Maricá Surf Pro AM 2022 – Definidos os campeões amadores nas ondas de Jaconé.

Publicado por AdrenaNews 0

O domingo foram de ondas pesadas em Jaconé que definiram os campeões amadores do Maricá Surf Pro AM 2022.

Sunny Pires em ação. Foto: Gleyson Silva

As finais amadoras aconteceram em Jaconé, pois o palco principal da etapa, em Ponta Negra, ficou sem condições de surfe pelo segundo dia consecutivo. Com isso, a FESERJ foi ágil e novamente transferiu a etapa para outra praia de Maricá. O pico bombou novamente, dessa vez com algumas séries acima de 1,5 metro.

Sunny Pires foi o grande nome das finais amadoras do Maricá Surf Pro AM. O buziano marcou duas notas 9.00 pontos, uma na semi e outra na final da categoria Sub-18 masculina. Com a vitória ele embolsou R$ 2.500 mil. Paloma Olivero, também de Búzios, venceu a Sub-18 feminina e Lanay Thompson foi campeã duas vezes na etapa válida pelo Estadual Júnior do Rio.

Paloma Olivero em ação. Foto: Gleyson Silva

O buziano Sunny venceu as três baterias que disputou no dia. Na segunda participação, na semifinal, ele começou com 7.00 pontos e na terceira onda fez 9.00 para vencer com o segundo maior somatório de todo o Maricá Surf Pro AM 2022, atrás apenas do 17.37 conquistado pelo campeão profissional Cauã Costa.

O atleta chegou na final e na segunda onda fez duas manobras fortes de frontside para anotar outra nota 9.00 pontos, a segunda maior do evento. Depois ele marcou mais 4.90 e abriu larga vantagem para os adversários. Em segundo lugar ficou o baiano Rayan Fadul, em terceiro o saquaremense Rickson Falcão e em quarto Yan Sondahl.

“A final foi muito difícil. Altas ondas, mas com a maré muito cheia as séries ficaram demoradas. Graças a Deus eu consegui encaixar as manobras e estou muito feliz de ter vencido esse campeonato. Só quero agradecer aos meus patrocinadores e a minha família”, disse o campeão Sunny, que faturou R$ 2.500 mil.

Outro título do Maricá Surf Pro AM 2022 foi pra Búzios. Paloma Olivero quebrou o bico da prancha logo no início da bateria, mas voltou com o mesmo foguete para o outside e venceu a final. A atleta marcou 7.50 pontos, contra 6.75 da vice-campeã, a pernambucana Nicole Santos. Na terceira posição ficou Laiz Costa e na quarta Leticia Calleia.

“Pô, foi irado! Muita loucura, pois veio uma onda na beira, eu fiz ela até o final e quebrei o bico da prancha. Mas entrei novamente com ela, já que estava sem outra prancha, e tive que fazer o máximo com o bico quebrado. Deu tudo certo!”, contou Paloma, que faturou R$ 2.500 mil.

Outra surfista que se destacou nas finais do Maricá Surf Pro AM 2022 foi Lanay Thomspon, do Recreio dos Bandeirantes. Ela, que está no último ano da Sub-12, venceu a categoria e também a Sub-14. Na Sub-12 das meninas ela venceu com folga. Na Sub-14 ela teve mais dificuldade. Lanay abriu com 7.00 pontos conquistados com duas manobras, porém sofreu a virada de Sarah Ozório. Porém, quando restavam apenas quatro minutos para o fim, Lanay fez uma rasgada de frontside e reassumiu a liderança para não sair mais.

Lanay Thomspon em ação. Foto: Gleyson Silva

“Estou muito feliz de ter vencido duas categorias. Foi bem difícil, pois as meninas estão quebrando, surfando muito”, contou Lanay, que também falou sobre a onda nota 7.00 pontos. “Foi uma onda da série que deu pra dar duas manobras. Foi muito irada! Estou muito feliz que Deus mandou aquela onda pra mim”.

Entre os meninos da categoria Sub-12, deu João Peixoto. O surfista de Niterói estava em segundo lugar, atrás de Petrus Dantas, mas conquistou 6.40 pontos com duas manobras, foi para a primeira posição e venceu. Petrus foi o vice, Cauã Diniz o terceiro e Lui da Matta o quarto. “Foi emocionante (a final). Eu nunca tinha vencido na vida. Essa é a minha primeira vitória. Estou muito feliz! Eu consegui achar aquela onda (6.40), fui pra primeiro e conquistei a vitória”, comentou João.

