Circuito Paraskate Tour 2021 – Como foi o primeiro evento exclusivo de skate adaptado no Brasil.

Publicado por AdrenaNews 0

A cidade de São Paulo recebeu, no último final de semana, a primeira etapa do Circuito Paraskate Tour 2021, primeiro evento da história do skate nacional dedicado exclusivamente ao paraskatistas de vários estados do Brasil.

Vinicius Sardi em ação. Foto: Thomas Teixeira

“Estou muito feliz por esse sonho realizado. Tivemos a oportunidade de apresentar vários atletas e uma grande oportunidade para a divulgação e tentativa de que nosso esporte esteja nas Paraolimpíadas 2028 de Los Angeles”, comemora Vinicius Sardi.

Idealizado pelo paraskatista Vinicius Sardi e com apoio da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), a primeira etapa do Circuito Paraskate Tour foi realizada no Skatepark do Corinthians, com disputas de Street e Bowl e a presença de 14 paraskatistas de diversos estados do Brasil. Entre os árbitros, Og de Souza, pioneiro na modalidade, marcou presença para abrilhantar ainda mais o evento.

Rafael Alentejo em ação. Foto: Thomas Teixeira

Vinicius Sardi, de São Paulo (SP), foi o campeão das duas modalidades. Italo Romano, de Curitiba (PR), ficou com o 2º lugar em ambas. No Street, o pódio foi fechado por Ruan Felipe, de Ribeirão Preto (SP). No Bowl, John Henrique, de São Paulo (SP), ficou com a 3ª posição.

Italo Romano em ação. Foto: Thomas Teixeira

Essa foi a primeira de três etapas do Circuito. A segunda está marcada para os dias 27 e 28 de novembro no Centro de Esportes Radicais do Bom Retiro, em São Paulo, e a terceira nos dias 11 e 12 de dezembro, novamente no Skatepark do Corinthians.

Nando Araujo em ação. Foto: Thomas Teixeira

“Senti uma alegria imensa ao ver esse evento dedicado ao Paraskate se concretizar. Esse era um sonho antigo de toda uma comunidade e que saiu do papel a partir do esforço dos próprios paraskatistas e com a liderança do Vini Sardi. O Circuito Paraskate segue com apoio da CBSk nas próximas etapas. Seguiremos trabalhando juntos em prol do fortalecimento e crescimento da modalidade”, afirma Eduardo Musa, presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk).

Pódio Bowl com: Italo Romano, Vinicius Sardi e John Henrique. Foto: Thomas Teixeira

Em sua primeira etapa, o Circuito contou com a presença dos paraskatistas Tony Alves, natural de Santos (SP), Jota Ribeiro, de Boituva (SP), Daniel Santos, John Oliveira e Vini Sardi, de São Paulo (SP), David Curty, Nando Araujo, Wesley Paulista e Rafael Alentejo, do Rio Janeiro (RJ), William de Almeida, de Porto Alegre (RS), Ruan Felipe, de Ribeirão Preto (SP), David Soares e Italo Romano, de Curitiba (PR), e Léo Almeida, de Goiânia (GO).

Pódio Street com: Vinicius Sardi, Ruan Felipe e Italo Romano. Foto: Thomas Teixeira

“O evento foi um mix inexplicável de satisfação profissional e pessoal, além de um grande aprendizado para todos nós organizadores”, completa Marco Ferragina, presidente da Associação de Skate Universitário (ASU), entidade que atuou na organização da etapa.

Jota Ribeiro em ação. Foto: Thomas Teixeira

No Street, tanto nas classificatórias quanto na final, foram 2 voltas de 1 minuto e 5 tentativas de manobra para cada skatista. Sendo a nota final composta pela somatória de 3 notas – a melhor volta e as duas melhores manobras. No Bowl, também nas duas fases, foram 3 voltas de 1 minuto para cada skatista. Sendo a nota final a volta de maior pontuação.

John Henrique em ação. Foto: Thomas Teixeira

Tanto no Street quanto no Bowl, o evento contou com duas baterias classificatórias, avançando para a final os 8 melhores. Entre os árbitros, além de Og de Souza, a etapa ainda contou com Marcelo Alves e Sandro Sobral. Devido à pandemia, o evento não foi aberto ao público, mas contou com transmissão ao vivo da CemporcentoSKATE no Youtube.

David Soares em ação. Foto: Thomas Teixeira

Paraskate Talks:

Após as competições do domingo, o evento recebeu o Paratalks, um bate-papo sobre superação e inclusão com apresentação da equipe Anjos Guerreiros – Esporte Adaptado para Deficientes. Sergio Pato, idealizador da equipe, e o paraskatista Thiago Rodrigues Lima Dias, mais conhecido como Cocó, falaram sobre a importância de aproximar do esporte pessoas com mobilidade reduzida. O grupo costuma reunir-se no Museu do Ipiranga, Zona Sul de São Paulo (SP), para praticar.

Confira a classificação das finais:

Street:

1º – Vini Sardi
2º – Italo Romano
3º – Ruan Felipe
4º – Tony Alves
5º – Léo Almeida
6º – Nando Araujo
7º – David Soares
8º – Daniel Amorim

Bowl:

1º – Vini Sardi
2º – Italo Romano
3º – John Henrique
4º – Tony Alves
5º – Jota Ribeiro
6º – David Soares
7º – Daniel Amorim
8º – Rafael Alentejo

O evento contou com realização da Prefeitura da Cidade de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, e organização da Associação Skate Universitário (ASU). Apoio da Skatecorp do Sport Club Corinthians Paulista (SCCP), da TNT Energy Drink, da CemporcentoSKATE e da Confederação Brasileira de Skate (CBSk).

Reportagem: Edson “Adrena” Andrade (Fonte: Confederação Brasileira de Skate (CBSk)

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72