Bethany Hamilton – Exemplo de Fé e Superação em tempos difíceis. Assista aos Vídeos!

Publicado por AdrenaNews 578 views0

Neste tempos difíceis em que estamos vivendo a meio a uma pandemia mundial e enclausurados em nossas residências me dei conta como podemos aprender uma lição de vida diante de momentos incertos revendo valores muitas das vezes esquecidos.

Bethany Hamilton em ação. Foto: Ed Sloane – WSL

Mas que juntos vamos superar com Fé em Deus estes momentos que vão alterar a forma de vermos a vida e a importância da Família e de Amigos. Assistindo na Tv mais uma vez o filme “Soul Surfer”, que conta a historia da surfista Bethany Hamilton. Fiquei mais uma vez emocionado com a sua historia de superação, o COVID 19, mexe com o nosso emocional.

Uns ficam irritadiços, stressados, impacientes, extasiados, afligidos, preocupados, aflitos, agitados, ansiosos, atormentados, atribulados, apreensivos, ansiosos … Outros ficam mais sensíveis e procuram relaxar, procurando se manterem esperançosos, pois tudo isso vai passar e a vida vai voltar ao normal. Assim espero eu !!!

Bethany Meilani Hamilton nascida no Hawaii em 8 de fevereiro de 1990, é uma surfista americana, já que o Hawaii é um estado americano. Bethany foi educada dentro dos padrões de uma família cristã e a partir de 10 anos de idade começou a surfar. Ela é a caçula de três irmãos e sobreviveu a um ataque de tubarão em 2003 no qual teve o braço esquerdo amputado, mas voltou – e foi vitoriosa – ao surfe profissional.

Bethany Hamilton em ação. Foto: Divulgação – Rip Curl

Ela escreveu sobre sua experiência em 2004 em sua autobiografia Soul Surfer: A True Story of Faith, Family, and Fighting to Get Back on the Board – ou em português Soul Surfer: A Verdadeira História de Fé, Família e Luta para voltar a Surfar. Em abril de 2011, o filme Soul Surfer foi lançado, baseado no livro e entrevistas adicionais.

Em 31 de outubro de 2003, aos 13 anos, Bethany Hamilton foi surfar de manhã ao longo de Tunnels Beach, Kauai com a melhor amiga Alana Blanchard, o pai e o irmão de Alana, Holt e Bryan. Cerca de 7h30, com inúmeras espécies existentes na região, ela estava deitada em sua prancha com o braço esquerdo pendurado na água, quando um tubarão-tigre a atacou, cortando seu braço esquerdo mais abaixo do ombro.

Os Blanchards a ajudaram a remar de volta à costa, e em seguida, o pai de Alana formou um torniquete e envolveu-o em torno do coto de seu braço, antes que ela fosse levada às pressas para Wilcox Memorial Hospital. Até o momento que ela chegou lá, ela havia perdido mais de 60% de seu sangue e estava em choque hipovolêmico (Estado de diminuição do volume sanguíneo, mais especificamente do volume de plasma sanguíneo. Choque hipovolêmico se refere a uma condição médica ou cirúrgica na qual ocorre perda rápida fluída que resulta no fracasso de múltiplos órgãos devido perfusão inadequada). Em seguida, um médico que estava em um hotel nas proximidades correu para o resgate.

Seu pai, que estava programado para uma cirurgia no joelho, naquela manhã, já estava lá, mas ela tomou o seu lugar na sala de cirurgia. Ela passou uma semana em recuperação antes de ser liberada. Durante as entrevistas posteriores da mídia, ela confirmou que se sentia normal quando ela foi mordida e não sentiu muito a dor da mordida no momento do desastre, mas estava dormente no caminho para o hospital.

Ao receber a notícia do ataque do tubarão, uma família de pescadores liderados por Ralph Young, apresentou aos investigadores fotos de um tubarão-tigre de 14 pés (medida usada nos EUA) de comprimento que haviam capturado e matado cerca de um quilômetro do local do ataque. Tinha restos da prancha em sua boca. Quando as medições da boca foram comparados com a prancha quebrada de Hamilton, combinava. No final de 2004, a polícia confirmou oficialmente que foi o que a atacou.

Apesar do trauma do incidente, Hamilton estava determinada a voltar a surfar. Inicialmente, ela adotou uma prancha feita sob medida, que foi mais longa e um pouco mais grossa do que o padrão e tinha uma alça para o braço direito, tornando-o mais fácil de remar, e ela aprendeu a chutar mais para compensar a perda de seu braço esquerdo. Depois de ensinar a si mesma a surfar com um braço, no dia 10 de janeiro de 2004, ela entrou em uma competição importante. Ela agora usa pranchinhas desempenho competitivo padrão.

No início de 2012, Hamilton conheceu o ministro da juventude Adam Dirks através de amigos em comum. Eles ficaram noivos em abril de 2013. O casal se casou em 18 de agosto de 2013 na frente de 300 amigos e familiares em uma praia isolada na costa norte de Kauai, perto de onde ela cresceu.[14]Em fevereiro de 2015, Bethany anunciou num vídeo ao lado do marido que está a espera de seu primeiro filho. Ela é agora mãe de dois filhos.

Bethany Hamilton e Adam Dirks e seus Filhos. Foto: Arquivo Pessoal

Bethany Hamilton em 2020, participou de duas etapas do WSL Qualifying Series 2020 na Austrália e agora aguarda o retorno das competições, com um objetivo claro de se classificar para o WSL Championship Tour em 2021. Ela anunciou poucos dias antes do lançamento de seu novo longa-metragem, Unstoppable , nos cinemas da Austrália.

“Acho que muitas pessoas pensam que estou aqui na Austrália fazendo promoção de filmes, mais minha principal razão de estar aqui é competir. Estou muito animado por voltar a competir e voltar a colocar um foco real nisso. É meu objetivo me qualificar este ano. Sinto que estou surfando melhor do que nunca e acho que poderia me sair bem na turnê mundial. Seria tão incrível fazer parte disso. O nível de surf aumentou tanto, desde o QS até o CT, e todas as baterias são incríveis de se assistir. ”

“É um momento tão importante no surf feminino. Com salário e premiação igual para ambas categorias, é um momento muito especial. Eu gosto de assistir todas as mulheres competindo no tour. É incrível surfar com elas. O surf delas é está em alto nível, e isto me motivou a querer retornar e fazer parte disso”. “Eu dediquei muito tempo ao surf competitivo quando era mais jovem; então, nos meus 20 anos, realmente me envolvi. É realmente interessante ter 30 anos e querer voltar, mas desta vez com dois filhos e um marido na estrada comigo”.

“Seria insano se qualificar, mas eu estou bem com isso de qualquer maneira. Não tive um bom começo nesses dois primeiros eventos aqui na Austrália, mas é um ano tão longo e basta dois grandes resultados. Estou apenas mantendo a calma. Eu tive uma lesão no cotovelo que me recuperei nos últimos meses e foi complicado não poder fazer exercícios para se preparar para os eventos. É tão bom estar de volta à água agora … sinto que tenho muito a apresentar com o meu surf. ” Disse Bethany Hamilton:

VEJAM OS VÍDEOS ABAIXO:

Soul Surfer – Coragem de viver – Trailer Legendado:

Bethany Hamilton – My Story – Soul Surfer – Legendado:

Bethany Hamilton em Pipeline:

Bethany Hamilton – How Does She do It:

Bethany Hamilton – Terceiro lugar no WSL Fiji Pro 2016:

Fiji Women’s Pro 2016: Round 02 , Heat 3:

Fiji Women’s Pro 2016: Round 03, Heat 01:

Fiji Women’s Pro 2016: Quartas de Final, Heat 01:

Fiji Women’s Pro 2016: Semi-final 01:

Edição: Edson Andrade

Tenha lindas artes exclusivas
mag72