título de Maior Onda Surfada – Sem Limites (Feminino).

“Esta onda foi durante o campeonato [WSL Nazaré Tow Surfing] e, apesar de achar que não sou uma pessoa competitiva, eu estava muito concentrada e mais corajosa do que o normal neste dia,” disse Gabeira. “Eu estava arriscando bem mais e, quando larguei a corda (do jetski), tive a sensação de que poderia ser a maior onda da minha vida, mas não tinha certeza. A velocidade era muito alta e o barulho que a onda fez quando quebrou, me fez perceber que esta era provavelmente a maior onda que surfei.”

A carioca Maya Gabeira aumentou o seu próprio recorde de 20,7 metros (68 pés) para 22,4 metros (73,5 pés). O feito foi conseguido no mesmo famoso local de ondas gigantes do recorde anterior, a Praia do Norte, em Nazaré, Portugal, no dia 11 de fevereiro de 2020, como parte do evento inaugural do Nazaré Tow Surfing Challenge da World Surf League. Embora as divisões masculina e feminina sejam separadas para esta categoria, a onda de Gabeira também ultrapassou o recorde masculino do cbdMD XXL Biggest Wave, que foi vencido por Kai Lenny (Paia, Havaí) e mediu 21 metros (70 pés).

“Este recorde mundial é realmente surpreendente porque o tamanho da onda foi mais alto até do que a onda do vencedor masculino, então isso significa que uma mulher surfou a maior onda do ano no geral,” disse Gabeira. “Isso, para mim, era algo que eu havia sonhado anos atrás, mas não como algo realista. Não houve representação para eu acreditar que era possível. Eu apenas pensei que era tão irreal, mas ver isso acontecer foi incrível. Esse é um esporte extremamente dominado pelos homens, então ter uma mulher capaz de representar isso é bastante raro.”

“Ainda é realmente difícil acreditar nisso. Uma mulher surfou a maior onda deste ano!” continuou Gabeira. “Estou muito feliz por mostrar que é possível uma mulher surfar a maior onda do ano. Assim que você vê aquela pessoa ali, é muito mais fácil. Gosto de fazer algo que parece tão impossível por causa do que pré-estabelecemos o que seja possível para o gênero. Quando é mostrado que é possível, fica mais fácil para o próximo. Quase não parece que era eu, mas amo o jeito que foi concretizado.”

“Estamos vivendo em um mundo totalmente diferente agora com o COVID-19”, completou Gabeira. “Sinto-me grata por ter vivido intensamente aquele início de ano e poder realizar algo no esporte que este ano tem sido muito desafiador para nós atletas. Por algum motivo de sorte, 2020 ainda significará muito para mim.”

Em uma das batalhas mais acirradas na história do BWA, a onda da Gabeira mediu apenas 2 a 3 pés a mais do que a onda surfada pela francesa, Justine Dupont no mesmo dia de competição, em 11 de fevereiro. A segunda onda indicada da Dupont foi no dia 13 de novembro de 2019, também em Nazaré, Portugal.

Apesar de estar a poucos centímetros do prêmio cbdMD XXL Biggest Wave de 2020 e do recorde mundial, Justine Dupont comemora uma temporada incrível com vitórias nas categorias Melhor Onda do Ano e Melhor Performance do Ano. Dupont, a jovem de 29 anos de Seignosse, França, é uma das mulheres mais respeitadas na história do surfe nas ondas grandes e vai continuar testando os limites em condições extremas.

“Essa onda foi muito especial e todos me disseram que ela espetacular. O formato, a filmagem de todos os ângulos e o tamanho. Tudo juntou para essa onda ser especial,” disse Dupont. “E ter toda a comunidade falando sobre ela assim foi uma grande recompensa. Não se trata de uma performance para uma mulher, mas sim para uma surfista. Ter o Kai (Lenny) e o Lucas (Chianca), os melhores da disciplina, falando que queriam surfar essa onda, e eu estava nela, me deixou muito feliz. Essa onda é especial, então receber o prêmio de Melhor Onda do Ano significa que eu tinha o melhor desempenho em uma onda gigante e eu consegui.”

As ondas submetidas para o prêmio cbdMD XXL Biggest Wave feminino da Dupont e Gabeira ficaram incrivelmente próximas de um possível recorde mundial. Com isso, a WSL considerou importante ter os dados revisados por uma equipe científica independente, como um ponto crítico de referência para a determinação da maior onda. A equipe incluiu membros da WaveCo Science, o Scripps Institution of Oceanography, a University of Southern California, e o Department of Aerospace and Mechanical Engineering.

A análise foi baseada em imagens de vídeo e foto, posicionamento de câmeras, parâmetros de lentes de câmeras e condições ambientais, incluindo marés, luz solar e configuração das ondas. As equações de colinearidade foram utilizadas para transformar as coordenadas das imagens em coordenadas reais com base em estimativas dos parâmetros geométricos, incluindo a altura do precipício em Nazaré. Além disso, pontos de referência fixos nas imagens, incluindo as alturas dos surfistas, as dimensões das pranchas de surfe e jet ski e as alturas estimadas de agachamento, foram utilizados nos cálculos científicos.

ASSISTAM AS IMAGENS NOS PLAYERS ABAIXO:

Lista completa dos premiados do Red Bull Big Wave Awards de 2020:

Melhor Onda do Ano
Justine Dupont (Seignosse, France) at Nazaré, Leiria, Portugal on February 11, 2020
Billy Kemper  (Haiku, Hawaii) at Jaws, Maui, Hawaii on January 23, 2020

cbdMD XXL Biggest Wave
Maya Gabeira (Rio de Janeiro, Brazil) at Nazaré, Leiria, Portugal on February 11, 2020
Kai Lenny (Paia, Hawaii) at Nazaré, Leiria, Portugal on February 11, 2020

Melhor Performance do Ano
Justine Dupont (Seignosse, France)
Kai Lenny (Paia, Hawaii)

Maior Onda na Remada
Paige Alms (Haiku, Hawaii) at Jaws, Maui, Hawaii on December 12, 2019
Eli Olson (Haleiwa, Hawaii) at Jaws, Maui, Hawaii on December 12, 2019

Pior Wipeout do Ano
Keala Kennelly (Honolulu, Hawaii) at Jaws, Maui, Hawaii on December 12, 2019

O 2020 Red Bull Big Wave Awards encerra oficialmente, após comemorar o melhor do surfe em ondas grandes no ano passado. Todas as ondas grandes surfadas ao redor do mundo neste período foram elegíveis para consideração em cinco categorias de prêmios: Melhor Onda do Ano, cbdMD XXL Maior Onda, Melhor Performance do Ano, Maior Onda na Remada do Ano e Pior Wipeout do Ano.

Os patrocinadores do Red Bull Big Wave Awards 2020 são Red Bull e cbdMD. 

SOBRE A WSL – A World Surf League (WSL), criada em 1976, é a principal plataforma do surf e dos surfistas no mundo inteiro. A WSL está dedicada a mudar o mundo através do poder inspirador do surf, criando eventos, experiências e narrativas autênticas para inspirar a comunidade global a viver um lifestyle com dedicação, originalidade e entusiasmo. A World Surf League é uma organização global e sua sede principal é em Santa Monica, Estados Unidos, com escritórios regionais para a América do Norte, América Latina, Europa, África, Ásia, Australasia e Hawaii. A WSL tem uma profunda apreciação pela rica herança do surf, promovendo progressão, inovação e performance nos níveis mais altos do esporte. A WSL é composta por Circuitos e Eventos, celebrando os melhores surfistas do mundo em todas as modalidades, realizando anualmente mais de 180 campeonatos globais para coroar os campeões mundiais em todas as divisões; pela WSL WaveCO, onde a inovação encontra experiências inéditas; e pela WSL Studios, que oferece as melhores narrativas através das competições, lifestyle e conservação.

Mais informações sobre eventos regionais – incluindo o CS, QS, Big Wave, Longboard, Pro Junior – serão disponibilizadas nas páginas de eventos regionais no WorldSurfLeague.com.

Para mais informações, visite o worldsurfleague.com/2021

Reportagem:  Gabriel Gontijo – WSL

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72