Circuito Sculp APGS de Surf 2021 – Como foi o Sábado na Praia do Boqueirão

Publicado por AdrenaNews 0

Atletas da Praia Grande se destacaram no 1º dia do Circuito Sculp APGS de Surf 2021, e o surfe adaptado abrilhantou o evento no sábado.

Vini Palma em ação. Foto: Victor Surflines

Em condições difíceis, com ondas na casa de meio metro, os atletas tiveram que exibir técnica e experiência nas ondas da Praia do Boqueirão. Kemily Sampaio e Vini Palma, atletas da Praia Grande, foram os grandes destaques na abertura do 6º Circuito APGS de Surf 2021, neste sábado (16/10), apresentado e patrocinado pela Sculp Construtora e Incorporadora, na Praia do Boqueirão. Este é o primeiro grande evento da Associação Praia Grande de Surf (APGS) após o relaxamento da quarentena, com homologação da Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf).

Kemily Sampaio em ação. Foto: Victor Surflines

A sufista Kemily Sampaio ao vencer na categoria Sub18 está mais próxima do seu terceiro título municipal. Já a grande promessa do surfe, o jovem Vini Palma, mostrou que conhece bem as ondas da Praia Grande após garantir três títulos de campeão. E, os surfistas que fizeram a apresentação do surf adaptado, momento mais esperado pelo público, abrilhantaram o evento.

Vini Palma em ação. Foto: Victor Surflines

Antes das finais, os atletas PcDs mexeram com os sentimentos de muitas pessoas que prestigiaram o campeonato. Superação foi a palavra mais falada entre o público. Thiago Dantas, 36 anos, da Praia Grande, perdeu os movimentos das pernas após um acidente de carro. Ele surfa desde os 15 anos e, há quatro anos, é surfista adaptado. Richard Dias, de Itanhaém, nasceu sem os membros superiores e já praticou capoeira, judô, skate, jiu-jitsu e agora é competidor de surfe adaptado, está sempre ao lado do seu amigo e professor Caê Ribeiro, idealizador do projeto social Surf Cibra, em Itanhaém.

Richard Dias em ação. Foto: Victor Surflines

Outro surfista adaptado foi Wendel Sabino, 39 anos, da Zona Leste de São Paulo, surfa há oito anos e, após um acidente de moto, neste ano, perdeu parte da perna esquerda e retornou ao surfe na abertura do Circuito APGS de Surf 2021, incentivado por Vitor Iglesias, considerado por sua esposa o “embaixador” do surf adaptado na cidade. E, completando o time, a única mulher entre os adaptados, Malu Mendes, 28, filha do surfista Paulo Kid. Ela superou todas as dificuldades graças ao surfe, desde que foi vítima de paralisia cerebral.

Malu Mendes em ação. Foto: Victor Surflines

“Que pena que as condições de surfe não estavam favoráveis. O mar estava balançando muito. Mesmo assim foi muito emocionante ver que o surfe é capaz de fazer a gente superar qualquer dificuldade. Como presidente da APGS, vou sempre trabalhar para que em nossos eventos haja espaço para esta categoria”, informou Michael Cardoso.

Já nas competições que vão decidir os campeões municipais de surfe da Praia Grande em 2021, o jovem Vini Palma, local do pico, merece um destaque especial nesta primeira etapa. Vini simplesmente fez a barba, cabelo e bigode ao vencer em três categorias (Sub 10, 12 e 16). “Estou amarradão com as vitórias, ainda mais no meu quintal”, comentou.

Na Sub 10, ele venceu o conterrâneo Leo Yagi, que ficou na segunda colocação. O santista Gabriel Brasil e a santista Rafaela Americano terminaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Na Sub 12, Palma foi mais uma vez imbatível, não dando chances para os irmãos Yagi. Leo e Gabriel conquistaram o segundo e o terceiro lugares, respectivamente. E, Ravy Haddad, de Itanhaém, finalizou na quarta colocação. Palma vem sendo apontado como uma das movas promessas para o surfe brasileiro, o seu desempenho chegou a impressionar o experiente surfista Fabio Gouveia, durante as competições no estadual de surfe que aconteceram na Praia de Camburi.

O guarujaense John Muller dominou a bateria do início ao fim e sagrou-se o campeão Sub14, Caio Okamoto, de Bertioga, terminou em segundo lugar e o peruibense Pedro Ferreira na terceira posição. Em quarto lugar outro praiagrandense conquistou pódio, Thiago Doncev.