Na Sub-14 masculina deu Nathan Hereda, surfista do Recreio dos Bandeirantes. Logo no início da final ele marcou 8.00 pontos depois de atacar uma junção pesada. João Victor Coutinho marcou 3.05 e 5.00 e se manteve no jogo, mas Nathan conquistou 5.50 para garantir o título. João ficou na segunda posição. Rafael Oberlander (3º) e Benjamin Martins (4º) completaram o pódio.

Nathan Hereda em ação. Foto: Gleyson Silva

“Aquela (junção) foi bem complicada, me esforcei muito pra voltar da manobra. O mar está bem difícil, mas dá pra achar ondas boas, só tem que esperar. É isso, dei o meu melhor, procurei as boas e deu certo”, falou Nathan.

O título da Sub-16 masculina foi pra Saquarema. Rickson Falcão, que ficou em terceiro lugar na Sub-18, foi o campeão. O atleta travou uma batalha contra o também saquaremense Rafael Lutfy. Rickson marcou 4.90 e 6.75 pontos para vencer com o somatório de 11.65 contra 11.15 de Rafael. Em terceiro ficou o cearense Guilherme Lemos e em quarto Gabriel Dantas.

Rickson Falcão em ação. Foto: Gleyson Silva

“Estou muito feliz com minha vitória aqui em Jaconé. Tem umas ondas boas, mas as condições estão difíceis, com mar balançado. Eu consegui achar as ondas, peguei as boas. Todo mundo surfou bem e o campeonato foi animal! Obrigado a todos que estavam na torcida!”, disse Rickson.

Entre as meninas da Sub-16 deu Sarah Ozório. A surfista do Recreio dos Bandeirantes acertou uma forte batida de frontside numa junção pesada, anotou 8.25 pontos e abriu larga vantagem no placar. A vitória foi com o somatório de 12.85, contra 4.75 da segunda colocada, Paloma Olivero. Leticia Calleia (3ª) e Sofia Tinoco (4ª) completaram a final.

Maricá Surf Pro AM 2022 – Estadual Júnior:

Sub-18 Masculino:

1 Sunny Pires 13.90 – R$ 2.500,00 + Prancha Oceanside
2 Rayan Fadul (BA) 9.35 – R$ 1.250,00
3 Rickson Falcão 9.25 – R$ 750,00
4 Yan Sondahl 5.75 – R$ 500,00

Sub-18 Feminino:

1 Paloma Olivero 7.50 – R$ 2.500,00 + Prancha Oceanside
2 Nicole Santos (PE) 6.75 – R$ 1.250,00
3 Laiz Costa 5.65 – R$ 750,00
4 Letícia Calleia 5.45 – R$ 500,00

Sub-16 Masculino:

1 Rickson Falcão 11.65
2 Rafael Lutfy 11.15
3 Guilherme Lemos (CE) 8.00
4 Gabriel Dantas 6.50

Sub-16 Feminino:

1 Sarah Ozório 12.85
2 Paloma Olivero 4.75
3 Letícia Calleia 2.60
4 Sofia Tinoco 1.50

Sub-14 Masculino:

1 Nathan Hereda 13.50
2 João Victor Coutinho 8.05
3 Rafael Oberlander 7.75
4 Benjamin Martins 6.00

Sub-14 Feminino:

1 Lanay Thomspon 10.50
2 Sarah Ozório 9.40
3 Sofia Tinoco 8.55
4 Leticia Calleia 7.75

Sub-12 Masculino:

1 João Peixoto 10.00
2 Petrus Dantas 6.60
3 Cauã Diniz 5.10
4 Lui da Matta 2.55

Sub-12 Feminino:

1 Lanay Thompson 9.50
2 Brenda Calazans 3.40
3 Eloah de Souza 2.05
4 Alice Calazans 0.30

Local:

1 Fernando Souza 6.60
2 Christiano Paiva 5.85
3 José Felipe 4.00
4 Dimitri Carvalho 2.45

O Maricá Surf Pro AM 2022 contou com o Patrocínio da Prefeitura Municipal de Maricá Apoio: Oceanside; Realização: Federação de Surfe do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) Homologação: Confederação Brasileira de Surf (CBSurf); Suporte: Associação de Surf e Bodyboard de Ponta Negra (ASBPN); Apoio institucional: Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (SUDERJ)

Reportagem: Carlos Matias

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas