Circuito Banco do Brasil de Surfe – Começou a 1ª etapa em Garopaba – Assistam ao vídeo!

Publicado por AdrenaNews 0

Começou nesta quinta-feira com sol, bom público e boas ondas o Circuito Banco do Brasil de Surfe na Praia da Ferrugem em Garopaba, litoral sul de Santa Catarina. Acessem ao link abaixo com o vídeo dos melhores momentos.

Lucas Silveira em ação. Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

ASSISTAM AO VÍDEO COM OS MELHORES MOMENTOS, CLICANDO NO PLAYER ABAIXO:

Melhores Momentos: Circuito Banco do Brasil de Surfe – Dia 1:

A categoria feminina será iniciada neste segundo dia, depois das 16 baterias da terceira fase masculina, A competição será transmitida ao vivo da Praia da Ferrugem ao vivo pelo WorldSurfLeague.com, pelo WSL app, pelo YouTube da WSL 

Estrutura na Praia da Ferrugem em Garopaba, Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

Com o feriado de quinta-feira, um grande público compareceu na Praia da Ferrugem, para assistir 80 surfistas competindo em 24 baterias eliminatórias. Apenas 32 se classificaram para enfrentar os cabeças de chave que vão estrear nesta sexta-feira, a partir das 8h00 na “Capital Catarinense do Surf”.

Um dos objetivos do Circuito Banco do Brasil de Surfe é descobrir novos talentos e um deles venceu a primeira bateria do evento. O catarinense Heitor Mueller, de 17 anos apenas, estava fora do campeonato. Mas, ganhou uma chance de competir, porque o líder do ranking regional da WSL Latin America, Alejo Muniz, cancelou sua participação. Ele venceu a etapa de abertura da temporada 2022/2023 na Argentina no último sábado, porém tinha contundido o joelho nas semifinais e preferiu já iniciar tratamento para se recuperar.

Heitor Mueller em ação. Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

“Eu queria muito correr esse campeonato, só que teve um imprevisto e não me inscrevi a tempo. Mas, acabei entrando nessa primeira e estou muito feliz por ter passado bem”, disse Heitor Mueller. “Eu achei uma direita bem boa, fiz uma nota alta e tá dando altas ondas na Ferrugem. Um mar maior assim, é muito bom. Eu tava na Argentina, água gelada pra caramba, mas peguei boas ondas lá também. Foi minha primeira vez e gostei do mar na Playa Grande. Fiz um bom resultado lá e tudo isso é experiência que a gente vai ganhando”.

Heitor Mueller é de São Francisco do Sul e foi até as quartas de final na Argentina, começando em quinto lugar na temporada 2022/2023 da WSL Latin America. Agora, quer buscar um bom resultado também no Circuito Banco do Brasil de Surfe, que oferece um incentivo a mais para quem ficar em primeiro lugar nos rankings masculino e feminino, computando os pontos das três etapas, um convite para participar da única etapa do Challenger Series na América Latina, o Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil em novembro.

Depois da etapa de abertura do Circuito Banco do Brasil de Surfe, que prossegue até domingo na Praia da Ferrugem, em Garopaba, tem mais duas em outras regiões do país. A segunda será no Nordeste, de 12 a 15 de maio na Praia de Stella Maris, em Salvador, na capital da Bahia. E a última foi marcada na Região Sudeste, nos dias 25 a 28 de agosto na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. As três etapas estão sendo realizadas com o princípio da igualdade na premiação para homens e mulheres, incentivada pela World Surf League.

PRIMEIROS RECORDES: Nas boas ondas da Praia da Ferrugem, surfistas se destacaram desde as primeiras baterias da rodada inicial. Na terceira do dia, o carioca Lucas Silveira, que no domingo se sagrou vice-campeão europeu com vitória na última etapa da temporada 2021/2022 em Portugal, fez as marcas a serem batidas no Circuito Banco do Brasil do Surfe. Na melhor onda, recebeu nota 8,50 e surfou muito bem mais duas que valeram 7,15 e 7,33, atingindo imbatíveis 15,83 pontos nas duas que são computadas.

“Tem altas ondas, a Ferrugem não decepcionou e foi muito legal. Eu fui crescendo na bateria, comecei com um 4, depois um 7, depois um 8, então foi muito divertido”, disse Lucas Silveira, que volta a pontuar no ranking regional da América do Sul esse ano. “Eu estava filiado na Europa, mas voltei pra cá, porque vai nascer minha filhinha. Só que sem pontos nenhum, tendo que entrar na primeira fase. Mas, é legal também, porque surfo mais baterias e acaba sendo uma boa preparação para o Challenger Series da Austrália. Em toda bateria, o objetivo é surfar solto, livre e de preferência conseguindo duas notas altas. Como foi agora”.

BICAMPEÃO BRASILEIRO: Assim como Heitor Mueller, Lucas Silveira estreou com vitória, mas se classificou em segundo lugar nas baterias que disputaram pela segunda fase. Heitor superou mais dois talentos da nova geração, Uriel Sposaro e Denisson Santos, no confronto vencido pelo experiente bicampeão brasileiro, Messias Felix. O cearense venceu a bateria que definiu os primeiros classificados para enfrentar os cabeças de chave do Circuito Banco do Brasil de Surfe. Messias mora na Praia do Rosa, em Imbituba, bem próxima da Praia da Ferrugem.

Messias Felix em ação. Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

“Eu acordei de manhã já pensando nisso, de passar essa primeira bateria para oferecer para minha mãe (Edite), que faz aniversário hoje e está lá no Ceará”, disse Messias Felix. “Eu estou morando na Praia do Rosa, que é perto daqui, mas acho que a última vez que competi aqui na Ferrugem foi em 2006, numa etapa que abriu o Circuito Brasileiro daquele ano. Até lembrei disso quando estava vestindo a lycra, olhando pro mar, então foi muito bom vencer minha primeira bateria e espero passar as próximas também”.

NOVO RECORDE: Já o recordista absoluto do Circuito Banco do Brasil de Surfe até ali, Lucas Silveira, passou em segundo lugar na vitória de Luan Carvalho. Ninguém conseguiu superar os 15,83 pontos da sua estreia na primeira fase. Quem chegou mais perto disso foi Igor Moraes, que atingiu 15,77 somando notas 8,00 e 7,77. No entanto, a nota 8,50 de Lucas Silveira foi batida pelo jovem paranaense Kainan Meira, 19 anos, da Ilha do Mel. Ele arrancou 8,83 dos juízes, numa esquerda destruída por potentes batidas e rasgadas de backside.

Kainan Meira em ação. Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

“Estou muito feliz por ter soltado o meu surfe, porque não consegui passar bateria em três QS seguidos”, disse o novo recordista de nota do Circuito Banco do Brasil de Surfe, Kainan Meira. “Aqui me conectei com o mar, fiz uma ótima onda e estou amarradão por ter avançado. Eu já tinha uma estratégia de ficar esperando as esquerdas maiores, que estão abrindo e ela veio. Ela veio linda e, quando vi, já fiquei feliz antes mesmo de entrar nela (risos)”.

O show de surfe continua nesta sexta-feira, com a entrada dos participantes mais bem ranqueados na World Surf League, como surfistas que já fizeram parte da elite mundial do CT e de classificados para o Challenger Series 2022, que começa em maio na Austrália. O Circuito Banco do Brasil de Surfe em Garopaba, é a última parada antes de eles embarcarem para disputar os primeiros pontos na divisão de acesso para o CT 2023. Também na sexta-feira, estreia a categoria feminina, com as 32 competidoras divididas nas 8 baterias da rodada inicial.

ATIVAÇÕES EXTRAS: Além da competição acontecendo dentro d´água, o Circuito Banco do Brasil de Surfe também promove várias atividades extras para o público na Praia da Ferrugem, como aulas de surfe, yoga, quadra de “beach tennis” e até espaço kids. Nos boxes montados ao lado da arena do evento, empreendedores locais clientes do Banco do Brasil, montaram lojas de biquinis, de pranchas, para expor seus produtos. Também haverá ações de sustentabilidade, com plantio de mudas pela cidade de Garopaba.

Espaço Kids. Foto: Daniel Smorigo – World Surf League

“Investir no surf é remar junto” é o lema do Circuito Banco do Brasil de Surfe, que está sendo realizado com patrocínio do Banco do Brasil e BB Asset Management, com esta primeira etapa contando também com o apoio da Prefeitura Municipal de Garopaba e da Rede Atlântida.

