Hurley Pro Sunset Beach apresentado por Shiseido – Quinta-feira dedicada ao surf feminino – Assistam ao vídeo!

Publicado por AdrenaNews 0

A quinta-feira foram com ondas de 6-10 pés em Sunset Beach, dedicado ao surf feminino pelo Hurley Pro Sunset Beach apresentado por Shiseido. Acessem ao link abaixo com o vídeo dos melhores momentos. Próxima chamada, sexta-feira às 7h50 no Havaí, 14h50 no Brasil.


Malia Manuel em ação. Foto: Brent Bielmann – World Surf League

ASSISTAM AO VÍDEO CLICANDO NO PLAYER ABAIXO:

Highlights Day 3 | Rookies Light Up Hurley Pro Sunset Beach:

O Hurley Pro Sunset Beach apresentado por Shiseido pode ser encerrado nesta sexta-feira, com transmissão ao vivo pelo Sportv e pelo WorldSurfLeague.com. A primeira chamada será as 7h50 no Havaí, 14h50 no Brasil. O último dia deve começar pelas quartas de final masculinas.

A nova geração surpreendeu as favoritas nesta quinta-feira e uma nova líder do ranking será definida na grande final do Hurley Pro Sunset Beach apresentado por Shiseido. Quem vencer, vestirá a lycra amarela de número 1 do World Surf League Championship Tour na próxima etapa, em Portugal. A primeira semifinal será havaiana, entre Malia Manuel de 28 anos e a estreante na elite, Gabriela Bryan, 19 anos. Na outra, a costa-ricense Brisa Hennessy, 22, enfrenta outra novata no CT, Bettylou Sakura Johnson, de apenas 16 anos de idade.

Brisa Hennessy em ação. Foto: Tony Heff – World Surf League

As quartas de final masculinas terão, Caio Ibelli entrando na primeira bateria com o havaiano Ezekiel Lau. A segunda será 100% havaiana, entre Seth Moniz defendendo a liderança do ranking contra um concorrente direto, Barron Mamiya. Depois, tem o australiano Ethan Ewing contra um novato na elite, Jake Marshall, dos Estados Unidos. E a última quarta de final é a única com surfistas que já venceram etapas do CT, o japonês Kanoa Igarashi e o australiano Jack Robinson.

Nas semifinais femininas, nenhuma delas tem vitória na divisão principal da World Surf League. A quinta-feira foi um dia de muitas surpresas. As seis surfistas que se classificaram para a elite do CT 2022, pelo ranking de acesso do Challenger Series, conquistaram as seis últimas vagas para as quartas de final. Apenas a primeira bateria ficou formada por duas surfistas tops do ano passado, a francesa Johanne Defay e a havaiana Malia Manuel, que barrou a bicampeã mundial e última vencedora de uma etapa do CT em Sunset Beach em 2010, Tyler Wright.

Johanne Defay em ação. Foto: Brent Bielmann – World Surf League

NOVATAS BARRAM FAVORITAS: A série de vitórias das novatas na elite, começou com a jovem havaiana Luana Silva, 17 anos, que é filha de pai e mãe brasileiros, que após se derrotada por suas adversárias no primeiro round, venceu sua bateria no segundo round eliminatório.

Luana Silva em ação. Foto: Brent Bielmann – World Surf League

Não satisfeita Luana ainda derrotou a vice-campeã mundial do ano passado, a brasileira, Tatiana Weston-Webb, na terceira bateria das oitavas de final. Na quarta, outra estreante do Havaí, Gabriela Bryan, barrou a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore.

Tatiana Weston-Webb em ação. Foto: Brent Bielmann – World Surf League

No duelo seguinte, a australiana Molly Picklum, 19 anos, eliminou a pentacampeã Carissa Moore. E mais duas estreantes no CT, superaram duas vice-campeãs mundiais nos últimos confrontos das oitavas de final. India Robinson, 21 anos, ganhou o duelo australiano com Sally Fitzgibbons e Bettylou Sakura Johnson barrou a norte-americana Lakey Peterson.

Molly Picklum em ação. Foto: Brent Bielmann – World Surf League

RECORDE BATIDO: As meninas deram um show nas grandes ondas de Sunset Beach, recebendo sete notas no critério excelente do julgamento, acima de 8. Já o recorde de pontos do CT 2022, os 14,67 da Carissa Moore no Billabong Pro Pipeline, foi superado sete vezes no mar pesado da quinta-feira. A nova recordista é Courtney Conlogue, que atingiu 16,27 pontos com notas 9,10 e 7,17 na sua estreia no Hurley Pro Sunset Beach apresentado por Shiseido. A norte-americana depois foi barrada na primeira oitava de final, quando a francesa Johanne Defay registrou a segunda maior somatória feminina do ano no Havaí, 15,73 pontos.

Courtney Conlogue em ação. Foto: Tony Heff – World Surf League

Quem também se destacou foi Gabriela Bryan. Ela totalizou 15,27 pontos na bateria mais disputada do dia, o duelo havaiano de novatas no CT pelas quartas de final. Luana Silva destruiu sua primeira onda e recebeu a segunda maior nota do campeonato, 8,83. Mas, Gabriela também massacrou uma onda, para somar 8,27 com 7,00 e seguir para enfrentar Malia Manuel na briga pela primeira vaga na grande final do Hurley Pro Sunset Beach.

Gabriela Bryan em ação. Foto: Tony Heff – World Surf League

“Nossa, eu estou muito feliz”, disse Gabriela Bryan. “A Luana (Silva) é uma grande amiga minha, uma das minhas melhores amigas no Tour. É sempre chato enfrentar uma amiga, mas surfamos nosso melhor lá fora. Agora vai ter um duelo superbom também com a Malia (Manuel). Eu sempre admirei a Malia minha vida toda aqui no Havaí. Ela é uma das minhas maiores inspirações, então certamente vai ser muito divertido disputar uma bateria com ela”.

MAIORES PONTUAÇÕES: Gabriela Bryan já ocupava a terceira posição na lista das maiores pontuações do ano, com os 14,93 que conseguiu na repescagem. Mais três surfistas superaram os 14,67 pontos da Carissa Moore em Pipeline, Bettylou Sakura Johnson com 14,84 na sua estreia em Sunset Beach, India Robinson com 14,77 nas oitavas de final e Brisa Hennessy, que igualou esses 14,77 pontos contra a australiana Molly Picklum nas quartas de final.

India Robinson em ação. Foto: Tony Heff – World Surf League

Brisa Hennessy representou a Costa Rica na estreia do surfe nas Olimpíadas e vai disputar a segunda semifinal do Hurley Pro Sunset Beach apresentado por Shiseido com a mais jovem integrante do CT, Bettylou Sakura Johnson. A havaiana de apenas 16 anos, venceu o outro duelo de novatas na elite com a australiana India Robinson, que fechou a quinta-feira no Havaí.

Bettylou Sakura Johnson em ação. Foto: Brent Bielmann – World Surf League

“Eu estou exausta, mas super empolgada por chegar nas semifinais”, disse Bettylou Sakura Johnson. “Foi um dia longo e eu acho que começar a temporada em casa está sendo muito bom. Você conhece melhor as ondas, o mar, sabe exatamente o que fazer dentro d´água. O jogo fica meio que na sua mão, então você consegue surfar mais tranquila”.

PRÓXIMAS BATERIAS DO HURLEY PRO SUNSET BEACH:

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 16.000 e 4.745 pontos:

1.a: Caio Ibelli (BRA) x Ezekiel Lau (HAV)
2.a: Seth Moniz (HAV) x Barron Mamiya (HAV)
3.a: Ethan Ewing (AUS) x Jake Marshall (EUA)
4.a: Kanoa Igarashi (JPN) x Jack Robinson (AUS)

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 25.000 e 6.085 pontos:

1.a: Malia Manuel (HAV) x Gabriela Bryan (HAV)
2.a: Brisa Hennessy (CRI) x Bettylou Sakura Johnson (HAV)

RESULTADOS DA QUINTA-FEIRA NO HAVAÍ:

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 16.000 e 4.745 pontos:

1.a: Malia Manuel (HAV) 11,67 x 10,06 Johanne Defay (FRA)
2.a: Gabriela Bryan (HAV) 15,27 x 14,33 Luana Silva (HAV)
3.a: Brisa Hennessy (CRI) 14,77 x 13,16 Molly Picklum (AUS)
4.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) 9,16 x 5,40 India Robinson (AUS)

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 13.000 e 2.610 pts:

1.a: Johanne Defay (FRA) 15,73 x 7,83 Courtney Conlogue (EUA)
2.a: Malia Manuel (HAV) 14,33 x 11,77 Tyler Wright (AUS)
3.a: Luana Silva (HAV) 12,50 x 10,34 Tatiana Weston-Webb (BRA)
4.a: Gabriela Bryan (HAV) 13,16 x 12,44 Stephanie Gilmore (AUS)
5.a: Molly Picklum (AUS) 13,03 x 11,20 Carissa Moore (HAV)
6.a: Brisa Hennessy (CRI) 12,34 x 10,27 Isabella Nichols (AUS)
7.a: India Robinson (AUS) 14,77 x 11,33 Sally Fitzgibbons (AUS)
8.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) 12,10 x 10,23 Lakey Peterson (EUA)

SEGUNDA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=17.o lugar com US$ 10.000 e 1.045 pts:

1.a: 1-Luana Silva (HAV)=12.30, 2-Stephanie Gilmore (AUS)=11.33, 3-Moana Jones Wong (HAV)=10.74
2.a: 1-Gabriela Bryan (HAV)=14.93, 2-Isabella Nichols (AUS)=10.77, 3-Bronte Macaulay (AUS)=2.17

PRIMEIRA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=Segunda Fase:

1.a: 1-Molly Picklum (AUS)=12.50, 2-Johanne Defay (FRA)=11.67, 3-Gabriela Bryan (HAV)=9.27
2.a: 1-Malia Manuel (HAV)=14.00, 2-Tatiana Weston-Webb (BRA)=9.40, 3-Bronte Macaulay (AUS)=9.20
3.a: 1-Bettylou Sakura Johnson (HAV)=14.84, 2-Carissa Moore (HAV)=11.43, 3-Moana Jones Wong (HAV)=11.34
4.a: 1-Brisa Hennessy (CRI)=13.04, 2-Sally Fitzgibbons (AUS)=13.00, 3-Luana Silva (HAV)=7.84
5.a: 1-Courtney Conlogue (EUA)=16.27, 2-Lakey Peterson (EUA)=10.00, 3-Isabella Nichols (AUS)=6.00
6.a: 1-Tyler Wright (AUS)=14.43, 2-India Robinson (AUS)=9.50, 3-Stephanie Gilmore (AUS)=5.84

COVID-19: A saúde e segurança dos atletas, funcionários e da comunidade local, são de extrema importância para a World Surf League, que trabalha em estreita colaboração com as autoridades de saúde locais, para implementar um protocolo mais completo possível para a proteção de todos em relação ao COVID-19. Os procedimentos incluem triagem antes do evento, testes contínuos e controle para a circulação mínima de pessoas no local da competição.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System.

A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

TRANSMISSÃO AO VIVO: O Hurley Pro Sunset Beach apresentado por Shiseido será realizado com apoio da Hurley, Shiseido, Red Bull, Oakley, Hydro Flask, Havaianas, Expedia, Flying Embers, Pura Vida, Spectrum Hawaii, 805 e Da Fin. O prazo desta segunda etapa do World Surf League Championship Tour 2022 vai até 23 de fevereiro no Havaí mas pode terminar nesta sexta-feira, com o último dia sendo transmitido ao vivo pelo WorldSurfLeague.com, pelo WSL app, e também pelos canais Sportv no Brasil.

Mais informações sobre o surfe mundial no www.worldsurfleague.com e notícias em português no www.wsllatinamerica.com 

Reportagem: João Carvalho – World Surf League

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas