Hang Loose Surf Attack – Etapa Final na Praia de Juquehy, em São Sebastião

Publicado por AdrenaNews 341 views0

Depois de 14 anos, a Praia de Juquehy, em São Sebastião, retorna ao calendário do Hang Loose Surf Attack, com a 4ª e decisiva etapa do ranking nos dias 25 a 27 deste mês.

Murillo Coura em ação. Foto: Munir El Hage

A última vez que o local recebeu o Circuito Paulista das categorias de base foi em 2005 e naquela ocasião um dos destaques foi Filipe Toledo, sendo bicampeão estadual ainda na petit (10 anos para baixo). Na época, atletas que hoje brilham na elite mundial iniciavam suas carreiras e já se destacavam no Hang Loose Surf Attack, considerado uma “escola de competição na prática”, como Miguel Pupo, Gabriel Medina, Jadson André, Caio Ibelli, Jessé Mendes e Deivid Silva. “Decidimos realizar duas etapas em São Sebastião, por ser a cidade que foi campeã em 2018, e escolhemos Juquehy porque recebe mais ondulação nesse período”, afirma o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério.

Ele lembra um momento marcante do campeonato, realizado Juquehy, com a primeira transmissão ao vivo pela internet das disputas. “Utilizamos uma antena por satélite. A praia tem história”, ressalta Silvério, também citando a presença ilustre do ícone Tom Carrol, em 2004, prestigiando os atletas da nova geração. “Com certeza, esperamos outro grande evento. Tivemos boas disputas em Juquehy e a expectativa é de uma final muito disputada”, comenta.

Com 31 anos de história, o Circuito segue revelando e formando talentos. Entre os principais nomes atuais está Ryan Kainalo, de Ubatuba, que já garantiu seu sexto título paulista este ano, na etapa anterior, sendo o melhor da iniciante (sub14). Quem também levantou o troféu por antecipação foi o sebastianense Murillo Coura na estreante (12 anos para baixo).

Ryan Kainalo em ação. Foto: Munir El Hage

Nesta última etapa dois atletas que acabam de comemorar os títulos brasileiros podem ampliar a festa confirmando novas conquistas no Hang Loose e praticamente surfando em casa. Sophia Medina, na feminina, e Caio Costa, na júnior (sub18), ambos da vizinha Maresias, podem ser campeões antes mesmo das finais, dependendo dos resultados dos rivais.

Sophia Medina em ação. Foto: Munir El Hage

Na mirim (no máximo 16 anos), o catarinense Heitor Mueller também garantiu o título por antecipação (em 2017 faturou a iniciante), mas como é de outro estado, Caio e Diego Aguiar, de Ubatuba, estão na briga para ver quem será o campeão paulista. Os três atletas também aparecem entre os primeiros na categoria acima, a júnior, confirmando grandes fases nas carreiras.

Heitor Mueller em ação. Foto: Munir El Hage

Já na petit, o paranaense Anuar Chiah está muito próximo do bicampeonato do Circuito e o ubatubense Kailani Rennó é seu principal adversário e querendo o bi paulista. Entre as cidades, São Sebastião venceu as três etapas e pode comemorar o segundo título seguido. Fora do mar, a garotada também tem diversão garantida, com as brincadeiras, gincanas e jogos nas tendas junto ao palanque.

Anuar Chiah em ação. Foto: Munir El Hage

Líder isolado da categoria júnior (sub18), uma acima da sua faixa etária, Caio Costa pode comemorar mais um título no Hang Loose Surf Attack mesmo estando em outro país. Isso porque ele garantiu o título brasileiro sub16 e a vaga na seleção que disputará o ISA World Junior Surfing Championship, nos Estados Unidos, e não poderá estar no Paulista.

Caio Costa em ação. Foto: Munir El Hage

Caio embarca para o Mundial em Huntington Beach, na Califórnia, no dia 22. Com duas vitórias e um quinto lugar, ele só não será declarado campeão se Daniel Adisaka vencer o evento. Nesse caso, os dois empatarão na pontuação, somando três etapas, e a definição será no quarto resultado.

Dessa forma, Caio Costa, apontado como uma das grandes promessas da nova geração tem a chance de garantir dois importantes troféus praticamente ao mesmo tempo e em dois países distintos, o Paulista sub18 e o Mundial sub16. Independente do que acontecer, Caveirinha, como é conhecido, comemora a excelente fase.

“Estou empolgado, é uma grande oportunidade poder representar o Brasil. Venho treinando muito e estou bem confiante. Será meu primeiro Mundial”, afirma. “Sei que tenho a chance no Hang Loose Surf Attack, mas vou me concentrar ao máximo no evento de lá”, confessa o atleta, feliz também com o título brasileiro este ano. “Foi um grande feito e agora estou treinando mais ainda para dar meu melhor lá”, comenta.

Caio Costa, comemorando mais uma vitória. Foto: Munir El Hage

“Não é fácil, como nunca foi, porém sigo focado nos meus objetivos e dando meu melhor nos treinos ou nas competições”, afirma o atleta, que se inspira em dois grandes ídolos brasileiro desta geração, Gabriel Medina, com quem convive mais em Maresias, onde mora, e Filipe Toledo. “Além do velho mais sinistro Kelly Slater (risos)”, completa o surfista de 15 anos, que tem apoios de Savannah Steak House e Espaço Laser.

Ele também enaltece a chance de erguer mais um troféu no Hang Loose Surf Attack, que define os campeões paulistas de base há 31 anos e já revelou nomes como Adriano de Souza, Gabriel Medina e Filipe Toledo. “O Hang Loose e um campeonato de nível brasileiro, que muitos nomes de ponta já passaram. Então ganhar uma categoria acima da minha seria bem interessante”, argumenta o atleta de São Sebastião, que já foi campeão paulista estreante (sub12) e iniciante (sub14).

Mesmo sendo o melhor do País na temporada na categoria acima da sua, e também com a chance de ser campeão no Hang Loose Surf Attack e no ISA Championship, Caio enfrenta a falta de um patrocinador principal. A expectativa é que esse cenário seja revertido e logo, para que ele possa seguir seus planos futuros, de ganhar experiência no Qualifying Series (QS) e no Pro Júnior.

O Hang Loose Surf Attack 2019 tem os patrocínios de Sthill, Super Tubes, Surf Trip, Kyw, Overboard Action Sports Store, Hot Water, Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura Municipal de São Sebastião, Associação de Surf de São Sebastião (ASSS), Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA Notícias. Organização da Federação Paulista de Surf.

Tenha lindas artes exclusivas
mag72