mag72

Bolsa Atleta – Confira os skatistas aprovados para 2020.

Publicado por AdrenaNews 547 views0

O diário oficial da União publicou no dia 30 de dezembro o nome de oito skatistas aprovados para 2020 no programa Bolsa Atleta da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Matheus Mello em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

Os aprovados passam a contar na atual temporada com o auxílio oferecido pelo governo federal. Os recursos são divididos em 12 parcelas pagas em até 1 ano. Na atual oportunidade, o Ministério só aprovou participarem do processo as modalidades olímpicas Park e Street. As demais modalidades indicadas pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk) aguardam para caso o Governo Federal libere mais verbas.

João Lucas Xuxu em ação. Foto: Julio Detefon – CBSk

As exigências estabelecidas pelo Ministério para aprovação incluíam estar entre os três primeiros colocados do Ranking Brasileiro 2018, ser maior de 14 anos e ter enviado documentação obrigatória e atendido aos prazos estabelecidos. Devido à lei criadora do benefício, podem concorrer ao programa Bolsa Atleta skatistas das categorias Iniciante, Amador e Profissional tanto femininas quanto masculinas. Confira abaixo a lista publicada no diário oficial da União.

Park:

Gustavo Picaski – Imbituba (SC)
Lorenzo Salazar – Porto Alegre (RS)
Matheus Mello – Campinas (SP)
Taíse Araujo – São Paulo (SP)
Vinícius Tashiro – Campinas (SP)

Street:

João Lucas Xuxu – Cachoeirinha (RS)
Pablo Cavalari – Sorocaba (SP)
Thais de Oliveira Ramos – São José dos Campos (SP)

Bolsa Atleta:

Desde 2008, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) indica ao governo federal no início de cada temporada quais competições devem ser consideradas qualificatórias para o programa Bolsa Atleta e auxilia os skatistas que alcançam os pré-requisitos para angariar a bolsa.

Seguindo a lei, a CBSk indica para o Ministério da Cidadania os rankings brasileiros ou internacionais (mundial, por exemplo) de todas as modalidades. Para ser considerado válido, o ranking nacional deve ser formado por competições que garantam a representatividade de skatistas de pelo menos cinco estados diferentes. Nos internacionais, é necessária a presença de representantes de no mínimo cinco países. A aprovação dos integrantes do programa Bolsa Atleta não depende da vontade da Confederação Brasileira de Skate, sendo exclusiva da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Reportagem: Rafael Miramoto – CBSk

Edição: Edson Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72