mag72

CBSk divulga Cartilha com Orientações Básicas de Segurança para o Funcionamento de Skaterparks.

Publicado por AdrenaNews 389 views0

Após esse longo período de isolamento social, o mundo gradualmente vai buscando o retorno às atividades, de forma diferente em cada lugar.

Rayssa Leal em ação. Foto: Julio Detefon

Tudo de acordo com a situação da epidemia e definição das autoridades de saúde de cada região. Essas orientações gerais buscam ajudar na retomada das atividades da forma mais segura possível.

ORIENTAÇÕES BÁSICAS DE SEGURANÇA PARA O FUNCIONAMENTO DE SKATEPARKS:

01- Crie uma agenda de sessões que limite o número de visitantes e de skatistas ao mesmo tempo na pista.

02- Higienize a pista constantemente ao longo do dia, bem como as instalações do espaço.

03- Se sua pista for fechada, mantenha o ambiente arejado, com janelas abertas. Se possível, mantenha as portas de entrada e saída abertas, evitando o contato manual na entrada e saída.

04- Nos locais de fila, faça marcas no chão apontando a distância de 2 metros entre as pessoas.

05- Espalhe nas instalações da pista instruções sobre a lavagem adequada das mãos e higiene.

06- Deixe visível para os visitantes as regras de uso da pista durante o período de restrições impostas pela Covid-19.

07- Se possível, deixe o uso da pista reservado de acordo com pré-agendamento. Se houver cobrança para o uso da pista/skatepark, procure adequar a realização do pagamento para que ele aconteça de forma online, evitando o contato com dinheiro.

Mateus Hiroshi em ação. Foto: Julio Detefon

08- Anote os dados de contato e nome completo dos visitantes. Isso ajuda as autoridades médicas, se necessário.

09- Verifique a temperatura dos visitantes logo na entrada – não deve estar acima de 37.2ºC – e pergunte sobre a condição de saúde deles. Não permita a entrada de pessoas com sintomas relacionados à Covid-19 (febre, tosse, mal estar, coriza, dor de garganta, obstrução nasal, perda de olfato ou paladar, falta de ar ou diarréia).

10- Disponibilize álcool em gel em pontos estratégicos para os visitantes, como pista, local de entrada e saída.

11- Anote os dados de contato e nome completo dos visitantes. Isso ajuda as autoridades médicas, se necessário.Mantenha os banheiros fechados. O uso só deve ser autorizado em casos de emergência.

12- Evite vender comida ou bebida nas instalações da pista.

13- Não disponibilize aluguel de equipamentos e oriente os skatistas a não trocarem equipamentos entre si.

14- Oriente os skatistas para que não gerem aglomerações.

15- Diminua o número de sessões diárias ao mínimo que puder.

16- Estabeleça horário de saída dos participantes entre uma sessão e outra, evitando que grupos se cruzem.

Hugo Montezuma em ação. Foto: Julio Detefon

17- Estabeleça o número máximo de participantes por sessão com base na capacidade do espaço e a proporcionar a distância de 2 metros entre as pessoas.

18- Diminua o número de sessões diárias ao mínimo que puder.Oriente os skatistas para que não gerem aglomerações.Não permita realização de eventos ou competições.

19- Nos horários dedicados a aulas de skate, ajuste o número de participantes para respeitar a distância de 2 metros. Além disso, os professores devem evitar ao máximo o contato físico.

20- Para pistas que atendem mais de uma modalidade, é mais seguro definir apenas uma por sessão.

21- Garanta que os skatistas usem equipamento de segurança próprio, como capacete, joelheira e cotoveleira.

22- Não incentive o uso de câmeras ou qualquer acessório que ajude a incentivar manobras de risco ou aproximação dos usuários.

23- Não permita a presença de público. Só devem ficar na área da pista o próprio skatista e pessoas ligadas ao suporte para a sessão. Os menores de idade devem estar acompanhados de um responsável, respeitando todas as regras de segurança e distanciamento.

Reportagem: Rafael Miramoto – Confederação Brasileira de Skate – CBSk

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72