John Muller em ação. Foto: Victor Surflines

Na final da categoria Longboard, o atleta de Itanhaém, Carlos Eduardo, foi o grande campeão, num mar difícil e de ondas pequenas e mexido. Os santistas Alison Cesar e Luan Poggi, terminaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente. Já o atleta Leo Gimenes, de São Vicente, ficou na quarta posição por W.O.

E, novamente Vini Palma voltou a vencer e garantiu mais um título de campeão para a sua coleção, não dando chances aos seus adversários na Sub16, deixando Tierres Alves, de Mongaguá, com a vice-liderança. O terceiro lugar ficou para o sebastianense Kauã Campos e o guarujaense Jonh Muller, vencedor da Sub14, desta vez, teve que se contentar com o quarto lugar.

Entre as meninas, a líder do ranking estadual Sub12, Carol Bastides, também da Praia Grande, representou muito bem a sua cidade na abertura do Sculp Circuito APGS de Surf 2021, ao sair vencedora da categoria Sub14 Feminina, deixando Livia Fugiwara, de Peruíbe, na segunda posição. Bibi Nogueira, também da Praia Grande, na terceira colocação e Duda Rodrigues, do Guarujá, em quarto lugar.

Carol Bastides em ação. Foto: Victor Surflines

A última final do dia foi proporcionada pelas atletas da Sub18, tendo como campeã a praiagrandense Kemily Sampaio, que mesmo com o mar em condições difíceis mostrou que conhece as ondas onde surfa todos os dias. “Estou muito feliz por mais esta vitória. Agora, é manter os treinos e focar na próxima etapa para tentar garantir o terceiro título municipal de surfe”, disse.

Kemily deixou na vice-liderança a atleta de Peruíbe Livia Fugiwara. O terceiro lugar ficou para a surfista de Mongaguá Luany Ribeirinho e, na quarta colocação, de Santos, Gabi Muntaner. Domingo (17/10), entram em disputas as categorias Opem Masculino e Feminino, Longboard Feminino, Kahuna, Master, Sup, Sub18 Masculino e novamente os surfistas PcDs vão abrilhantar o evento com uma apresentação, programada.

Resultados finais:

Surfe Adaptado (Misto):

1 – Thiago Dantas (PG)
2 – Richard Dias (ITA)
3 – Malu Mendes (GUA)
4 – Wendel Sabino (SP)

Sub 12:

1 – Vini Palma (PG)
2 – Leo Yagi (PG)
3 – Gabriel Yagi (PG)
4 – Ravy Haddad (ITA)

Sub 10 (misto):

1 – Vini Palma (PG)
2 – Leo Yagi (PG)
3 – Gabriel Brasil (ST)
4 – Rafaela Americano (ST)

Sub 14 Masculino:

1 – John Muller (GUA)
2 – Caio Okamoto (BER)
3 – Pedro Ferreira (PER)
4 – Thiago Doncev (PG)

Longboard Masculino:

1 – Carlos Eduardo (ITA)
2 – Alison Cesar (ST)
3 – Luan Poggi (ST)
4 – Leonardo Gimenes W.O. (SV)

Sub16 Masculino:

1 – Vini Palma (PG)
2 – Tierres Alves (MON)
3 – Kauã Campos (SSB)
4 – John Muller (GUA)

FEMININO:

Sub18 Feminino:

1 – Kemily Sampaio (PG)
2 – Livia Fugiwara (PER)
3 – Luany Ribeirinho (MON)
4 – Gabi Muntaner (ST)

Sub 14 Feminino:

1 – Carol Bastides (PG)
2 – Livia Fugiwara (PER)
3 – Bibi Nogueira (PG)
4 – Duda Rodrigues (GUA)

O APGS de Surf 2021 é apresentado e patrocinado pela Sculp Construtora e Incorporadora e conta com o Co – Patrocínio da C-Four Shaper Supply. Apoios: Banana Wax, ST Blanks, Blue Med Saúde e Sal Na Veia. Colaboração: Prefeitura Municipal da Praia Grande. Organizado por: Associação Praia Grande de Surf (APGS) e Federação de Surf do Estado de São Paulo (SPSurf)

Reportagem: Charles Roberto – CRS Comunicação

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72