O evento é transmitido ao vivo da Praia da Ferrugem pelo WorldSurfLeague.com e pelo Aplicativo WSL. As outras duas etapas serão realizadas em Salvador (BA) nos dias 12 a 15 de maio e em Ubatuba (SP) de 25 a 28 de agosto.

PRÓXIMAS BATERIAS DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL DE SURFE:

TERCEIRA FASE – entrada dos 32 cabeças de chave:
———–3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=49.o lugar (60 pts)

01: Matheus Navarro (BRA), Vitor Ferreira (BRA), Messias Felix (BRA), Ricardo João (BRA)
02: Caetano Vargas (BRA), Gabriel André (BRA), Roberto Araki (CHL), Heitor Mueller (BRA)
03: Daniel Adisaka (BRA), Pedro Dib (BRA), Daniel Matos (BRA), Hedieferson Junior (BRA)
04: Thiago Camarão (BRA), Wiggolly Dantas (BRA), Martin Ottado (URU), Edgard Groggia (BRA)
05: Marcos Correa (BRA), Gustavo Borges (BRA), Luan Carvalho (BRA), Ronaldo Silveira (BRA)
06: Ryan Kainalo (BRA), Rodrigo Saldanha (BRA), Artur Silva (BRA), Lucas Silveira (BRA)
07: Krystian Kymerson (BRA), Leo Casal (BRA), Douglas Silva (BRA), Jihad Khodr (BRA)
08: Alex Ribeiro (BRA), Yuri Gonçalves (BRA), Gabriel Klaussner (BRA), Willian Feiden (BRA)
09: Willian Cardoso (BRA), Felipe Ximenes (BRA), Samuel Joquinha (BRA), Luiz Mendes (BRA)
10: Ian Gouveia (BRA), Giovani Pontes (BRA), Igor Moraes (BRA), Luan Wood (BRA)
11: José Gundesen (ARG), Amando Tenorio (BRA), Heitor Alves (BRA), Diogo Santos (BRA)
12: Renan Peres (BRA), Rafael Teixeira (BRA), Kainan Meira (BRA), Deyvson Santos (BRA)
13: José Francisco (BRA), Marcio Farney (BRA), Luciano Brulher (BRA), Tomas Lopez Moreno (ARG)
14: Mateus Sena (BRA), Lucas Vicente (BRA), Fabricio Rocha (BRA), Felipe Oliveira (BRA)
15: Weslley Dantas (BRA), Sebastian Olarte (URU), Cauã Costa (BRA), Pedro Mendes (BRA)
16: Santiago Muniz (ARG), Peterson Crisanto (BRA), Patrick Plachi (BRA), Thiago Eduardo (BRA)

PRIMEIRA FASE – 3.a=17.o lugar (200 pts) e 4.a=25.o lugar (150 pts):

1.a: Daniella Rosas (PER), Isabela Saldanha (BRA), Sophia Gonçalves (BRA), Catalina Mercere (ARG)
2.a: Taina Hinckel (BRA), Melanie Giunta (PER), Juliana dos Santos (BRA), Potira Castaman (BRA)
3.a: Yanca Costa (BRA), Kalea Gervasi (PER), Kemily Sampaio (BRA), Genesis Garcia (ECU)
4.a: Laura Raupp (BRA), Karol Ribeiro (BRA), Naire Marquez (BRA), Rafaella Montesi (CHL)
5.a: Sophia Medina (BRA), Julia dos Santos (BRA), Marina Rezende (BRA), Maria Amelia Autuori (BRA)
6.a: Isabelle Nalu (BRA), Dominic Barona (ECU), Yasmin Neves (BRA), Gabriely Vasque (BRA)
7.a: Kiany Hyakutake (BRA), Sol Carrion (BRA), Maya Carpinelli (BRA), Juliana Meneguel (BRA)
8.a: Arena Rodriguez (PER), Sol Aguirre (PER), Silvana Lima (BRA), Luara Mandelli (BRA)

RESULTADOS DA QUINTA-FEIRA NA PRAIA DA FERRUGEM:

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar (20 pts) e 4.o=105.o lugar (14 pts):

1.a: 1-Heitor Mueller (BRA), 2-Guilherme Carvalho (BRA), 3-Claudio Stanisci (BRA), 4-Ryan Campos (BRA)
2.a: 1-Gabriel Arturo Vargas (PER), 2-Raul Rios (PER), 3-Odacir Nonato (BRA), 4-Philippe Neves (BRA)
3.a: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Ronaldo Silveira (BRA), 3-Diego Rosa (BRA), 4-Gabriel Souza (BRA)
4.a: 1-Lucas Santos (BRA), 2-Jihad Khodr (BRA), 3-João Artur de Holanda (BRA), 4-Kayan Medeiros (BRA)
5.a: 1-Samuel Joquinha (BRA), 2-Esdras Morais (BRA), 3-Marcos Aurelio Alves (BRA), 4-Ruan Guimarães (BRA)
6.a: 1-Joaquin del Castillo (PER), 2-Diogo Santos (BRA), 3-José Muniz (BRA), 4-Murilo Brandt (BRA)
7.a: 1-Guilherme Fernandes (BRA), 2-Santiago Medeiro (URU), 3-Luã da Silveira (BRA), 4-Rodrigo Couto (BRA)
8.a: 1-Marcus Cintra (BRA), 2-Pedro Mendes (BRA), 3-Kauã Campos (BRA), 4-Matias Veloz Rojas (CHL)

SEGUNDA FASE – 3.o=65.o lugar (53 pts) e 4.o= 81.o lugar (40 pts):

01: 1-Messias Felix (BRA), 2-Heitor Mueller (BRA), 3-Uriel Sposaro (BRA), 4-Denisson Santos (BRA)
02: 1-Roberto Araki (CHL), 2-Ricardo João (BRA), 3-Wallace Vasco (BRA), 4-Guilherme Carvalho (BRA)
03: 1-Daniel Matos (BRA), 2-Edgard Groggia (BRA), 3-Gabriel Arturo Vargas (PER), 4-Derek Adriano (BRA)
04: 1-Martin Ottado (URU), 2-Hedieferson Junior (BRA), 3-Pedro Bianchini (BRA), 4-Raul Rios (PER)
05: 1-Luan Carvalho (BRA), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Niccolas Padaratz (BRA), 4-Vitor Valentim (BRA)
06: 1-Artur Silva (BRA), 2-Ronaldo Silveira (BRA), 3-Eric Bahia (BRA), 4-Luan Hanada (BRA)
07: 1-Douglas Silva (BRA), 2-Willian Feiden (BRA), 3-Lucas Santos (BRA), 4-Thiago Muller (BRA)
08: 1-Gabriel Klaussner (BRA), 2-Jihad Khodr (BRA), 3-Fernando Junior (BRA), 4-Cauet Frazão (BRA)
09: 1-Samuel Joquinha (BRA), 2-Luan Wood (BRA), 3-Thiago Meneses (BRA), 4-Diego Aguiar (BRA)
10: 1-Igor Moraes (BRA), 2-Luiz Mendes (BRA), 3-Esdras Morais (BRA), 4-Renan Rodrigues (BRA)
11: 1-Heitor Alves (BRA), 2-Deyvson Santos (BRA), 3-Joaquin del Castillo (PER), 4-Marco Polo (BRA)
12: 1-Kainan Meira (BRA), 2-Diogo Santos (BRA), 3-Theo Fresia (BRA), 4-Pedro Neves (BRA)
13: 1-Luciano Brulher (BRA), 2-Felipe Oliveira (BRA), 3-Marco Giorgi (URU), 4-Guilherme Fernandes (BRA)
14: 1-Fabricio Rocha (BRA), 2-Tomas Lopez Moreno (ARG), 3-Santiago Medeiro (URU), 4-João Ferreira (BRA)
15: 1-Cauã Costa (BRA), 2-Thiago Eduardo (BRA), 3-Vanderlei Costa (BRA), 4-Marcus Cintra (BRA)
16: 1-Patrick Plachi (BRA), 2-Pedro Mendes (BRA), 3-Kauê Germano (BRA), 4-Walley Guimarães (BRA)

O Circuito Banco do Brasil de Surfe conta com patrocínio do Banco do Brasil e BB Asset Management e esta primeira etapa será realizada também com o apoio da Prefeitura Municipal de Garopaba e da Rede Atlântida.

A competição será transmitida ao vivo da Praia da Ferrugem ao vivo pelo WorldSurfLeague.com, pelo WSL app, pelo YouTube da WSL

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System. A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Mais informações sobre o surfe mundial no www.worldsurfleague.com e notícias em português no www.wsllatinamerica.com 

Reportagem: João Carvalho – World Surf League

Edição Textos e Imagens: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas