Boost Mobile Pro Gold Coast 2020 – Ondas desafiadoras na segunda etapa do Grand Slam do Surf Australiano – Assistam ao Vídeo

Publicado por AdrenaNews 100 views0

O primeiro dia do Boost Mobile Pro Gold Coast 2020, foi de muita ação na Ilha de South Stradbroke com os melhores surfistas da Austrália surfando nas boas ondas com algumas enormes fechadeiras e outras muitas tubulares.

 Mikey Wright em ação. Foto: Kelly Cestari / WSL

Foi um dia cansativo e de muitas surpresas na segunda etapa do Grand Slam do Surf Australiano. Duas dos maiores nomes do surfe mundial feminino, Stephanie Gilmore e Tyler Wright, foram eliminadas no dia de abertura da competição, com a bicampeão mundial Wright eliminada na rodada de abertura e Gilmore eliminada nas quartas de final.

Stephanie Gilmore em ação. Foto: Cat Miers / WSL

A heptacampeão mundial Gilmore perdeu a sintonia com o oceano, deixando sua amiga e que está no segundo ano do Championship Tour, Macy Callaghan, vencer a primeira bateria das quartas de final com uma modesta combinação de duas ondas de 9,20. Callaghan avança para as semifinais, onde enfrentará a wildcard do evento, Sophie McCulloch.

Sophie McCulloch em ação. Foto: Cat Miers / WSL

“Foi uma loucura lá fora hoje”, disse Callaghan. “Definitivamente houve muita sorte envolvida em vencer aquela bateria. Acho que sou igual a todas no sentido de que não estou encarando este evento de forma competitiva acirrada. Sempre que competimos, queremos vencer e não é diferente – é bom estar de volta com a camisa de competição, com certeza. Tive algumas baterias com Steph ao longo dos anos e ela sempre levou o melhor de mim, então estou amarradona de finalmente superar ela.”

O destaque do dia foi para o prodígio da Austrália Ocidental, Jack Robinson, que se deleitou com as condições pesadas, apresentando a maior média e a de melhor onda. A combinação de duas ondas de 18,60 de Robinson veio de duas ondas bem aproveitadas com manobras supercríticas finalizando com tubos profundos, um deles sendo premiado com 9,66 quase perfeitos (dos 10 possíveis).

Jack Robinson em ação. Foto: Kelly Cestari / WSL

Robinson venceu a bateria para despachar o membro da equipe olímpica australiana Owen Wright. Robinson avançou para as semifinais, onde enfrentará o wildcard do evento e destaque do Dia, Liam O’Brien. Jack se autodenomina o homem a ser batido em Stradbroke Island, enquanto busca melhorar sua classificação no ranking já que parou nas semis no recente Tweed Coast Pro.

“Chegar aqui e ver as ondas hoje me deixou animado”, disse Robinson. “No evento Tweed, tive que construir minha própria energia com aquelas ondas menores, mas chegando a essas ondas você acaba gerenciando apenas sua energia. É bom derrotar os principais nomes (Julian Wilson no Tweed e Owen Wright hoje), mas todos aqui são difíceis de derrotar e você tem que trabalhar duro para derrotar qualquer um deles, então qualquer vitória na bateria é ótima. Foi muito bom encontrar aquelas duas ondas sólidas, então eu estou feliz por conseguir alguns tubos decentes.”

Como Jack Robinson, Isabella Nichols ainda está esperando para fazer sua estréia no Tour, pois a temporada de 2020 foi cancelada no início deste ano. A ex-campeã mundial júnior não ficou satisfeita com sua chegada nas quartas de final no Tweed Coast Pro, mas veio para South Straddie com uma atitude mais relaxada e isso se mostrou quando ela botou pra dentro dos tubos e rasgou forte nas maciças ondas para garantir uma vaga nas semifinais com atuações mais convincentes do dia.

Isabella Nichols em ação. Foto: Cat Miers / WSL

“Não fiquei feliz com meu desempenho no Tweed, então realmente queria melhorar aqui”, disse Nichols. “Gosto mesmo deste tipo de ondas em comparação com as que tivemos no primeiro evento, por isso foi bom chegar lá fora e trabalhar duro. Tenho trabalhado muito na minha parte mental e estou me divertindo mais. Quando estou me divertindo como na minha primeira bateria, é quando eu tenho o melhor desempenho. Não tenho um bom desempenho quando estou estressada, então preciso manter o foco no espaço da minha mente. Amanhã será interessante, especialmente se as ondas ficarem maiores. Deve ser um dia emocionante.”

O local de Queensland Ethan Ewing lidera atualmente o Grand Slam de Surfe australiano após sua vitória no Tweed Coast Pro no mês passado e avançando na primeira rodada ontem, ele enfrentará Wade Carmichael na terceira bateria das quartas de final de hoje. Outro resultado sólido teremos Ewing usando a camisa amarela do Jipe Líder no evento final da série, o Margaret River Pro 2020.

Ethan Ewing em ação. Foto: Kelly Cestari / WSL

“Está muito difícil lá fora, as ondas estão sólidas e há ótimas ondas, mas você tem que ser muito seletivo e conseguir a onda certa para obter a pontuação”, disse Ewing. “Eu gosto desse tipo de onda em Straddie, eu ‘ cresci surfando esse tipo de condição e me sinto confiante de que posso ir longe neste evento e, com sorte, vencer ou pelo menos manter minha posição na liderança do ranking.”

Na última bateria do dia, dois wildcards locais se enfrentaram Liam O’Brien e Chris Bennetts, que conquistou uma vaga no North End Boardriders Club. Ambos os surfistas dominaram o Primeiro Round e se enfrentaram nas quartas de final. O’Brien dominou este confronto para avançar para as semifinais, onde enfrentará o destaque do evento, Jack Robinson. Ambos os surfistas são jovens talentos emergentes e ambos exibem excelentes habilidades nestas condições. Com as perspectivas de amanhã definidas para oferecer ondas sólidas e muitos tubos, esta será uma batalha interessante.

Liam O’Brien em ação. Foto: Kelly Cestari / WSL

Nikki van Dijk e Sophie McCulloch também dominaram as baterias iniciais para marcar suas vagas nas semifinais, quando a competição recomeçar em South Stradbroke Island amanhã de manhã. Connor O’Leary, Mikey Wright e Wade Carmichael continuarão com suas performances no Boost Mobile Pro hoje, pelas baterias restantes das quartas de final masculina.

Boost Mobile Pro Gold Coast Women’s Round 1 Resultados:

HEAT 1: Macy Callaghan (AUS) 7.26 DEF. Sophie McCulloch (AUS) 6.06, Tyler Wright (AUS) 5.87
HEAT 2: India Robinson (AUS) 6.10 DEF. Stephanie Gilmore (AUS) 4.83, Sayaka Muramatsu (AUS) 4.44
HEAT 3: Nikki Van Dijk (AUS) 9.17 DEF. Zahli Kelly (AUS) 7.50, Piper Harrison (AUS) 6.43
HEAT 4: Isabella Nichols (AUS) 13.50 DEF. Dimity Stoyle (AUS) 9.10, Keely Andrew (AUS) 9.00

Boost Mobile Pro Gold Coast Women’s Quartas de final Resultados:

HEAT 1: Macy Callaghan (AUS) 9.20 DEF. Stephanie Gilmore (AUS) 1.50
HEAT 2: Sophie McCulloch (AUS) 11.27 DEF. India Robinson (AUS) 8.26
HEAT 3: Nikki Van Dijk (AUS) 8.50 DEF. Dimity Stoyle (AUS) 6.60
HEAT 4: Isabella Nichols (AUS) 12.50 DEF. Zahli Kelly (AUS) 8.90

Boost Mobile Pro Gold Coast Women’s Semifinal:

HEAT 1: Macy Callaghan (AUS) vs. Sophie McCulloch (AUS)
HEAT 2: Nikki Van Dijk (AUS) vs. Isabella Nichols (AUS)

Boost Mobile Pro Gold Coast Men’s Round 1 Resultados:

HEAT 1: Jack Robinson (AUS) 14.24 DEF. Liam O’Brien (AUS) 13.57, Matthew McGillivray (ZAF) 7.77
HEAT 2: Chris Bennetts (AUS) 15.74 DEF. Owen Wright (AUS) 9.57, Stuart Kennedy (AUS) 8.46
HEAT 3: Wade Carmichael (AUS) 14.87 DEF. Mikey Wright (AUS) 10.13, Soli Bailey (AUS) 5.70
HEAT 4: Ethan Ewing (AUS) vs. Connor O’Leary (AUS) vs. Mitch Crews (AUS)

Boost Mobile Pro Gold Coast Men’s Quartas de final Resultados:

HEAT 1: Jack Robinson (AUS) 18.60 DEF. Owen Wright (AUS) 9.83
HEAT 2: Liam O’Brien (AUS) 12.50 DEF. Chris Bennetts (AUS) 2.50

Boost Mobile Pro Gold Coast Men’s Quartas de final:

HEAT 3: Wade Carmichael (AUS) vs. Ethan Ewing (AUS)
HEAT 4: Connor O’Leary (AUS) vs. Mikey Wright (AUS)

Boost Mobile Pro Gold Coast Men’s Semifinal:

HEAT 1: Jack Robinson (AUS) vs. Liam O’Brien (AUS)

ASSISTAM AO VÍDEO NO PLAYER ABAIXO:

Boost Mobile Pro Gold Coast – 05 Outubro:

O Grand Slam do Surfe australiano, faz parte da WSL Countdown 2020, com 24 dos melhores surfistas da Austrália (12 homens e 12 mulheres) competindo em suas respectivas categorias. 11 competidores do CT masculinos e 8 competidoras do CT feminino estarão de prontidão para cada parada, alguns procurando competir pela primeira vez em 2020. As vagas restantes em cada evento serão alocadas para os surfistas australianos não qualificados com melhor classificação em 2019 ou wildcards selecionados.

O evento do estilo ‘missão de ataque’ apenas transmitido, não projetado para espectadores devido ao COVID, verá os competidores com apenas quatro dias de antecedência dentro da janela de competição, para viajar para cada local para competir durante dois dias. As condições do surf irão determinar qual local será surfado e quando garantir que os surfistas competem nas melhores condições possíveis. Os campeões da série geral masculina e feminina ganharão cada um $20.000 dólares para doar a uma instituição de caridade de sua escolha.

O Boost Mobile Pro Gold Coast 2020, pode ser assistido nesta quarta-feira, 7 de outubro:
• AO VIVO das 7h00 AEST (horário QLD) em todas as plataformas da World Surf League, Fox Sports (Canal 503), Kayo, 7plus e Sky Sport New Zealand (9h00 NZT)
• AO VIVO das 7h00 às 10h00 AEST (hora QLD) na TV aberta 7mate
Todos os eventos serão convocados e ocorrerão sujeitos às restrições de fronteira estadual e às políticas relacionadas ao COVID-19 em WA, QLD e NSW.

O Boost Mobile Pro Gold Coast 2020, não poderia acontecer sem o valioso apoio de nossos parceiros, incluindo: Boost Mobile, Sec. de Turismo e Eventos de Queensland, Cidade da Gold Coast, Jeep, Bonsoy, Harvey Norman, Red Bull, Seven Network, Fox Sports Australia e Sky Sport NZ

O Grand Slam do Surfe australiano será realizado em todo o país entre 01 de setembro à 31 de outubro e será transmitido ao vivo no worldsurfleague.com, Channel 7 (7Plus), Fox Sports Austrália (Kayo) e Sky Sport NZ.

Este evento será transmitido AO VIVO no worldsurfleague.com, e no aplicativo WSL

Os  Eventos fazem parte da WSL Countdown 2020, uma série de torneios regionais de pré-temporada nos EUA, Brasil, Austrália, França e Portugal, que trazem toda ação do surfe competitivo aos fãs do esporte durante o atual período restrito de viagens internacionais. Depois do Brasil e da Europa, o WSL Countdown 2020, continua na Austrália .

Mais informações sobre eventos regionais – incluindo o CS, QS, Big Wave, Longboard, Pro Junior – serão disponibilizadas nas páginas de eventos regionais no WorldSurfLeague.com.

Para mais informações, visite o worldsurfleague.com/2021

SOBRE A WSL – A World Surf League (WSL), criada em 1976, é a principal plataforma do surf e dos surfistas no mundo inteiro. A WSL está dedicada a mudar o mundo através do poder inspirador do surf, criando eventos, experiências e narrativas autênticas para inspirar a comunidade global a viver um lifestyle com dedicação, originalidade e entusiasmo. A World Surf League é uma organização global e sua sede principal é em Santa Monica, Estados Unidos, com escritórios regionais para a América do Norte, América Latina, Europa, África, Ásia, Australasia e Hawaii. A WSL tem uma profunda apreciação pela rica herança do surf, promovendo progressão, inovação e performance nos níveis mais altos do esporte. A WSL é composta por Circuitos e Eventos, celebrando os melhores surfistas do mundo em todas as modalidades, realizando anualmente mais de 180 campeonatos globais para coroar os campeões mundiais em todas as divisões; pela WSL WaveCO, onde a inovação encontra experiências inéditas; e pela WSL Studios, que oferece as melhores narrativas através das competições, lifestyle e conservação.

Para obter mais informações, visite: worldsurfleague.com

Reportagem: Tom Bennet – WSL

Edição: Edson “Adrena” Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72