Maricá Surf Pro AM 2022 – Começou com boas ondas as primeiras fases da Taça Brasil e do Estadual.

Publicado por AdrenaNews 0

Começou nesta terça-feira o Maricá Surf Pro AM 2022, no primeiro dia foram realizadas as primeiras fases das categorias profissionais masculina e feminina, válidas pela Taça Brasil da CBSurf e pelo Estadual da FESERJ. O pico de Ponta Negra, funcionou com boas ondas de um metro.

Ponta Negra, Maricá. Foto: Carlos Matias – Surf Tv

Destaque para Rafael Teixeira, que competiu na décima bateria da primeira fase masculina, marcando a maior nota e o maior somatório na etapa válida pela Taça Brasil da CBSurf, e pelo Estadual do Rio. O capixaba, fez sua estreia no evento com duas fortes manobras, que valeram 8.50 pontos, a maior nota do dia.

Rafael Teixeira em ação. Foto: Gleyson Silva

“Na verdade apareceu uma onda que não estava vindo antes. O mar está com boa formação, mas está fechando bastante, e eu consegui me conectar logo ali no início numa onda que abriu e eu pude executar duas manobras. E quando você começa com 8.50 você fica bem mais tranquilo na bateria. Então tive uma tranquilidade maior, consegui trocar notas, fiz um 5, fiz um 6, fiz outro 5 no final… Queria ter feito outro 8, outra onda boa, mas como eu falei, está meio difícil, está fechando. Mas é isso. Cheguei ontem (segunda-feira), peguei umas ondinhas boas, estava bem conectado, mas é apenas o primeira passo, temos um longo caminho pela frente”, comentou Rafael Teixeira que venceu com 14.67 pontos de somatório.

A segunda maior média do dia foi conquistada por Pedro Dib O paulista participou da 14ª bateria do Maricá Surf Pro AM 2022 e venceu com o somatório de 13.67 pontos (7.17 e 6.50).

Pedro Dib em ação. Foto: Gleyson Silva

“Tive uma bateria muito boa hoje. A bateria tinha grandes nomes, como o Gabriel (Klaussner) que é um grande amigo meu. A gente compete bastante junto no circuito profissional. Entrei numa sintonia muito boa com as ondas, num momento da maré cheia que as ondas da série estavam muito encaixadas. Consegui dois momentos pra esquerda, duas ondas sólidas que me consolidaram na liderança. Espero que nos próximos dias essa vala continue assim, com água azul, sol e que eu continue fazendo boas performances”, falou Pedro.

Outro destaque da terça-feira foi Daniel Adisaka. O paulista optou por surfar sozinho num pico à direita do palanque do Maricá Surf Pro AM 2022, enquanto os adversário ficaram mais próximos das pedras. Gabriel escolheu as direitas e voou com rotação. Na melhor decolagem ele marcou 7.33 pontos.

Daniel Adisaka em ação. Foto: Gleyson Silva

“Caí ali na estratégia de mandar os aéreos. Graças a Deus deu tudo certo, consegui pegar as ondas boas, a prancha está no pé também e estou amarradão. Amarradão com o evento, que está grande, irado, com muita gente boa. É isso, vamos com tudo”, falou Daniel.

Quem também fez bonito entre os homens foi Cauet Frazão. O cearense achou boas esquerdas, aplicou fortes manobras de backside e garantiu vaga na segunda fase da etapa. Na melhor apresentação ele fez uma rasgada e duas batidas para anotar 7.00 pontos.

“Foi uma bateria difícil, pois a galera surfa muito, o Odarci (Nonato) e o Pingo (Janninfer de Sousa). Graças a Deus fui iluminado com duas esquerdas boas. É isso, estou bem feliz e só quero agradecer a todos. O campeonato está irado e vamos para a próxima”, disse Cauet.

Feminino – As mulheres foram para a água logo após o término da primeira fase masculina. Todas as oito baterias do Round 1 foram realizadas e quem se destacou foi Diana Cristina. A “Tininha” chegou no final da sexta bateria feminina na primeira posição, mas ainda teve tempo de executar duas manobras em sequência e marcar a 8.33 pontos, a segunda maior nota do dia.

Diana Cristina em ação. Foto: Gleyson Silva

“Estou voltando aos poucos. Essa nova geração aí está dando bastante trabalho, mas estou aqui pra competir, dar meu melhor e espero que dê tudo certo. A onda está bem difícil com esse vento, mas graças a Deus consegui achar aquela onda ali e avancei. Seguimos para as próximas”, disse Diana.

Larissa dos Santos também marcou uma nota no critério excelente. Ela fez três manobras de frontside a marcou 8.00 pontos para vencer a quinta bateria feminina do Maricá Surf Pro AM 2022.

Larissa dos Santos em ação. Foto: Gleyson Silva

“Estou muito feliz pela minha performance. Só tenho que agradecer primeiramente a Deus por ter me enviado boas ondas. Estou surfando com alegria como sempre, e é isso, vamos com essa energia para as próximas, com pensamento positivo. As meninas estão surfando muito, estão de parabéns. A bateria foi muito disputada no começo, mas deu tudo certo. Estou feliz! Agradeço a todo mundo, a minha família e a todos que estão na torcida”, comentou Larissa.

Próxima chamada: A próxima chamada para o Maricá Surf Pro AM 2022 acontece nesta quarta-feira (27), às 7h30 para um possível início às 8h (de Brasília). Só serão realizadas baterias masculinas da categoria profissional.

Ao vivo – As disputas do Maricá Surf Pro AM 2022 são transmitidas ao vivo pelo canal da CBSurf no Youtube. https://www.youtube.com/c/CBSurfPLAY

Round 1 Masculino:

1 Paulo Junior (RJ) , Floriano Pinheiro (RJ), Lucas Chianca (RJ) W.O.

2 Ben Borges (RJ) 8.77, Daniel Templar (RJ) 8.44, Guilherme Lemos (CE) 7.74, Derek Plachi (SC) W.O.

3 Luan Wood (SC) 9.44, Claudio Freitas (RJ) 8.57, Igor Shibata (RJ) 7.57, Guilherme Fernandes (SP) W.O.

4 Cauet Frazão (RJ) 13.00, Janninfer de Sousa (CE) 8.93, Odarci Nonato (SP) 6.77

5 Vicente Ferreira (RJ) 10.00, Yan Sondhal (RJ) 9.37, Marcell Neves (SP) 9.00

6 Igor Moraes (SP) 11.83, Caio Knappi (RJ) 8.00, Yan Campos (RJ) 5.23

7 Wesley Dantas (SP) 10.24, Pedro Amorim (RJ) 9.34, Matheus Faria (RJ) 7.60, Marcio Freitas (CE) 4.34

8 Daniel Adisaka (SP) 13.23, Leo Andrade (BA) 9.06, Arthur Assis (RJ) 8.83

9 Jonatha Santos (RN) 11.06, Raphael Reis (RJ) 6.77, Daniel Domingos (RJ) 4.17

10 Rafael Teixeira (ES) 14.67, Diego Brígido (RJ) 9.17, Matheus Guimarães (RJ) 2.83, Guilherme Carvalho (ES) W.O.

11 Fernando Junior (SP) 10.50, Jeronimo Barros (BA) 8.83, João Cypriano (ES) 6.70

12 Luciano Brulher (SP) 9.54, Vitor Ferreira (RJ) 8.80, Juninho Malta (RJ) 8.20

13 Raoni Monteiro (RJ) 12.33, Sunny Pires (RJ) 11.40, Felipe Oliveira (SP) 8.73

14 Pedro Dib (SP) 13.67, Gabriel Klaussner (SP) 11.00, Pedro Martins (RJ) 7.63, Rayan Fadul (BA) 6.47

15 Luan Carvalho (SP) 10.50, Renan Rodrigues (SP) 9.83, Rickson Falcão (RJ) 8.84, Luis Henrique Lira (RJ) 7.03

16 Mathias Ramos (CE) 12.13, José Francisco (SC) 11.94, Lucas Pires (RN) 10.00

Round 2:

1 Luel Felipe (PE), Valentin Neves (RJ), Paulo Junior (RJ), Daniel Templar (RJ)

2 Leonardo Barcelos (SC), Luiz Mendes (SC), Ben Borges (RJ), Floriano Pinheiro (RJ)

3 Davi Sobrinho (CE), Kalany Ratto (RJ), Luan Wood (SC), Janninfer de Sousa (CE)

4 Marcos Alves (CE), Anderson Silva Pikachu (RJ), Cauet Frazão (RJ), Claudio Freitas (RJ)

5 Ivan Silva (PE), Samuel Igo (PB), Vicente Ferreira (RJ), Caio Knappi (RJ)

6 Caetano Vargas (SC), Pedro Neves (RJ), Igor Moraes (SP), Yan Sondahl (RJ)

7 Pedro Rian Lima (CE), Hizunome Bettero (SP), Wesley Dantas (SP), Leo Andrade (BA)

8 Kaua Hanson (PB), Ayrton Dylan (RJ), Daniel Adisaka (SP), Pedro Amorim (RJ)

9 Amando Tenorio (AL), Lucas Ribas (RJ), Jonatha Santos (RN), Diego Brígido (RJ)

10 Diego Santos (BA), Flavio Galini (BA), Rafael Teixeira (ES), Raphael Reis (RJ)

11 Ricardo Kjellin (RS), Leandro Bastos (RJ), Fernando Junior (SP), Vitor Ferreira (RJ)

12 Gabriel Farias (PE), Theo Fresia (RJ), Luciano Brulher (SP), Sunny Pires (RJ)

13 Rafael Venuto (CE), Cauã Costa (RJ), Raoni Monteiro (RJ), Gabriel Klausnner (SP)

14 Lucas Bezerra (CE), Matheus Silva (CE), Pedro Dib (SP), Sunny Pires (RJ)

15 Willyam Feiden (AL), Douglas Noronha (SP), Luan Carvalho (SP), José Francisco (SC)

16 Douglas Silva (PE), José Eduardo (RJ), Mathias Ramos (CE), Renan Rodrigues (SP)

Round 1 Feminino:

1 Nicole Santos (PE), Natalie Plachi (SC), Mariana Areno (RJ) W.O.

2 Yanca Costa (RJ) 11.77, Ariane Gomes (CE) 6.97, Yasmin Dias (SC) 6.17, Luara Thompson (RJ) 2.60

3 Tais de Almeida (RJ) 10.17, Tainara Vieira (CE) 8.13, Kemily Sampaio (SP) 6.50, Luana Paes (RJ) 1.90

4 Julia Santos (SP) 10.93, Kayane Reis (RJ) 8.67, Aysha Ratto (RJ) 5.50

5 Larissa dos Santos (CE) 13.33, Monik Santos (PE) 7.57, Sarah Ozório (RJ) 4.93

6 Diana Cristina (PB) 13.33, Sofia Tinoco (RJ) 7.64, Leticia Cavalcante (CE) 4.30, Leticia Calleia (RJ) 3.63

7 Silvana Lima (CE) 10.00, Juliana dos Santos (CE) 9.23, Vitoria Carneiro (CE) 6.90, Laiz Costa (RJ) 6.16

8 Julia Duarte (RJ) 11.83, Potira Castaman (BA) 5.00, Paloma Pardo (RJ) 3.97

Round 2:

1 Nicole Santos (PE), Ariane Gomes (CE), Tais Almeida (RJ), Kayane Reis (RJ)

2 Yanca Costa (RJ), Natalie Plachi (SC), Julia Santos (SP), Tainara Vieira (CE)

3 Larissa dos Santos (CE), Sofia Tinoco (RJ), Silvana Lima (CE), Potira Castaman (BA)

4 Diana Cristina (PB), Monik Santos (PE), Julia Duarte (RJ), Juliana dos Santos (CE)

Ficha Técnica:

Evento: Maricá Surf Pro AM 2022

Local: Praia de Ponta Negra – Maricá (RJ)

Data: CBSurf Taça Brasil/Estadual Profissional: 26 a 29 de julho de 2022

Categorias Taça Brasil: Profissional Masculino | Profissional Feminino

Nível Profissional: 7A (CBSurf Taça Brasil) e 5A (FESERJ)

Premiação Profissional:

Premiação Masculina: Total – R$ 50.000,00

Premiação Feminina: Total – R$ 50.000,00

O Maricá Surf Pro AM 2022 conta com o Patrocínio da Prefeitura Municipal de Maricá Apoio: Surfland, Fuwax, Silverbay; Realização: Federação de Surfe do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) Homologação: Confederação Brasileira de Surf (CBSurf); Suporte: Associação de Surf e Bodyboard de Ponta Negra (ASBPN); Apoio institucional: Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (SUDERJ)

Estadual Júnior: O Maricá Surf Pro AM 2022 também terá disputas amadoras, num evento válido pelo Estadual Júnior do Rio de Janeiro. Dez mil reais de premiação estão em jogo entre os juniores, além de pranchas Oceanside, blocos e acessórios para as demais categorias amadoras. Todas as categorias do Estadual da FESERJ têm igualdade de premiação entre gêneros.

Inscrições até está quarta-feira (27) – Os surfistas amadores serão distribuídos nas categorias Sub-18, Sub-16, Sub-14 e Sub-12 (masculino e feminino). As inscrições terminam nesta quarta-feira (27) e devem ser feitas exclusivamente junto à FESERJ (como em todas as etapas do ano) via PIX, depósito na boca do caixa ou transferência bancária TED/TEF. DOC e depósito em caixa eletrônico não serão aceitos.

Dados bancários:

Banco: Itaú
Agência: 4.074
Conta corrente: 14.333-2
CNPJ: 01.920.708/0001-23 (chave PIX)
Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro – FESERJ

Valor: Sub-18 | Sub-16 | Sub-14 | Sub-12 (masculino e feminino): R$ 100,00 (Cem reais)

O comprovante deve ser enviado por e-mail para contato@feserj.org.br junto com o nome do atleta e a sua categoria. A inscrição só estará confirmada após a resposta da FESERJ por e-mail.

Premiação: A categoria Sub-18 (Masculino e Feminino) terá premiação em dinheiro, e as demais terão pranchas Oceanside, blocos e acessórios (deck, leash, capa etc).

Campeão: R$ 2.500,00 + Prancha Oceanside
Vice-campeão: R$ 1.250,00
3º: R$ 750,00
4º: R$ 500,00

Almoço de cortesia: Todos os atletas inscritos no evento terão direito a almoço de cortesia na tenda de alimentação, um oferecimento da Prefeitura de Maricá durante o Maricá Surf Pro AM 2022.

Data e local: A competição amadora poderá ser iniciada na sexta-feira (29), porém é mais provável que seja inteiramente realizada no final de semana (30 e 31), em Ponta Negra, Maricá. O cronograma será divulgado na quinta-feira (28).

Festival: De 28 a 31 de julho será realizado em Ponta Negra, integrado ao Maricá Surf Pro AM 2022, o ART&BIER – Festival da Cerveja Artesanal. Um evento que irá reunir gastronomia, shows (bandas de rock) e diversão no mesmo local, sendo um atrativo a mais para quem vier participar da nossa competição.

O Maricá Surf Pro AM 2022 conta com o Patrocínio da Prefeitura Municipal de Maricá Apoio: Oceanside; Realização: Federação de Surfe do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) Homologação: Confederação Brasileira de Surf (CBSurf); Suporte: Associação de Surf e Bodyboard de Ponta Negra (ASBPN); Apoio institucional: Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (SUDERJ)

Reportagem: Carlos Matias

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas